BrasilNotíciasSociedade

Brasil: Comissão do Senado aprova uso medicinal da Cannabis

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado brasileiro aprovou no fim de novembro um substitutivo ao Projeto de Lei do Senado 514/2017 que libera o uso medicinal da maconha no país. Mas o tema ainda precisa ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), pelo Senado e pela Câmara dos Deputados antes de ser aprovado, afirma a Agência Brasil.

 

 

Veja também

Catorze anos após a descriminalização das drogas, Lisboa enfrenta agora o “falso tráfico”

Medicina tradicional chinesa será legislada em Cabo Verde e Guiné-Bissau

 

A proposta, relatada pela senadora Marta Suplicy, descriminaliza o semeio, o cultivo e a colheita de Cannabis Sativa para uso terapêutico pessoal e libera o seu acesso para associações de pacientes criadas especificamente com esta finalidade. Durante a votação, a senadora lembrou que o uso da substância melhora a qualidade de vida de pacientes com autismo, epilepsia, Alzheimer, Parkinson, dores crônicas e neuropatias.

 

Em defesa da proposta, o argumento de que não é possível esperar que o Sistema Único de Saúde (SUS) dê acesso às famílias a esse tipo de medicação, que tem custo muito elevado. Para eles, o Parlamento tem obrigação de facilitar esse processo e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE), no entanto, disse que apesar de reconhecer a importância da Cannabis para a produção de medicamentos, votaria contra  por medo de que haja descontrole e falta de fiscalização que permitisse a criação de laboratórios de estupefacientes.

Previous post

144 mil toneladas: esta é a quantidade de açúcar que o Brasil quer retirar de alimentos e bebidas

Next post

Reggae jamaicano é considerado Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *