PortugalTurismo

Parques secretos de Lisboa | Secret parks in Lisbon

Leya

 

São locais que nos fazem esconder do reboliço citadino por momentos. Fora do centro turístico as nossas escolhas para um passeio, descanso e relaxe vai para estes cinco parques em Lisboa pouco conhecidos. Peguem na manta, levem um livro e o cesto do piquenique e desfrutem dos dias de sol!

There are places that make us want to hide, even for a few moments, from the everyday commotion. Away from the historical centre of the city, there are five less-known parks we have chosen to show you in case you are up for a walk. Or simply want to relax a bit. Grab your picnic basket, choose a good book and enjoy the arrival of spring! 

 

Quinta das Conchas e dos Liláses
Quinta das Conchas e Liláses, Lisbon fonte: Guia da Cidade
(Imagem: Reprodução Guia da Cidade)

Situado no bairro do Lumiar, o parque da Quinta das Conchas foi o resultado de recuperação de duas quintas do século XVI e é considerada a terceira maior mancha verde da capital, a seguir ao Parque Florestal de Monsanto e ao Parque da Bela Vista. Hoje em dia conta com uma área total de 24 hectares de relvado e área florestada. O jardim convida ao descanso na esplanada ou na relva e tem condições para as práticas desportivas. Encontra-se um parque infantil para o deleite das crianças e oferece outros equipamentos para vários tipos de eventos – um palco para a realização de espetáculos, restaurante, cafetaria e um edifício de serviço de apoio e área de exposições.

 

Entrada Livre

Horário de Funcionamento: 24h 

Located in the neighbourhood of Lumiar, the garden of Quinta das Conchas is the result of a restoration of two properties dating from the 16th century. It is considered to be the third ‘biggest green area’ in Lisbon, following the Monstanto and Bela Vista parks. Today, it spreads on 24 hectares of lawn and forest area. The park invites visitors to relax at the terraces or on the grass. For the most daring, there are possibilities of sports. More so, children can fully enjoy a playground created especially for them. The park offers, as well, the facilities needed for all sorts of events – a stage for shows, an area for exhibitions, restaurants and coffee places, even a first aid spot.

 

Entrance: free

Opening hours: 24h

 

Parque Botânico do Monteiro-Mor
Parque Botânico do Monteiro-Mor, Lumiar
(Imagem: Isabel Bernardo, Fora da Rota Tours)

Também situado no Lumiar, este parque faz ligação entre dois museus históricos – Museu do Traje e o Museu do Teatro e da Dança. A sua origem data do século XVIII, tendo sido organizado pelo botânico italiano Domingos Vandelli, a mando do 3º Marquês de Angeja. Após a venda da Quinta em 1840 ao 1º Duque de Palmela e 1º Marquês do Faial, o jardim sofreu alguns melhoramentos. Foram trazidas espécies raras e recebidas novas esculturas. A Quinta permaneceu na propriedade dos duques de Palmela até ao ano de 1975, altura em que foi vendido ao Estado Português.  O jardim compreende uma área de 11 hectares com diversas árvores antigas, um jardim de buxo e um roseiral e diversos canteiros com flores que anunciam, nesta altura, a chegada da primavera!

 

Entrada: 3€

Horário de funcionamento: Encerrado às segundas-feiras (todo o dia) e terças-feiras (manhãs); aberto de quarta-feira a domingo das 10h às 18h (última entrada às 17h30)

Located in Lumiar, as well, this park is a bridge between two historical museums – Costume Museum (Museu do Traje) and Theatre & Dance Museum (Museu do Teatro e da Danca). It originates from the 18th century, and it was designed by the Italian botanic specialist, Domingos Vandelli, under the reign of Marquês of Angeja the Third. After selling the property, in 1840, to Duke of Palmela the First and Marquês of Faial the First, the garden underwent some improvements. Rare species of plants and new sculptures were brought in. The land remained under the ownership of the Duke of Palmela until 1975, when it was sold to the Portuguese government. The park is spread on an area of 11 hectares, home to centuries-old trees, wooden parks, rose plantations and fields filled with flowers. All of which are announcing the beginning of springtime.

 

Entrance: 3€
Opening hours: Closed on Mondays (all day) and Tuesdays (mornings only); from Wednesday to Sunday from 10 a.m. to 6 p.m. (last entry at 5.30 p.m.)

 

Parque José Gomes Ferreira (Mata de Alvalade)
Parque José Gomes Ferreira fonte: lx4kids.pt
(Imagem: Reprodução lx4kids)

O Parque José Gomes Ferreira ou Mata de Alvalade é um local ideal para todas as idades. Situado no bairro de Alvalade, o parque tem um circuito de manutenção, com Bootcamp a um preço simbólico e é propício a várias actividades desportivas: corrida, bicicleta ou, simplesmente, caminhar calmamente em contacto com a natureza. O Parque também convida ao desfrute do piquenique – há um espaço para merendas com mesas, cadeiras e grelhadores. Para os mais preguiçosos, apreciadores da bela arte de ”esplanar”, sugerimos irem ao quiosque do Parque onde se encontra uma esplanada feita em troncos reciclados, tapetes e puffs.

