EconomiaPaísesPortugal

Portuguesa foi distinguida como uma das melhores cientistas jovens do mundo

(Imagem: Reprodução Boas Notícias)

 

AllTech Young Scientist Awards é o nome do prémio que distingue e recompensa os melhores jovens cientistas a nível mundial. Para participar basta submeter à apreciação do júri um ensaio de investigação sobre agricultura ou um qualquer tema conexo (veterinária, nutrição animal, tecnologias de alimentação ou gestão e economia agrícola).

Assim fez Rita Azeredo, portuguesa, estudante de doutoramento em Biologia na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e investigadora no Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da mesma universidade. Submeteu a concurso a sua investigação sobre a diferente regulação pelo triptofano ou pela metionina da resposta inflamatória do Dicentrarchus labrax… Confuso? Nós ajudamos, um Dicentrarchus labrax nada mais é que um simples robalo. Quanto à questão da regulação do tripto…coiso… err… pois!

O importante mesmo é que o trabalho de Rita Azeredo foi distinguido entre mais de 8.800 outros, tendo ficado em primeiro lugar desta primeira fase do concurso, de base regional, entre trabalhos de investigadores da Europa, África e Rússia.

A jovem ganhou um prémio monetário de 2 mil euros e um iPad, bem como um lugar na segunda fase do concurso, onde concorrerá contra os premiados das restantes zonas do globo (Ásia e América do Norte e do Sul) e caso vença terá direito a uma bolsa no valor de 10 mil euros.

Boa Sorte Rita!

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.