CulturaPortugalTurismo

Gir’Almada – onde se encontra a melhor visita de Lisboa /where you find the best view of Lisbon

Dos nossos passeios por Lisboa destacamos aquele onde se descobre a melhor vista da cidade. Para isso têm de ir connosco ao outro lado do rio! Surpreendidos? Entramos no Cacilheiro e em 10 minutos estamos lá. De resto, é só seguir-nos e contaremos histórias e curiosidades de Cacilhas à Almada velha no nosso Gir’Almada.
Lisboa é a cidade de miradouros, locais com vistas deslumbrantes, cada uma única e diferente. Mas sabem onde se encontra a melhor vista de Lisboa? Não se encontra na cidade. Surpreendidos? A melhor vista de Lisboa avista-se do outro lado do rio, em Almada. Apanhando o barco no Cais do Sodré, em menos de 10 minutos, chega-se ao outro lado.
From our tours in Lisbon we highlight the one in which you will find the best view of the city, but it is on the other side of the river. Surprised? We get in a ”cacilheiro” (ferry boat) and in less than 10 minutes we’re there. As for the rest, just follow us and we will tell you stories and curiosities from Cacilhas to old Almada in our Gir’Almada!
Lisbon is the city of miradouros, places with outstanding views, each one different from one another. But do you know where to find the best view of Lisbon? You won’t find in the city. Surprised? The best view of Lisbon is on the other side of the river, in Almada. You catch the ferry boat in Cais do Sodré and in less than 10 minutes you’re there.
Imagem: Isabel Bernardo, Fora da Rota
À primeira vista, os armazéns em ruína dão um aspecto decadente, mas o caminho até ao jardim do Ginjal, está repleto de histórias passadas e recentes: os pescadores que pacientemente esperam pela mordida dos peixes, as gruas enferrujadas com o tempo que indicam a azáfama passada de abastecimento e reparação de grandes embarcações, os desenhos pintados nas paredes, o gato que espreita pela janela, o rio que banha em tímidas ondas a encosta, a ponte altiva…
The warehouses in ruins give a decadent image at a first glance. But on the way to Ginjal garden you will find past and present stories: the fishermen patiently waiting for the fish bite, the rusty cranes which marks the past of the hustle and bustle of boat repairing and supply, the street art on the walls, the cat peeping through the window, the river bathing timidly the coast, the proud bridge…
Imagem: Isabel Bernardo, Fora da Rota
Caminhamos em direção a um pequeno paraíso: o jardim do Ginjal que nos convida ao descanso e ao desfrute da sombra. Lisboa está ali, ao alcance de uma mão, sempre em perseguição dos nossos olhos. Subimos o elevador da Boca do Vento e percorremos as ruelas da Almada Velha. Chegamos à Casa da Cerca, onde se respira a arte e descemos novamente para voltar ao nosso ponto de chegada. Já repararam na bonita fragata e no submarino. Já conheceram muitas histórias de mar. É escutar o que dizem. Do mesmo fala o farol que já teve em terras açoreanas. Dizemos adeus, respirando mais uma vez Lisboa do outro lado.
E perguntamos novamente: onde se encontra a melhor vista de Lisboa?
Façam já a reserva do nosso tour Gir’Almada! Mais informação aqui.
We walk directly to a small paradise: the Ginjal garden which invites us to rest and enjoy the shade. Lisbon is over there, at a hand’s reach, always being chased by our eyes. We go up the Boca do Vento elevator and we walk the narrowed streets of old Almada. We arrive at Casa da Cerca where we breath art and we go down again to get back to the arrival point. Have you noticed the beautiful frigate and the submarine? They have witnessed many sea stories. The lighthouse can speak the same since it had already been in the Azores. We say goodbye, breathing Lisbon on the other side.
And in the end we ask again: where do you find the best view of Lisbon?
Make your reservation of our tour Gir’Almada! More information here.  

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.