CulturaPortugalTurismo

Uma casa assombrada em Lisboa | A haunted house in Lisbon

Leya

 

Vimos aqui contar uma história assombrada. Uuuuuuuu Sabiam que existe um fantasma numa casa em ruínas no bairro do Lumiar em Lisboa? Não? Pois, então leiam.

 

Aviso! Se terminarem de ler e ficarem perturbados ou demasiado assustados, nós não nos responsabilizamos pelos danos psicológicos causados. Buu! Impróprio para cardíacos. Bu!

 We’re here to tell you a ghost story. Uuuuuu Did you know that there is a ghost in a ruined house in the Lumiar neighbourhood in Lisbon? No? Well, then read this.

 

Warning! While finishing reading don’t get disturbed or too frightened. We take no responsibility for the psychological damages. Buu! Unfit for people with heart problems.

Imagem: Reprodução Misérias de Lisboa
Imagem: Reprodução Misérias de Lisboa
Por trás de uma paisagem verdejante esconde-se uma casa em ruínas. Situa-se, precisamente na Quinta das Conchas e dos Lilases, no Lumiar em Lisboa, resultado de recuperação de duas quintas do século XVI, agora espaço público de lazer. Após ter passado por várias famílias, esta quinta tornou-se propriedade de Francisco Mantero que a adquiriu em 1899 e foi seu proprietário até 1927. Da casa pouco resta, mas consegue-se ver a sua estrutura apalaçada, fazendo lembrar as antigas casas coloniais.

 

Mantero era um importante roceiro em São Tomé e Príncipe. Viveu em Angola, Moçambique e Timor e foi sócio fundador da sociedade de Geografia em Lisboa. Acabou por fundar as roças de Santa Margarida, Monte Macaco e Maianço nas ilhas de São Tomé e Príncipe, cuja exploração principal era o cacau ou o café. Apesar de uma vida extraordinária, Francisco Mantero escondia um lado sombrio…

Behind a green scenery, there’s a house in ruins hidden. It is precisely in Quinta das Conchas and Lilases, in Lumiar in Lisbon, a result of two 16th century villas’ rehabilitation. Now it is a public and leisure space. After being property of several families, this farm belonged to Francisco Mantero who bought it in 1899 and became its owner until 1927. From the house little remains, but you can still see the structure of a rich manor house which reminds the old colonial architecture. In fact,

 

Mantero was an important “roceiro” (farmer in the colonies) in Sao Tome and Principe. He lived in Angola, Moçambique and Timor and was founding partner in the Geography Association in Lisbon. He also founded many ‘’roças’’ (big farms in the colonies) in Santa Margarida, Monte Macaco and Maianço in Sao Tome, whose main exploration was cacao and coffee. Although he had an extraordinary life, Francisco Montero was hiding a dark side…

Imagem: Reprodução beatrizpereiradc.wordpress.com
Imagem: Reprodução beatrizpereiradc.wordpress.com

Reza a lenda que Mantero apaixonou-se por uma nativa de São Tomé, de quem teve uma filha. A mulher de rara beleza passou a viver na casa da Quinta das Conchas. Talvez por um ciúme cego ou por não a querer à vista de outros olhares,  aprisionou a pobre nativa numa jaula de espaço claustrofóbico. Após muitos anos de cativeiro a pobre mulher enlouqueceu, acabando por morrer. Mas ainda se ouve pela casa, primeiro um choro e um lamento suave, depois o som aumenta em gritos de desespero…

 

Conta-se, igualmente, que existe um tesouro escondido  cheio de relíquias trazidas de África, mas que até hoje ainda ninguém descobriu, talvez por receio do espírito amargurado e amaldiçoado.  Se se sentem motivados para procurar pelo tesouro, não é possível. Existe um perigo bem mais real anunciado por um sinal da CML avisando o risco de derrocada. Será uma forma de afastar os caçadores de tesouro ou de fantasmas? Mistérios….

The legend tells that Mantero fell in love with a native from Sao Tome who had a daughter. The woman had a stunning beauty and she moved to the house in Quinta das Conchas in Lisbon. Maybe moved by a blind jealousy or for not wanting her to be seen, he imprisoned the poor native inside a claustrophobic cage. After many years of captivity the poor woman went insane and died. But you can still listen first a soft crying and then an increasing sound of desperate screams…

 

It is also told that there is a hidden treasure full of relics brought from Africa, but it hasn’t been found yet. If you are that moved to find the treasure it is not possible. There’s a more real danger announced by the city council warning the risk of building collapse. Is it a way to back away on purpose the treasure or ghost hunters? Mysteries….

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.