Sociedade

Ideias para mudar o mundo: conheça as melhores de 2019

4 min

Anualmente, a FastCompany divulga as melhores ideias apresentadas por empresas, governos e organizações não-governamentais para mudar o mundo em que vivemos. A intenção é apresentar os vencedores como inspiração para novas ideias que ajudem a mudar o rumo do planeta para um mais sustentável e mais equilibrado, com inclusão e perspectiva de futuro.

 

Na edição de 2019, cerca de 2000 propostas foram julgadas por especialistas, que selecionaram os vencedores com base na capacidade criativa e de engenhosidade na mudança do mundo. Confira!

1)Aira, da empresa Aira

Com óculos equipados com uma câmera de alta definição e um microfone ou uma aplicação no telemóvel, Aira promete trazer mais liberdade aos deficientes visuais. Os exploradores — como a Aira os chama —, precisam somente fazer uma chamada e, do outro lado da linha, um agente ajudará o invisual no que for preciso, desde ler uma ementa que não tenha versão em braile até uma caminhada ou corrida em terreno difícil. A promessa é de diminuir a dependência de pessoas próximas e permitir mais liberdade.

2) Uncensored Playlist, do DDB Group Germany

Pessoas de 5 países que sofrem com censura da imprensa (China, Egito, Tailândia, Uzbequistão e Vietname) começaram a ter acesso a notícias cantadas. É o Uncensored Playlist, que adapta histórias jornalísticas para músicas e, com isso, consegue fugir às censuras — já que é impossível bloquear músicas isoladas ou serviços de streaming. As canções ficam disponíveis em língua local e em inglês, tanto no Spotify quanto na Apple Music e no Deezer.

3) Flood Concern, da One Concern

A criação de um sistema em mapa com dados complexos de pluviosidade permite que o FloodConcern saiba onde choverá de forma grave até cinco dias antes da tempestade chegar. Os dados permitem saber onde choverá, qual o fluxo da tempestade, qual a intensidade, para onde a água correrá e ainda prevê que tipos de estruturas seriam levadas pela água — de acordo com a força das chuvas previstas. Isso permite esforços para diminuir as perdas e os impactos ambientais e sociais. A empresa tem outra aplicação que prevê terremotos e atualmente é utilizada por empresas privadas de seguros.

4)Roo, da Planned Parenthood and Work & Co

Roo é uma inteligência artificial que conversa com adolescentes para responder a qualquer questão relacionada a relacionamentos e doenças sexualmente transmissíveis. Ele fala possíveis causas para sintomas, assim como aconselha quando tiver que ir ao médico e oferece informações sobre doenças, sobre como assumir sua homossexualidade, quando ter sexo pela primeira vez e mesmo dá dicas sobre como convidar seu crush para sair.

5) Outrider Bomb Blast, da Blue Cadet and Outrider

Ninguém sabe como seria se uma bomba nuclear caísse sobre sua cidade, mas a ONG Outrider Foundation — uma entidade que busca educar a população contra alterações climáticas e o uso da energia nuclear — criou uma aplicação que permite colocar sua localidade, escolher uma lista de armas e saber como aquilo impactaria sua cidade ou região. Isto porque, a depender do tipo de bomba, o impacto pode ser significativamente diferente.

6) Banqu, da empresa Banqu

É uma plataforma que traz uma forma descentralizada de fazer transações na área da agricultura. Por norma, os pequenos produtores de grãos de países em desenvolvimento vendem sua produção para um mediador que paga em dinheiro antes de revender para os grandes transformadores. Assim, os pequenos produtores acabam sem histórico financeiro, o que impede de ter acesso a crédito, financiamentos, seguros e qualquer iniciativa que possa tirá-los da pobreza. O objetivo do Banqu é propiciar aos vendedores de grãos, por exemplo, uma forma justa de precificar sua produção e, em vez de dinheiro, receber valores onlines que podem ser revertidos para outras áreas (como pagamento de energia elétrica, por exemplo), tirando o poder das mãos de intermediários. Já é usado na Uganda e na Índia.

7) Meraki Margdarshaq Project, da Fundação Meraki

A Fundação Meraki, indiana, desenvolveu um método para apoiar pais em estado de extrema pobreza na criação e desenvolvimento cognitivo de seus filhos. Com isso, busca reverter a fragilidade cognitiva que, a longo prazo, reproduz a lógica de pobreza.

