Cultura

Os três marinheiros portugueses que mudaram a gastronomia japonesa

Em 1543, Antonio da Mota, Francisco Zeimoto e Antonio Peixoto, marinheiros — os primeiros europeus a pisar em solo japonês — provavelmente não faziam ideia de que marcariam a história da gastronomia japonesa para sempre.

 

É facto relativamente conhecido que a tradicional tempura japonesa foi “importada” de Portugal. O que muitos não sabem é como isso aconteceu. A BBC traz informações.

 

Os três marinheiros portugueses que faziam parte da tripulação de um navio com destino a Macau tiveram a sua rota desviada para a ilha japonesa de Tanegashima. Os japoneses, que estavam em guerra civil, realizaram então negócios com portugueses em troca de armas, mas também sabão, tabaco e lã.

 

Essas trocas inauguraram uma relação comercial Portugal-Japão que perdurou durante quase 100 anos até a expulsão dos portugueses pelo Shogun Tokugawa Iemitsu, que decidiu que o Cristianismo era uma ameaça para a sociedade japonesa.

 

Mas a técnica da tempura, em Portugal mais explorada sob a forma dos famosos peixinhos da horta (feijão-verde panado) não só perdurou até agora, como se tornou um clássico da culinária japonesa. Verdade seja dita, muito aprimorada e melhorada pelos nipónicos. Sim, são os tradicionais peixinhos da horta as origens das famosas tempuras, um destaque da gastronomia japonesa!

 

Na altura feitas apenas com feijões-verdes — eram fritos para manterem-se por mais tempo, na mesma lógica da salga  e cura de carnes — agora também são feitas com camarões, batatas e cogumelos.

 

Os peixinhos da horta são só uma das comidas inspiradas pelos portugueses.

 

Na passagem pela Índia, por exemplo, onde ficaram até 1961, os portugueses deixaram como  herança a carne de vinha d’alhos, uma carne cozida com vinho e alho — muito típica ainda hoje por terras lusas. Hoje, na Índia, essa carne é conhecida como Vindaloo e é extremamente popular. Outro exemplo são as tortas de ovo — muito comuns em Macau e China, mas tiveram origem nas maravilhosas sobremesas portuguesas, que são conventuais (feitas à base de ovos).

Receita de peixinhos da horta fácil

  • 500 g de feijão verde
  • sal
  • 100 g de farinha
  • 1 ovo
  • 1/2 copo de leite
  • pimenta
  • óleo

Tire o fio e as pontas do feijão-verde, corte ao meio e cozinhe em água e sal por 10 minutos. Deixe escorrer.

 

Em uma terrina, misture farinha, o ovo, o leite, sal e pimenta. Caso a massa esteja muito espessa, acrescente mais leite. Depois é só passar os feijões pela massa e fritar em óleo.

 

 

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.