BrasilCabo VerdeGuiné-BissauPaísesPortugalSão Tomé e PríncipeTurismo

Guia férias exclusivas: lugares perfeitos que (quase) ninguém conhece

(Imagem: Reprodução Berlengas)

É sempre o mesmo: O período de férias aproxima-se e começamos a pesquisar o lugar perfeito para desfilar com roupas confortáveis, relaxar e curtir o período de descanso. As questões mais frequentes, normalmente prendem-se a um destino que caiba no bolso, que agrade todos do grupo, quando é o caso, e sobretudo: seja algo especial.

É aí que nós entramos. Especial hoje em dia é quase sempre algo que fuja do óbvio. Que nós nunca tenhamos ido e, se possível, que os outros também não..

Reunimos uma lista de locais incríveis nos países de língua portuguesa que são menos conhecidos pela população. Desde praias paradisíacas e desertas a aldeias no interior e ilhas perdidas no meio do oceano. Procure aqui o que mais se enquadra no seu gosto e boas férias!

 

Ilhéu de Bom-Bom, São Tomé e Príncipe:

(Imagem: Reprodução TripAdvisor)
(Imagem: Reprodução TripAdvisor)

Bom Bom é o nome do pequeno ilhéu pertencente ao Arquipélago de São Tomé e Príncipe e nela poderá desfrutar de umas férias calmas e relaxantes.

Com o resort da África a obter certificação de turismo responsável localizado no meio da floresta tropical densa, estendendo-se ao longo de duas praias fantásticas. Oferece um refúgio tranquilo para recuperar as energias pois não é habitado.

Pode ainda realizar uma visita guiada pela floresta, excursões ornitológicas, expedições de canoa com pescadores locais, identificação de peixes de grandes profundidades, passeios de bicicleta pela ilha e safaris todo-o-terreno.

(Imagem: Reprodução A Proxima Viagem)
(Imagem: Reprodução A Proxima Viagem)

Os passeios pela ilha incluem ainda a visita à velha cidade portuguesa de Santo António, aquela que é considerada a mais pequena do mundo. Pode ainda visitar as plantações de cacau, café e baunilha, todas elas no meio da floresta. Algo maravilhoso que este ilhéu oferece é a rota de migração das baleias e a sua visita pode coincidir ainda com a época de nidificação das tartarugas.

 

Praia do Amor, em Tutóia (Maranhão), Brasil:

(Imagem: Reprodução SuperFotos)
(Imagem: Reprodução SuperFotos)

Chamada a praia do Amor, localiza-se a 18km de Tutóia e só é possível aceder num veículo 4×4. Ideal para quem gosta de desfrutar de praias desertas e sem ondulação. Um local calmo e sereno para passar as suas férias de um modo diferente. Em Tutóia, tem vários pontos de venda de peixe fresco da região e hotéis onde passar as noites.

(Imagem: Reprodução SuperFotos)
(Imagem: Reprodução SuperFotos)

 

Aldeia do Piódão (Serra do Açor), Portugal

o-PIODAO960
(Imagem: Reprodução Huffington Post)

A Aldeia do Piódão é considerada uma das aldeias mais bonitas de Portugal, segundo o site americano The Huffington Post. Parece ter saído directamente da série televisiva “Os Flintstones” – desenhos animados que retratam uma família da Idade da Pedra – pois todas as suas casas são feitas de Xisto (pedra característica da região).

(Imagem: Reprodução Mai Magazine)
(Imagem: Reprodução Mai Magazine)

Esta pequena aldeia acolhedora, localizada no vale da Serra do Açor, é atravessada pela ribeira vinda das montanhas. Aqui poderá desfrutar do ar fresco da serra, um sítio calmo onde até a rede de telemóveis (celulares) tem dificuldades de chegar. A população é bastante acolhedora e preocupada com os produtos característicos da aldeia.

Passear pelas estradas da serra, banhar-se nas piscinas naturais formadas pela água (gélida) da ribeira, provar os fantásticos licores feitos na região e o mel das abelhas feitos pelos moradores. Não hesite pois o acesso a esta aldeia encontra-se agora muito mais facilitado, pois a estrada foi toda reconstruida para maior segurança dos turistas.

 

Ilha dos Lençóis, Cururupu (Maranhão), Brasil

(Imagem: Reprodução Envision)
(Imagem: Reprodução Envision)

Não, não são os concorridos lençóis maranhenses. A Ilha dos Lençóis faz parte do Parque Estadual Marinho do Parcel do Manuel Luís. O acesso a esta ainda não tem um barco direto mas poderá sempre apanhar um Ferry Boat de São Luis para Apicum Açum, viagem estimada em cinco horas, ou apanhar o autocarro (ônibus) para Bacuri, cidade localizada a uma hora de viagem de Apicum-Açu.

