Cultura

Cabo Verde recebe o 1º Fórum Itinerante de Cinema Negro (FICINE)

A iniciativa ocorre entre os dias 17 e 29 de Julho e apresenta uma série de atividades que têm por objetivo ampliar a ponte de conexão entre Brasil e África, através de workshops, palestras, mostras de filmes e divulgação do audiovisual que se faz no continente africano.

A edição cabo-verdiana do FICINE propõe uma oficina do panorama do cinema negro para reflectir sobre a produção do cinema negro em África a partir do exemplo do Fespaco (Festival Africano de Cinema e Televisão de Ouagadougou), um dos mais antigos cinemas de África criado no Burkina Faso.

A programação começa na cidade da Praia, passa por Mindelo e termina na capital. As atividades 1º Fórum Itinerante do Cinema Negro são dirigidas a cinéfilos, profissionais e estudantes de audiovisual, antropologia, sociologia, artes e público em geral.

O FICINE é composto por historiadores, antropólogos e cineastas de Cabo Verde e do Brasil.

Veja a programação completa

Cidade da Praia

Quinta-feira, dia 17 Julho
17h00 – Apresentação do FICINE
17h30 – Oficina: Panorama do Cinema Negro (1º Dia) (detalhes da oficina)
Facilitadora: Janaína Oliveira

Sexta-feira, dia 18 Julho
17h00 – Oficina: Panorama do Cinema Negro (2º Dia)
Facilitadora: Janaína Oliveira

Cidade do Mindelo

Segunda-feira, 21 Julho
17h00 – Apresentação do FICINE
17h30 – Oficina: Panorama do Cinema Negro (1º Dia) (detalhes da oficina)
Facilitadora: Janaína Oliveira

Terça-feira, 22 Julho
17h00 – Oficina: Panorama do Cinema Negro (2º Dia)
Facilitadora: Janaína Oliveira

Quarta-feira, 23 Julho
17h00 – Palestra: A produção de cinema em Burkina Faso, a história do FESPACO (detalhes da palestra)
Palestrante: Janaína Oliveira, Moderadora: Celeste Fortes

Cidade da Praia

Terça-feira, 29 Julho
17h00 – Palestra: A produção de cinema em Burkina Faso, a história do FESPACO (detalhes da palestra)
Palestrante: Janaína Oliveira, Moderadora: Patrícia Anahory

Sobre o Fórum Itinerante de Cinema Negro
O FICINE foi fundado em Salvador, no Brasil, por cineastas, historiadores e antropólogos de Cabo Verde e Brasil. O fórum tem como objectivo a construção de uma rede internacional de discussões que tenham como ponto de partida a reflexão sobre o cinema negro no continente africano e na Diáspora.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.