Cultura

O que é mucapata? Como fazer?

2 min

Em Moçambique, a mucapata — feita com arroz e feijão sem casca — é um dos pratos mais comuns como acompanhamento de aves e outras carnes. Com origens na região central do país, na província da Zambézia, o prato tem se internacionalizado na África e mesmo fora dela. Conheça um pouco mais!

Feijão, arroz e coco: mucapata

O arroz e o feijão são dois alimentos típicos em Moçambique, ao lado do milho e da mandioca. As origens das produções antecedem a época colonial. Antes de os portugueses chegarem ao país, havia o Império de Gaza, um dos maiores da África, que já plantavam arroz nas partes mais próximas aos rios e feijão em partes um pouco mais afastadas. As quantidades, porém, eram mais equilibradas em relação a produções como milho, sorgo e ervilha, por exemplo. Com a chegada dos portugueses, a lógica de exportação, principalmente para países asiáticos, começou a ter mais força. Dessa forma, ampliou-se a produção destes dois produtos.

 

O centro da produção de arroz no mundo é a Ásia — com foco na Índia e na China —, de onde partiu para outras regiões na era dos comércios, pelos árabes e, posteriormente, na era das navegações. Em Moçambique, há indícios de que o arroz chegou também pela mão dos árabes e, mais para frente, expandiu-se pelas mãos dos portugueses.

 

A área na qual há mais potencial de produção de arroz em Moçambique é justamente na área da Zambézia — Maganja da Costa, Mocubela, Namacurra, Nicoadata e Mopela — no centro do país, de onde vem a mucapata. As regiões têm climas de monções, com grandes chuvas que fazem o cenário perfeito para produção de arroz. Cerca de 90% da produção nacional é concentrada nas províncias de Zambézia e Sofala.

 

Essa concentração de produção de arroz teria se juntado à grande variedade de feijões da região e propiciado o surgimento da mucapata. As variedades de feijão — Nhemba, soroco, uloco, por exemplo — permitem uma grande capacidade de pratos típicos diferentes que o têm como fonte principal. A mucapata, que além de arroz e feijão também leva coco, acompanha pratos moçambicanos desde então.

Mucapata caseira

  • 1 kg de arroz
  • 500 gr de feijão-soroco (uloco)
  • 3 cocos
  • 1 litro de água
  • 1 colher de chá de sal

Basta lavar o arroz e o feijão-soroco sem casca e deixar cozer em uma panela de barro com um litro de água e sal, durante vinte minutos. Em seguida, rale os cocos, aqueça-o com um pouco de água morna e esprema o leite no preparado anterior. Deixe no fogo brando até cozer o feijão e o molho secar. Fica uma espécie de pasta como acompanhamento. Há quem acrescente pimenta ou outro tempero, mas a base está feita.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.