AngolaEconomiaPaíses

Angola prepara-se para lançar o seu primeiro satélite

(Imagem: Reprodução Panorama Audiovisual)

AngoSat-1 é o primeiro satélite angolano e irá assegurar as telecomunicações em todo o território nacional. A província de Luanda irá receber um dos dois centros de controlo do satélite que tem lançamento previsto para o primeiro semestre de 2017, sendo a outra estação de controlo localizada em Korolev (Rússia).

A construção do Centro de Controlo e Missão de Satélites teve início no sábado (27), na comuna da Funda, em Cacuaco (arredores de Luanda) e ocupa uma área com mais de 6.500 metros quadrados.

O objetivo do AngoSat-1 será disponibilizar serviços de telecomunicações, televisão, internet e governo eletrónico, com um período máximo de órbita de 18 anos.

A construção deste satélite está a cargo de um consórcio russo que iniciou o projeto a 19 de novembro de 2013, cerca de 12 anos depois de ter sido projetado o processo de construção, e prologar-se-á durante mais 36 meses, prazo que o Governo angolano garante estar a ser cumprido.

Para além do consórcio russo estão envolvidas cerca de 30 empresas subcontratadas e a formação, na Rússia, de técnicos angolanos para a operação do mesmo, com o primeiro grupo a iniciar funções no próximo mês de setembro.

Segundo o portal Porto Canal, o governo angolano afirma que o satélite vai levar as comunicações “a todo o país”, de modo a aumentar uma “coesão nacional”.

O AngoSat-1 é um dos sete projetos previstos no Programa Especial Angolano que envolve a formação de quadros, a transferência de conhecimentos na área e o lançamento da Agência Espacial Angolana. O satélite está avaliado em 37 mil milhões de kwanzas (aproximadamente 270 milhões de euros).

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.