 

A Fundação atribui a cada família um Margdarshaq (algo como um instrutor) que vem de edições anteriores do projeto e desenvolve uma série de exercícios especializados para que os pais trabalhem com suas crianças. A série de exercícios depende da idade das crianças, assim como da literacia dos pais — podendo ir de simples jogos de pegar bolas até mais complexos. O projeto tem potencial de alterar a lógica de pobreza da região.

8) Energy Vault, da empresa Energy Vault

Energy Vault é uma tecnologia responsável por armazenamento de energia solar em grandes torres de pedra que, quando solicitadas, convertem essa energia em elétrica por meio de um software específico. Todo o processo ocorre em milissegundos. Cada torre pode ser entregue em poucos meses e construídas em poucas semanas, dispensando os grandes investimentos em baterias que existem hoje. O cliente mais importante hoje é a empresa India’s Tata Power.

9)Spinnova, Spinnova

Esta fábrica na Finlândia tem máquinas patenteadas que transformam madeiras trituradas e desperdícios agrícolas em pequenas fibras que podem ser misturadas à lã e, assim, viram matéria-prima para roupas. É mais barato que algodão — que exige muita água para crescer e grandes quantidades de pesticidas. Usa-se menos de 99% da água necessária para algodão. A tecnologia também  é uma vantagem frente aos tecidos sintéticos, que são feitos de material fóssil poluente e contribuem para a poluição do mar com plásticos (já que, a cada lavagem, pequenas doses de plástico são liberadas na água).

10) Apeel, Apeel Sciences

Com a intenção de diminuir a grande perda de comida perecível que existe no mundo — um terço dos alimentos de fazendas são desperdiçados, desperdiçando também água, fertilizante e energia usados para os produzir — a Apeel criou uma película que pode estender o tempo dos alimentos. A cobertura desenvolvida tem um processo de produção que surge da própria comida, e começou com abacates — agora seguindo para aspargos e indo para verduras, frutas e legumes.

11) Butterfly iQ, Butterfly iQ

É uma tecnologia que permite fazer ultrassons com aparelhos móveis — incluindo telemóvel — evitando o custo e a dificuldade dos grandes aparelhos de ultrassom atuais. Geralmente, as máquinas de ultrassom usam cristais de quartzo para emanar ondas de som para o corpo, mas a Butterfly usa pequenos metais em um chip do tamanho de um selo postal. Vem acompanhado de uma aplicação que interpreta as imagens de ultrassom por inteligência artificial e pode significar uma revolução na saúde de áreas remotas.

 

12) Upsolve, da Upsolve

Upsolve é uma ONG que ajuda centenas de pessoas a declarar falência — um processo que pode demorar muito tempo pela complexidade do sistema envolvido. Usando um software que preenche automaticamente os formulários,  processos que podem durar horas são reduzidos a cinco minutos de revisão. A intenção é tornar o processo automatizado, impedindo, assim, milhares de dívidas se acumularem e aumentarem por juros devido a atrasos.

13) Ryse Commons, da organização Ryse

A entidade juvenil Ryse organizou mais de 3.700 crianças para participar de seus programas de educação para mudanças sociais, dar tutorias e aprender fotografia. Há um foco particular em justiça e em como construir um sistema mais unificado e justo. Agora, essa entidade construirá um novo campus com um espaço muito mais alargado que ampliará a abrangência desses — e de outros — programas que visam o equilíbrio social. Haverá jardins para aprender a arte da agricultura, ensino de cozinha saudável e jardins de meditação, além de espaço para serviços de aconselhamento e atendimentos psicológicos.

14) Incluse, de Max Julian Fischer

O estudante alemão Max Julian Fischer desenvolveu um aparelho auditivo que mais parece um brinco: um pequeno cilindro de cobre, ouro ou prata que fica pendurado na orelha. Um pequeno e indetectável tudo de plástico sai do aparelho para transmitir sons. A intenção é de que o brinco faça conexão com aparelhos como smartphones e assistentes de voz, para se adaptarem aos novos tempos.

15) EPIC Chassis, Motiv

A Motiv criou um chassi elétrico construído nos mesmos moldes dos chassis standards, o que permite que dois dos mais comuns e importantes tipos de chassis de caminhões do mundo possam ser trocados por ele. O motivo é que os gastos com combustível são reduzidos em até 85%, diminuindo também a emissão de poluentes e defendendo o meio ambiente.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.