PortugalSociedade

Até 2017 Lisboa vai perder uma das suas imagens de marca: a calçada portuguesa

Leya

 

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou esta semana o novo Plano de Acessibilidade Pedonal.

 

O Plano de Acessibilidade Pedonal prevê a aplicação de 100 medidas que visam melhorar a circulação na cidade, mas entre elas há uma que se destaca, por mexer com um património histórico e cultural de muita relevância, a calçada portuguesa.

 

O Plano de acessibilidade agora aprovado prevê que até 2017 seja retirada a calçada portuguesa da cidade de Lisboa nos “locais onde represente um perigo”, porque, como é bem sabido, esta dificulta (bastante) a circulação, sobretudo aos mais idosos e às pessoas com problemas de locomoção em geral.

 

Esta solução tem bastantes opositores foi descrita pela Associação de Defesa do Património de Lisboa como “inaceitável”. A associação já prometeu criar uma petição para impedir a implementação da medida em causa.

 

No Plano estão também previstas medidas como a criação de mais passadeiras, ciclovias e o rebaixamento de alguns passeios.

Previous post

Timor-Leste chama por empresários lusófonos

Next post

PALOP estão entre os casos mais preocupantes de desrespeito aos direitos humanos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *