BrasilEducaçãoNotíciasPortugalSociedade

Sua nota no ENEM pode dar acesso a dezenas de universidades portuguesas

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) – uma porta de entrada para as Universidades públicas e privadas brasileiras – desde 2014 é também utilizado como forma de acesso ao ensino superior português, público e privado. Segundo levantamento do INEP, órgão vinculado ao Ministério da Educação brasileiro, já são mais de 1200 estudantes aceitos em 29 Instituições de Ensino em Portugal até abril de 2018.

Após este levantamento de abril, mais dois acordos foram firmados e o número saltou para 31. Ainda há três com processo de adesão em curso – a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Universidade Lusíada e Universidade Lusíada – Norte.

Você pode ser o próximo!

Quanto maior a nota do ENEM, mais oportunidades (Imagem: Agência Brasil)

O primeiro passo, claro, é realizar a prova do ENEM. Geralmente o edital é divulgado em março e o período de inscrição é em maio, com as provas entre outubro e novembro.

O segundo passo é aguardar os resultados – que saem no início do ano seguinte – e, a partir disso, deve conferir qual a nota de corte estipulada pela instituição portuguesa que você quer entrar. Cada uma tem liberdade para decidir a própria nota de corte.

Norte

Instituto Politécnico do Porto

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Universidade do Porto

Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Guarda

Universidade da Beira Interior

Universidade do Minho

Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU)

Instituto Politécnico de Bragança

Instituto Politécnico de Castelo Branco

Universidade Lusófona do Porto

Universidade Portucalense 

Instituto Universitário da Maia

Instituto Politécnico da Maia

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Fernando Pessoa

Centro

Universidade de Coimbra

Instituto Politécnico de Coimbra

Universidade de Aveiro

Sul

Instituto Politécnico de Santarém

Universidade de Algarve

Instituto Politécnico de Leiria

Instituto Politécnico de Portalegre

Instituto Politécnico de Beja

Universidade de Lisboa

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Instituto Politécnico de Setúbal

Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA)

Instituto Leonardo da Vinci

Ilhas

Universidade da Madeira

Universidade dos Açores 

O terceiro passo é submeter a candidatura online no próprio site da entidade. As Universidades públicas em Portugal, ao contrário do Brasil, são pagas. Fique atento aos valores, aos documentos necessários e aos prazos. Em Portugal há 3 períodos de inscrições – 1ª fase, 2ª fase e 3ª fase. Na primeira fase, todas as vagas estão disponíveis. Após encerrar a primeira fase, se houver vagas, as instituições abrem a segunda fase de candidaturas. É melhor se inscrever logo na primeira fase – principalmente nas Universidades mais concorridas – pois é possível não haver outras fases se todas as vagas forem preenchidas logo na primeira.

O quarto passo é já se inteirar do processo de visto – a menos que tenha uma cidadania europeia, o que torna o processo mais simples. Os vistos de estudo podem demorar um tempo longo a depender do estado do Consulado.

Aproveite para um quinto passo: pesquisar sobre o país. Não apenas as belas paisagens e a excelente comida, mas também a própria forma de ser e estar da cultura portuguesa, que é bem diferente da brasileira. Para minimizar os choques culturais, investigue as diferenças de vocabulário, as regras, os costumes, as leis do país. Converse com quem já mora em Portugal, tire suas dúvidas em grupos do Facebook e se prepare para a experiência de morar em outro país. Com certeza pode mudar a sua vida.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.