BrasilCulturaSociedade

Após 30 anos, Miss Brasil volta a coroar a beleza negra

Leya
Raissa Santana, representante do estado do Paraná, foi eleita a Miss Brasil 2016 na noite de sábado (1º de outubro).

 

A jovem, de 21 anos, é a segunda Miss Brasil negra em 30 anos, desde Deise Nunes, em 1986. Esta edição ficou marcada justamente como a que teve o maior número de candidatas negras na história do concurso. Das 27 concorrentes, seis eram negras. O número nem de longe reflete a representatividade negra na população brasileira (cerca de 54%), mas foi comemorado por ser inédito.

(Imagem: Miss Brasil Oficial, Divulgação)
(Imagem: Miss Brasil Oficial, Divulgação)

Na hora de justificar porque merecia a coroa, a paranaense afirmou que desejava quebrar “o jejum de 30 anos” desde que a última miss negra venceu a competição.

 

A segunda colocada foi a miss Rio Grande do Norte, Danielle Marion, e a terceira foi a miss Maranhão, Daise D’Anne.

 

 

– Eu estou muito emocionada. Isso aqui é uma mistura de emoções muito grande. Eu não esperava ganhar esse título, mas estou muito feliz por ter conquistado esse título e por poder representar a beleza negra e incentivar meninas que têm o sonho de ter alguma coisa, de conquistar, de ser uma modelo, de ser uma miss… Agora, quero incentivar essas meninas e mostrar para elas que elas podem – disse a Miss Brasil 2016 em entrevista ao portal EGO.

 

(Imagem: Miss Brasil Oficial, Divulgação)
(Imagem: Miss Brasil Oficial, Divulgação)

 

 

Saiba quais os 10 países africanos com as mulheres mais bonitas

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.