AngolaEconomiaMoçambique

Startup moçambicana UX leva o seu maior projecto para Angola

Leya

 

Trata-se da UX, uma das maiores empresas de tecnologia a operar actualmente em Moçambique, e que vai a partir do presente ano operar no mercado angolano, replicando um dos seus maiores projectos, denominado “Emprego”.

 

Emprego é uma aplicação tecnológica de divulgação de oportunidades de emprego criada por um grupo de jovens moçambicanos, com mais de 60 mil seguidores e 900 empregadores locais e internacionais e que já ganhou interesse ao nível internacional da gigante Microsoft.

 

Segundo seu director executivo e fundador, Frederico Silva, a chegada ao mercado angolano representa um salto para a expansão do empreendedorismo social da UX, que há quatro anos lançou um serviço similar em Moçambique com reconhecimento internacional.

 

O facto de Angola estar a enfrentar uma crise económica, diz Silva, não afecta a entrada da UX, porque o seu projecto tem uma natureza social, que “contribuirá para a empregabilidade naquele mercado”. A entrada dos moçambicanos é em parceria com os empreendedores angolanos Rui e José Tati.

 

O que é a UX?

 

UX é uma empresa moçambicana focada em desenvolver soluções online que desempenham um papel transformador para empresas, instituições e para a sociedade. Procura, através do diálogo e da colaboração, materializar a visão dos nossos clientes e parceiros, pois, acredita que a qualidade dos nossos serviços é assegurada por uma relação de sinergia.

 

O objectivo é mudar o paradigma actual da internet em Moçambique e opera com uma vertente comercial, criando produtos para empresas, apostando no empreendedorismo social como catalizador do desenvolvimento económico e humano, aliando, desta forma, o sucesso comercial à responsabilidade social.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.