AngolaEconomiaNotícias

Angola e Zâmbia discutem ligação por estradas e caminhos-de-ferro

Caminho de Ferro de Benguela liga Lobito, no litoral, à RDC (Imagem: Reprodução Maps)

Os ministros angolanos Manuel Tavares, das Obras Públicas e Construção, e Ricardo de Abreu, dos Transportes, discutem nesta segunda semana de novembro com representantes do governo central da Zâmbia as estratégias a serem adotadas para melhorar a interligação dos dois países por terra. O objetivo é reforçar o comércio no centro da África com a utilização de caminhos-de-ferro e estradas.

 

Veja também

Angola e Zâmbia assinam acordo na área de petróleo e gás

Térmicas garantem estabilidade energética em Luanda

Reino Unido tem £750 milhões para infraestrutura em Angola

 

O presidente da República de Angola, João Lourenço, já havia sinalizado a intenção de obter financiamento para a construção de uma auto-estrada regional que ligasse Angola, Namíbia, Zâmbia e República Democrática do Congo.

 

Angola já investiu, entre 2005 e 2015, U$1,9 milhões na reabilitação de infraestruturas na região de Benguela, incluindo estradas, aeroportos, portos, escolas e centros de saúde. A intenção é, ainda, fortalecer  o Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e o corredor de Lobito, que liga Angola à Zâmbia e República Democrática do Congo. O esforço vem na linha dos pesados investimentos em infraestruturas que Angola vem fazendo no país, a exemplo de outros na área de energia, petróleo e gás.

Previous post

Guiné-Bissau: estudo demonstra que população não confia no sistema de saúde pública

Next post

Tatuagens eletrónicas que fazem bem à saúde. Não acredita?

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *