MoçambiqueSociedade

Graça Machel indicada pela ONU para promover os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável

Graça Machel foi “indicada para advogar pela promoção de ação para se atingir os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) adoptados a 25 de setembro de 2015 pelos chefes de Estado e de Governo de todo o mundo na cimeira da ONU”, lê-se num comunicado do Fundo para o Desenvolvimento Comunitário, FDC.

 

A activista moçambicana “é uma das 17 proeminentes figuras apontadas pelo secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon”, para levar a cabo essa tarefa, numa lista que foi divulgada pela ONU.

 

Entre as figuras escolhidas estão o jogador de futebol Leonel Messi; a cantora colombiana Shakira; o Presidente do Gana, John Dramani Mahana; a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg; a rainha Mathilde da Bélgica; a princesa Vitória, da Suécia; entre outras personalidades como académicos e empresários.

 

Quem é a nomeada?

 

Graça Simbine Machel (Incadine, Manjacaze, Gaza, 17 de outubro de 1945), é uma política e activista dos direitos humanos moçambicana.

 

Foi a primeira-dama de Moçambique a partir de 1976, quando se casou com Samora Machel, o primeiro presidente de Moçambique, morto em 1986.

 

Em 1998, casou-se com Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da África do Sul. Pelos casamentos, Graça Machel tornou-se a única pessoa no mundo a ser primeira-dama de mais de uma nação.

 

Em 1986 criou uma organização sem fins lucrativos, a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC). Em 1990 foi nomeada pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas para o Estudo do Impacto dos Conflitos Armados na Infância.

 

Como reconhecimento do seu trabalho, recebeu a “Medalha Nansen” das Nações Unidas em 1995. É presidente do Conselho de Administração da Universidade da Cidade do Cabo.

 

Condecorações

– KORA Lifetime Achievement Award, 2001

– Doutora em Letras pela University of Glasgow, junho de 2001

– Associada Honorária em Artes pela Seattle Central Community College, dezembro de 1999

– Doutora Honoris Causa pela University of Essex, Inglaterra, 1997

– Doutora Honoris Causa pela University of Cape Town, África do Sul, 1993

– Medalha Nansen, UNHCR (Nações Unidas), 1995

– Doutora Honoris Causa pela Universidade de Évora, Portugal, 14 de novembro de 2008

 

 

Leya

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.