AngolaBrasilCabo VerdeMoçambiquePaísesPortugalSociedade

Cardeal do Vaticano elogia a forma como Portugal espalhou a mensagem católica no passado

(Imagem: The Busy Catholic)

 

O Cardeal Gianfranco Ravasi, Presidente do Conselho Pontifico da Cultura do Vaticano, elogiou o papel do povo português na difusão do catolicismo.

Sempre admirei a cultura portuguesa, porque tinha a capacidade do gérmen, da semente, de conseguir fundir-se em contextos muito diversos, através da sua própria língua, da sua própria cultura, absorvendo também elementos indígenas” afirmou, contrastando a diferença entre a forma como os portugueses e os espanhóis afirmaram a sua cultura e língua no contexto internacional.

Na sua opinião o regresso do patriarcado a Lisboa “É um reconhecimento a uma cidade, a uma sede cristã e cultural”, e acrescenta que “Com a criação de um cardeal de Cabo Verde, o Papa sublinha que as ‘periferias portuguesas’ têm dignidade para estarem presentes no conjunto das Igrejas universais”.

Para a Igreja Católica “A área lusófona apresenta os dois rostos da Igreja: o rosto antigo, europeu, e o rosto novo, que foi gerado, mas agora é independente“.

O Cardeal prestou estas declarações à Agência Ecclesia, no âmbito da próxima reunião do Colégio Cardinalício que acontecerá no próximo sábado e onde se darão as investiduras de Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, Arlindo Gomes Furtado, o Bispo de Santiago e primeiro cardeal cabo-verdiano de sempre e Júlio Duarte Langa, Bispo emérito de Xai-Xai, em Moçambique.

Dos 227 membros do Colégio Cardinalício seis provêm do Brasil, três de Portugal, dois de Moçambique, um de Angola e um de Cabo Verde.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.