BrasilDesportoPortugal

Conheça os representantes da língua portuguesa que competem no Moche Rip Curl Pro, etapa portuguesa do WCT

Portugal está a receber a penúltima etapa do WCT. Após três dias sem provas por causa das más condições do mar, hoje o mar de Supertubos “acordou” e as ondas prometem ser palco de grandes duelos.

O australiano Mick Fanning está na liderança do campeonato e pode sair de Portugal como campeão antecipadamente caso o brasileiro Adriano de Souza não fique entre os três primeiros.

Veja quem são os atletas que representam a língua portuguesa em Peniche:

 

adriano_souza

Adriano de Souza (Mineirinho) – BRA, 2º lugar no ranking – O brasileiro Adriano de Souza tem grandes chances de ser campeão do mundo com um bom resultado nesta etapa e em Pipeline. Mineirinho é o mais jovem campeão da série de acesso à elite do surfe, e busca seu primeiro título na primeira divisão do surfe mundial. Ele entra em Supertubos com a missão de impedir o australiano Mick Fanning (1º lugar no ranking geral) de levar o título antes do final do campeonato.

 

medina

Gabriel Medina – BRA, 5º lugar no ranking – Atual campeão mundial, Gabriel Medina chega a Peniche como vencedor da última etapa, realizada em França. Após um início de temporada turbulento, o brasileiro agora “ressurge das cinzas” e, se conseguir um bom resultado nesta e na próxima etapa, em Pipeline, ainda pode ser o campeão mundial deste ano.

 

 

 

toledo

Filipe Toledo – BRA, 6º lugar no ranking – Com duas vitórias nas primeiras quatro etapas, o brasileiro chegou a liderar o ranking, mas três resultados abaixo da média o fizeram cair na tabela. Voltou a ir bem em Trestles, sua segunda casa, mas “deu mole” na França e, praticamente, deu adeus à possibilidade de título em 2015.

 

 

 

O Brasil tem outros atletas na competição: Ítalo Ferreira (8º), Wiggolly Dantas (13º), Jadson Andre (20º), Miguel Pupo (21º), Alejo Muniz (33º), Bruno Santos (39º), Tomas Hermes (40º), David do Carmo (43º), Alex Ribeiro (43º) e Caio Ibelli (43º).

De Portugal, três atletas receberam o “wildcard” e participam como convidados nesta etapa:

Vasco Ribeiro – O surfista português Vasco Ribeiro é atualmente campeão mundial na categoria de juniores e vai estrear-se na elite mundial com uma presença na etapa portuguesa do World Surf League.

Tiago Pires – Depois de sete anos no circuito, Tiago Pires volta a encontrar-se com os ‘top-34’ em Peniche, onde nunca venceu um ‘heat’, tendo falhado por lesão a etapa lusa em 2013, e, em cinco presenças, foi eliminado por quatro vezes na segunda ronda e uma na primeira, em 2009.

Frederico Morais – Frederico Morais ainda detém o melhor resultado de um português nas etapas de Peniche do circuito mundial, em 2013, quando chegou à terceira eliminatória, depois de ter afastado o norte-americano Kelly Slater na repescagem, mas agora encontra alguma dificuldade em definir objetivos.

 

*(Imagens: Reprodução Worldsurfleague)

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.