Existem sempre barcos piscatórios a fazer o trajeto, uma opção para viajar de forma mais divertida. Na ilha encontrará praias desertas, dunas com vista para o oceano e uma população muito acolhedora. A ilha conta apenas com duas pousadas que oferecem uma visita inesquecível a quem ama a natureza. É o local ideal para passar um dia divertido e relaxante juntando conhecimento da fauna e da flora da região.

(Imagem: Reprodução Mochileiros)
(Imagem: Reprodução Mochileiros)

 

Alter do Chão (Pará), Brasil

(Imagem: Reprodução Intravel)
(Imagem: Reprodução Intravel)

Alter do Chão foi eleita pelo jornal inglês The Guadian, como a mais bela praia do Brasil. Este pode ser um local com mais turismo e não tão isolado mas aqui pode desfrutar de praias com areias brancas e água doce cristalina do Rio Tapajós.

(Imagem: Reprodução Intravel)
(Imagem: Reprodução Intravel)

Além das praias pode ainda visitar o local onde se mistura o Rio Tapajós com o Rio Amazonas e quando as águas não se misturam o Lago do Maicá com um deslumbrante espelho de água. A fauna é algo a não deixar passar se for um amante da natureza podendo visitar a Floresta Nacional do Tapajós.

 

Ilha de Santa Luzia, Cabo Verde

(Imagem: Reprodução Cabo Verde Site)
(Imagem: Reprodução Cabo Verde Site)

Imagine uma paisagem com praias de areia branca e dunas a Sul e montes escarpados a Norte. Assim é a Ilha de Santa Luzia em Cabo verde, a cinco milhas da Ilha de São Vicente no grupo de ilhas do Barlavento, com uma área de 35km2 e o seu ponto mais alto 395 metros acima do nível do mar.

A ilha é uma importante reserva natural de Cabo Verde e a única que não é habitada, devido aos frequentes períodos de seca. Com uma fauna marinha bastante diversificada e rica em espécies, é ímpar em momentos únicos como a desova das tartarugas nas praias.

Tartaruga em Santa Luzia

É difícil visitar esta ilha pois ela é protegida e integra a categoria de Reserva Natural Integral e o acesso a esta é restrito a autorização embora vários pescadores oriundos viagem até lá.

 

Arquipélago dos Bijagós, Guiné-Bissau:

(Imagem: Reprodução Africa Turismo)
(Imagem: Reprodução Africa Turismo)

O Arquipélago dos Bijagós é constituído por 88 ilhas pertencentes à Guiné-Bissau, todas situadas ao longo da costa africana e é classificado pela UESCO como reserva da biosfera. Esta vasta reserva tem uma diversificada fauna e flora.

(Imagem: Reprodução Africa Turismo)
(Imagem: Reprodução Africa Turismo)

Apenas 20 ilhas estão habitadas sendo a ilha Orango a mais distante do continente. Nesta ilha o hotel Orango oferece visitas ecoturísticas pela ilha, um conhecer da fauna e da flora isolado do continente. Também visitas à população local, fazem parte desta oferta. Se gosta de conhecer antigos povos este é o local certo.

 

Lago Juma (Amazónia), Brasil:

(Imagem: Reprodução Trover)
(Imagem: Reprodução Trover)

No lago Juma, pertencente ao rio Amazonas, encontra o Hotel Juma Amazon Lodge com ótimos recursos para um hotel localizado no meio da selva. 20 bangalôs construídos por cima do rio integram-nos na natureza selvagem.

(Imagem: Reprodução Skpescaesportiva)
(Imagem: Reprodução Skpescaesportiva)

Pode ainda desfrutar do incrível fenómeno do Encontro das Aguas dos Rios Negro e Solimões no translado para o Juma. As águas dos dois rios correm paralelas por um longo percurso sem se misturarem até formarem o Rio Amazonas. Passeios pela floresta amazónia, desfrutar de nasceres do sol únicos e de uma focagem nocturna em busca de jacarés são outras aventuras que pode ter ao visitar este lugar incrível.

 

Arquipélago das Berlengas (Peniche), Portugal:

(Imagem: Reprodução Berlengas)
(Imagem: Reprodução Berlengas)

As ilhas das Berlengas encontram-se no Oceano Atlântico, perto da Costa de Peniche. A este arquipélago pertencem a Berlenga Grande, Estelas e Farilhões.

(Imagem: Reprodução esnporto.org)
(Imagem: Reprodução esnporto.org)

A ilha principal é a Berlenga Grande e oferece uma variedade primitiva de fauna assim como flora. Várias populações animais tiveram que ganhar hábitos de sobrevivência únicos e diferentes dos habituais nas espécies continentais. A Berlenga apenas está aberta durante o verão e as suas viagens são feitas desde o porto de Peniche. A ilha oferece uma praia chamada Praia do Carreiro do Mosteiro, uma praia limpa de areia fina e água gélida do oceano. Não deixando de lado a bela e antiga Fortaleza que conta várias lendas. A ilha não é habitada, apenas alguns pescadores vivem na zona nova da ilha, sendo assim, apenas possível visitar durante de o dia.

 

Veja também:

>>> As cinco pérolas do litoral português.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.