EconomiaPaísesPortugal

Português ganha 1,5 milhões de euros para aprofundar estudo de Einstein

(Imagem: Reprodução Ciência Hoje)

Chama-se Vítor Cardoso, tem 40 anos, é físico, investigador e professor do CENTRA, Centro Multidisciplinar de Astrofísica do Departamento de Física do Instituto Superior Técnico e é a segunda vez que consegue uma bolsa do European Research Council, algo que se não é inédito é, pelo menos, extraordinário.

A primeira vez que conseguiu o feito, em 2010, ganhou uma bolsa no valor de um milhão de euros que aplicou no estudo da gravitação baseada nas teorias do famoso físico alemão Albert Einstein. Cinco anos mais tarde, nova conquista, nova bolsa, desta feita no valor de um milhão e meio de euros para continuar a pesquisa já iniciada.

Os fundos da primeira bolsa foram investidos na formação da equipa, constituída por dois pós-graduados japoneses e um italiano e na aquisição de um supercomputador ao qual deram o nome de Baltazar Sete Sóis, como a famosa personagem do Memorial do Convento, a imortal obra do também imortal José Saramago.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.