Mundo

Polícia belga aponta possíveis autores dos ataques em Bruxelas

Leya

 

Dois homens, apontados pela polícia belga como suspeitos de terem participado dos atentados em Paris em novembro passado, foram apontados como suspeitos de liderar os três ataques ocorridos na manhã desta terça-feira, no aeroporto e numa estação de metrô de Bruxelas.

 

Segundo o jornal britânico The Telegraph, a polícia acredita que Najim Laachraoui e Mohamed Abrini teriam sido os autores dos ataques de hoje em Bruxelas, que terão agido como “ato de desespero”, antes que Salah Abdeslam (preso na última sexta-feira) fornecesse informações sobre o seu paradeiro durante o interrogatório. Os dois homens seguem foragidos.

 

O ministro das Relações Exteriores belga, Didier Reynders, afirmou esta terça-feira que as autoridades temem que ainda haja autores dos atentados à solta na cidade.

 

– As investigações estão em andamento. Acreditamos que ainda há pessoas à solta – afirmou Reynders, falando ao canal de televisão belga RTBF. O procurador federal belga, Frédéric Van Leeuw, também admitiu esta possibilidade em entrevista coletiva à imprensa belga.

 

Pelo menos 26 pessoas morreram e 136 ficaram feridas nas explosões de hoje de manhã no aeroporto Zaventem e na estação de metrô de Maelbeek, em Bruxelas, segundo um novo balanço provisório das autoridades belgas.

 

A autoria dos atentados ainda não foi reivindicada.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.