AngolaCultura

Djeff Afrozila: “C​oloquei na cabeça que gostava de me tornar um nome sonante”​

Numa entrevista concedida ao K​aymu Angola, ​o dj de ascendência angolana revela como uma frase do amigo Nástio Mosquito se tornou um lema de vida e passou a moldar o seu trabalho. Segundo Djeff Afrozila, a originalidade tem prazo de validade, ao passo que aquilo que é genuíno “será sempre e para sempre único”.

Djeff assume-se ainda como um jovem sonhador e desvenda o sonho de gravar em estúdio com Djs como Erick Morillo, Louie Vega, Osunlade, Black Coffee, entre outros.

Explica ainda o que o fez mudar-se para Angola em 2008 e como a determinação em singrar no Djing esteve na origem do nome Afrozila. Termina a entrevista com conselhos valiosos para quem hoje em dia sonha em ser dj e volta a defender a genuinidade como meio para se conseguir alcançar algo importante.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.