 

Entrada Livre

Horário de Funcionamento: 24h

José Gomes Ferreira Park or Mata de Alvalade is an ideal place for all ages. Located in the Alvalade neighbourhood, the park has a sporting area with Bootcamp. It charges a small fee, but it is suitable for all sorts of physical activities: running, biking, or walking while enjoying nature. Visitors can enjoy the picnic areas of the park which are fully equipped with picnic tables, chairs and barbecue grills.
For the lazybones, who simply prefer to relax, we suggest they go the kiosk of the park which has a terrace made of recycled trunks of trees, rugs and beanbags.

 

Entrance: free
Opening hours: 24h

 

Parque Silva Porto (Mata de Benfica)
Parque Silva Porto fonte: cm-lisboa.pt
(Imagem: Reprodução cm-lisboa)

Situado na freguesia de Benfica, o Parque Silva Porto é uma área arborizada, plantada em 1880 por ordem de João Carlos Ulrich com o objectivo de embelezar o seu Palácio da Feiteira. Foi adquirido, posteriormente, em 1911 por César Augusto de Figueiredo, oferecendo-o à Câmara Municipal de Lisboa, com a condição de abrir o espaço a todos os cidadãos. O Parque, com o nome do pintor Silva Porto,  é um espaço bucólico que convida ao descanso. Tem um quiosque simpático com esplanada, gerido pelo Clube Futebol Benfica, um pequeno lago com patos, gansos, onde não faltam os vaidosos pavões. Nota-se uma preocupação com os animais: perto do pequeno parque de merendas, situa-se um terreno para os cães poderem correr à vontade e fazer exercício. Os gatos de rua foram esterilizados e encontraram também um lugar para ficar.

Para quem gosta de desporto, o Parque tem um campo de paddle e para os mais pequenos, para além de um parque infantil, o espaço oferece actividades de aventura do Benfica Extreme Adventure Park – BX.

 

Entrada Livre

Horário de Funcionamento: verão (1 de abril a 30 de setembro) das 07h00 às 21h00; inverno (1 de outubro a 31 de março) das 07h00 às 19h00.

Located in Benfica, the Silva Porto park is a green area whose trees were planted in the 1880s at the request of João Carlos Ulrich. The aim was to adorn the Ferreira Palace. Eventually, in 1911 it was purchased by César Augusto de Figueiredo who donated it to the Town Hall of Lisbon with the condition to open the park to all its visitors. The place, named after the painter Silva Porto, is a splendid place to relax. It has a charming kiosk with a terrace, managed by the football club of Benfica; a small lake with ducks, geese, and the unmistakable cocky peacocks. A concern for the well-being of animals can be noted in the park: close to the snacks’ area, there is a space where dogs can run freely and enjoy themselves. Stray cats have been sterilised and find here a place to stay, as well.
For the sports’ lovers, the park has a paddle field and a playground. And, not far away from these attractions, a place which offers extreme activities – Benfica Extreme Adventure Park – BX.

 

Entrance: free
Opening hours: summer (from the 1st of April to the 30th of September) from 7 a.m. to 9 p.m.; winter (1st of October to 31st of March) from 7 a.m. to 7 p.m.

 

Parque do Calhau (Monsanto)
Parque do Calhau fonte: cm-lisboa.pt
(Imagem: Reprodução cm-lisboa)

Situado na freguesia de São Domingos de Benfica, o Parque do Calhau é uma das portas de entrada da vasta serra de Monsanto, os pulmões da cidade. Este espaço convida à corrida ou caminhada. Sombras não faltam para estender a toalha e, simplesmente, desfrutar. Há também mesas e assentos para quem tem receio de sujar a roupa e amplo espaço relvado para aderir a jogos e brincadeiras. O mais incrível é que nos esquece que estamos, de facto, tão perto da azáfama e do barulho citadino.

 

Entrada Livre

Horário de Funcionamento: 24h

Located in São Domingos de Benfica, Calhau park is one of the main entries of Monsanto, a place seen as ‘the lungs’ of the city of Lisbon. The space calls to session of running or fast walking. Areas filled with shadows invite those who wish to simply relax. There are tables and benches for those who are afraid of getting their clothes dirty. More so, there is enough green space for games and fun times. The most amazing things is that here we forget we are so close to the excitement and noise of the city.

 

Entrance: free
Opening hours: 24h

Previous post

Estão abertas as inscrições para o III Fórum da UE-CPLP

Next post

Timor-Leste confirma que a cimeira da CPLP no Brasil será realizada em Julho como previsto

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *