MundoSustentabilidade

Esta não é só a única forma de olhar para o sol sem prejudicar a sua visão, é também a mais espetacular

É um clássico da infância, todos nós tentámos contemplar o sol e ouvimos alguém dizer “não faças isso que te faz mal”. Aconteceu a todos. Sem exceção.

 

Depois a não ser que aconteça um eclipse e que nos facultem óculos especiais para a ocasião o sol, apesar de ser o astro mais importante das nossas vidas (não, não é o Cristiano Ronaldo), é também o mais inacessível, tão inacessível que nem olhar para ele podemos.

 

Ou melhor, era. A agência espacial norte-americana (NASA) tem um observatório dinâmico da principal estrela  do nosso sistema e disponibilizou pela primeira vez uma série de vídeos em qualidade alta definição (HD), registados por si, naquilo que classificou como uma espécie de Retratos do Sol, a primeira obra de arte termonuclear. Sim, verdadeira arte, se acha o termo exagerado, então veja a avalie por si mesmo.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.