AngolaSociedade

‘Panama Papers’ em português: Filho do Presidente de Angola envolvido no escândalo

Leya

 

O filho do presidente José Eduardo dos Santos foi envolvido no escândalo dos Papéis do Panamá. José Filomeno de Sousa dos Santos, ou ‘Zenu’, terá liderado a rede que desviou e lavou cinco mil milhões de euros do Fundo Soberano de Angola (FSDEA).

 

O complexo esquema liga o referido fundo, criado por ‘Zenu’, a conselheira financeira Quantum, sediada na Suíça, e o Banco Kwanza. Todas essas entidades foram criadas e geridas pelas mesmas pessoas: ‘Zenu’ dos Santos, Jean-Claude dos Bastos de Morais (presidente do Banco Kwanza), Marcel Krüse (diretor executivo do banco e ex-diretor da Quantum) e Ernst Welteke (administrador do banco e da Quantum). Krüse e Welteke foram condenados na Suíça por gestão danosa e Welteke foi demitido da presidência do alemão Bundesbank por cobrar ao banco despesas privadas.

 

De acordo com o jornal ‘Expresso’ e a TVI, foi o Banco Kwanza que lavou o dinheiro desviado pela FSDEA, deslocando-o para entidades em paraísos fiscais. Elo crucial do esquema é Mirco de Jesus Martins, enteado de Manuel Vicente, ex–presidente da Sonangol e vice-presidente angolano. Mirco é o suposto dono de muitas das empresas-fantasma criadas em offshores. Algumas delas existiam apenas para deter contas em vários países, entre os quais Portugal.

Previous post

Governo americano acusa São Tomé e Príncipe de violar Direitos Humanos dos reclusos

Next post

Pela primeira vez em cinco anos, cai o comércio entre a China e os países lusófonos

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *