AngolaEconomiaNotícias

Angola e Zâmbia assinam acordo na área de petróleo e gás

O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos de Angola, Diamantino Azevedo, e o ministro de Energia da Zâmbia, Mathew Nkuwa, assinaram um acordo para a cooperação entre os dois países na área de petróleo e gás, o que poderá ter como uma das principais consequências a construção do Angola-Zambia Oil Pipeline (AZOP), um oleoduto que liga a Refinaria do Lobito (Angola) à cidade de Lusaca, capital da Zâmbia.

 

Refinaria de Lobito ampliará produção de barris de Petróleo em Angola
Refinaria de Lobito ampliará produção de barris de Petróleo em Angola (Imagem: Reprodução Sonangol)

A Refinaria de Lobito está sendo construída pela Sonangol na Província de Benguela e ocupará aproximadamente 150 hectares, sendo responsável pelo fornecimento de derivados de petróleo na ordem de 200 mil barris e criação de 10 mil postos de trabalho. Juntas, a sua construção, a construção da refinaria de Cabinda e a modernização da Refinaria de Luanda prevêem que a produção angolana de petróleo chegue a 300 mil barris por dia. Atualmente Angola importa grande parte do refinado que necessita.

 

O Ministro Angolano participará de uma reunião com os promotores do AZOP para conhecer detalhes do projeto do oleoduto, que ainda não são totalmente conhecidos.

 

Ainda no setor petrolífero, Angola atua junto a outro vizinho africano – a República Democrática do Congo. Os dois Estados decidiram criar duas comissões de peritos em comum: uma para analisar as questões relativas à exploração marítima e exploração de petróleo, e a outra para propor um mecanismo de regulação para lidar com o tráfico de petróleo na fronteira entre os dois países.

Previous post

Exclusivo: a maior "biblioteca" de tecidos do mundo está em Portugal

Next post

Cabo Verde: presidente da Assembleia Nacional sugere medidas para enfrentar a seca

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *