DestaqueMundoPolíticaSociedade

‘Panama Papers’ em português: A origem de todos os males

Leya

 

O quem têm em comum a guerra na Síria, a Lava Jato, as ofensivas do Daesh (Estado Islâmico) e do Boko Haram, os cartéis de droga mexicanos e colombianos, a corrupção empresarial, as máfias de todo o mundo e os atentados em Bruxelas?

 

Aparentemente nada, mas a verdade é que há algo que os une a todos. A forma de financiamento e de ocultação do dinheiro que paga é gerado por todas estas atividades criminosas.

 

Nos arquivos agora expostos da Mossack Fonseca foram encontrados clientes que traficavam armas, que viviam de negócios como a pedofilia e o tráfico de crianças, senhores da guerra e todo o tipo de vilões e malfeitores que por vezes parece só existirem em filmes ‘hollywoodescos’.

 

Mesmo tendo conhecimento dos ramos de ação dos seus clientes a empresa nunca alterou o seu modus operandis. Manteve o profissionalismo e secretismo permitindo que todos continuassem a operar os negócios que os tinham levado até ao Panamá.

 

Um vídeo produzido pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e traduzido para português pelo Jornal Expresso faz a demonstração prática de como tudo aconteceu, e mostra a relação direta de eventos que, aparentemente, nada têm em comum.

 

O filme apresenta também alguns dos crimes e das vítimas só possíveis devido ao encobrimento feito pela Mossack Fonseca.

 

Em comunicado oficial, depois de confrontada com estas acusações, a empresa nega que alguma vez tenha tido conhecimento de qualquer destes factos.

 

Veja o filme de três minutos em baixo e tire as suas próprias conclusões…

 

 

Veja aqui os ‘Panama Papers’ explicados de forma tão simples que até uma criança percebe

 

Conheça o Ministro angolano envolvido nos Panama Papers

 

Sabe quem é o único português identificado nos Panama Papers
Previous post

Brasil, o país do impeachment

Next post

Guiné-Bissau: Artesanato em madeira passa de geração em geração

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *