CulturaPaísesPortugal

Conheça os 10 mitos urbanos mais falados em Portugal

(Imagem: Reprodução notapositiva)

Com base no livro Mitos Urbanos e Boatos, de Susana André, aqui está uma lista dos 10 mitos mais falados de Portugal:

1 – “Ratos gigantes, albinos e vorazes, nos quatros andares subterrâneos (embora só exista um nível, na verdade) do Convento de Mafra, alimentados com cadáveres de cães, gatos e vacas pelos militares da Escola Prática de Infantaria para que não invadam as ruas.”

(Imagem: Reprodução notapositiva)

2 – “Adolescentes que são apanhados em lojas chinesas, wc de discotecas ou crianças em grandes superfícies e depois são encontrados com uma cicatriz teriam sido raptados para tráfico de órgãos.”

(Imagem: Reprodução marchaverde)

3 – “Os chineses não morrem em Portugal. E sugere-se que os corpos são desmembrados para os pratos de chop suey ou ocultados para que os documentos possam ser usados por imigrantes ilegais.”

(Imagem: Reprodução conxinchina)
(Imagem: Reprodução conxinchina)

4 – “Um político influente, carinhosamente apelidado de Catherine Deneuve, passeava-se no Parque Eduardo VII, zona de prostituição e pedofilia. A notícia sempre correu entre os meios jornalísticos e surgiu pela primeira vez no jornal francês Le Point, em 2003, a propósito do caso Casa Pia. Nada foi apurado pela procuradoria.”

(Imagem: Reprodução kmepalavras)

5 – “O ator Diogo Infante teria um caso com José Sócrates. Surgiu estranhamente no Brasil, através de um cronista social e em plena campanha eleitoral de 2005. O boato, lançado com motivos perversos, teve um efeito contrário: Sócrates conquistaria a maioria absoluta.”

img_757x426$2013_10_18_23_07_00_330787
(Imagem: Reprodução cmjornal)

6 – “Laura Diogo, das Doce, foi parar ao hospital depois de ter passado a noite com o futebolista Reinaldo, nos anos 80. O boato foi devastador para a família e profissão de ambos, que saíram do País e «mudaram de ramo».”

(Imagem: Reprodução olhares)
(Imagem: Reprodução olhares)

7 – “A 10 de junho de 2005, todos os noticiários abriram com uma notícia que parecia importada do Rio de Janeiro: cerca de quinhentos jovens espalharam o pânico com roubos e ameaças entre os veraneantes. Um arrastão. Mas tratara-se apenas de focos de tensão e incidentes avulsos entre grupos de jovens. Resultado: uma única participação de roubo e quatro detenções.”

(Imagem: Reprodução cbn)
(Imagem: Reprodução cbn)

8 – “Inspirado na leitura dramatizada de Orson Welles da Guerra dos Mundos, de H.G. Wells, em 1938, que gerou o pânico de invasão extra-terrestres na Costa Leste dos EUA, também o locutor português Matos Maia, em 1958, levou os ouvintes a crerem que Carcavelos estava a ser invadido por marcianos. Na América, Welles ficou famoso; em Portugal, o locutor foi interrogado e admoestado pela PIDE.”

(Imagem: Reprodução ufo)
(Imagem: Reprodução ufo)

9 – “A intenção era boa e partiu da iniciativa de uma senhora que divulgou no Facebook a necessidade de pijaminhas e filmes infantis para as crianças do IPO. Enredado nesta falsa corrente de solidariedade, o instituto teve de desmentir o pedido. O hospital ficou soterrado com roupa e milhares de cassetes VHS, quando os quartos estão equipados com leitores de DVD.”

(Imagem: Reprodução ipoporto)
(Imagem: Reprodução ipoporto)

10 – “Um ano antes da revolução, a PIDE pôs a circular o boato de que Mário Soares (então exilado) havia pisado a bandeira portuguesa. Por mais desmentidos alguns bastante enfurecidos e ameaças de processo judicial, o boato continuou a perseguir Soares até ao século XXI.”

mario soare
(Imagem: Reprodução observador)

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.