AngolaCulturaDestaquePortugal

Companhia de Dança Contemporânea de Angola fará digressão pela Europa

A convite da Universidade de Coimbra, a Companhia de Dança Contemporânea de Angola apresentará no Teatro Académico de Gil Vicente (Coimbra), no dia 13 de novembro a peça “Mpemba Nyi Mukundu”, no âmbito da celebração dos 725 anos de existência daquela instituição e do 40º aniversário da nossa independência de Angola.

Aproveitando a sua estadia em Portugal, a CDC Angola apresentará igualmente de 4 a 8 do mesmo mês cinco espectáculos da peça “Solos para um Dó Maior” a convite da Fundação José Rodrigues, na cidade do Porto.

Já falamos sobre este espetáculo aqui no portal da Conexão Lusófona, numa entrevista exclusiva com a diretora artística da companhia, Ana Clara Guerra Marques.

>>> “Solos para um dó maior” abre a temporada 2015 da Companhia de Dança Contemporânea de Angola

(Imagem: Kostadin Luchansky, Divulgação CDC Angola)
(Imagem: Kostadin Luchansky, Divulgação CDC Angola)

>>> “Solos para um dó maior” abre a temporada 2015 da Companhia de Dança Contemporânea de Angola

Esta digressão vem no seguimento da sua passagem pela EXPO Milão, evento do qual a única companhia profissional angolana havia sido excluída por falta de verbas.

Perante esta situação a direcção, da CDC Angola envidou todos os esforços para compensar o trabalho investido pelos seus bailarinos e demais equipa, tendo a agradecer publicamente à TAAG Linhas Aéreas Angolanas, que nos assegurou as viagens para podermos estar presentes. De igual modo agradece ao banco BFA o apoio que permitirá o tempo de permanência desta companhia em Portugal.

Cabe-nos igualmente referir que a CDC Angola é patrocinada pela Fundação BAI (e anteriormente pelo Banco BAI), cuja sensibilidade e respeito pelo nosso trabalho são demonstrados pelo apoio continuado que tem ajudado a manter o funcionamento do nosso coletivo“, lê-se em nota oficial da CDC.

Sobre a Companhia de Dança Contemporânea de Angola

Esta companhia, à qual se deve a grande transformação do panorama da dança em Angola, foi fundada em 1991, é membro do Conselho Internacional da Dança da UNESCO, possui um historial de centenas de espectáculos apresentados em Angola e no exterior, com cerca de 25 obras originais e já atuou em mais de 13 países em todos os continentes, sendo hoje a referência da dança cênica angolana no estrangeiro.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.