Guiné-BissauPolítica

Guiné-Bissau estabelece vários contactos para conseguir apoio para as eleições legislativas

As eleições legislativas na Guiné-Bissau previstas para 18 de novembro. As autoridades têm encetado contactos com vista a conseguir apoio. O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, já visitou à Guiné Equatorial e estabeleceu contactos com as autoridades equato-guineenses no sentido de conseguir um apoio mais significativo.

 

A ONU também prometeu mobilizar ajuda para eleições em novembro na Guiné-Bissau se a data for mantida, a confirmação veio do novo representante do secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau, o brasileiro José Viegas Filho, que prometeu uma mobilização internacional.  

 

A fonte governamental guineense também confirmou a visita de equipa técnica portuguesa, demonstrando assim que Portugal estuda eventual apoio ao recenseamento eleitoral, um apoio que poderá ser material e também do ponto vista técnico.

 

Segundo Observador, Guiné-Bissau debate-se com dificuldades financeiras e técnicas para a realização do registo de cidadãos eleitores, em concreto depara-se com falta de equipamentos para o registo biométrico dos cerca de um milhão de potenciais eleitores, projetados pela Comissão Nacional de Eleições. 

 

(Imagem: Reprodução A Nacão)

As entidades locais mostram-se comprometidos e acreditam que os países amigos, vão ser um grande auxílio para ultrapassar as dificuldades e organizar as eleições na data perspectivada. 

Previous post

Portugal é campeão dos “óscares” do turismo pela segunda vez

Next post

Brasil é o único país lusófono ainda no Mundial, e nunca falhou segundo a CNN

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *