BrasilCulturaEducaçãoPortugal

Estudar em Portugal sem complicação

São várias as vantagens que você pode encontrar em Portugal para viver e estudar. Fizemos uma selecção das mais importantes parecerias, protocolos, mensalidades, questões relacionadas com vistos e custos médios de vida em diferentes cidades e universidades do país. Faça a sua escolha.

 

Universidade do Minho

 

Divide-se em três campus universitários – Gualtar, Azurém e Couros – localizados em Braga e em Guimarães. A Universidade do Minho tem vindo a se destacar nos últimos anos como uma das mais reconhecidas universidades a nível mundial com menos de 50 anos de fundação. Além disso, herdou uma já longa tradição de receção e bom acolhimento de estudantes internacionais que aqui realizam as suas licenciaturas e mestrados.

 

Podem-se candidatar à Universidade do Minho, enquanto estudantes internacionais, todos aqueles que não tenham cidadania portuguesa, que não sejam cidadãos de um Estado-Membro da UE, que não vivam ininterruptamente em Portugal há mais de 2 anos ou que não estejam integrados num programa de mobilidade internacional associado a uma universidade estrangeira.

 

(Imagem: Reprodução Sapo 24)

 

O valor das mensalidades (propinas) anuais, na Universidade do Minho, ronda em média os 6000 euros (cerca de 28.000 reais), o que equivale a aproximadamente 650 euros por mês (cerca de 3000 reais), dependendo das áreas científicas que você escolha – por exemplo, os cursos de Direito, Economia e Ciências Sociais são mais baratos comparativamente com os cursos de Arquitectura, Enfermagem ou Engenharia, que têm um valor de mensalidade (propina) mais baixo. Encontrar uma moradia (alojamento) no centro de Braga custa-lhe sensivelmente entre 200 a 300 euros por mês (933 a 1400 reais).

 

A Universidade, além disso, dispõe de moradias próprias distribuídas pelos seus campus universitários, num total de 1389 camas – 847 em Braga e 542 em Guimarães. Para este tipo de moradia universitária têm prioridade os estudantes que apresentem uma situação económica mais fragilizada. Os serviços de alimentação são garantidos pelos Serviços de Acção Social da UM que possui 4 complexos alimentares na região do Minho – 3 em Braga e 1 em Guimarães. Uma refeição completa custa-lhe, em média, 2 a 3 euros (9 a 15 reais).

 

(Imagem: Reprodução Trover)

 

De resto, o custo de vida em Braga e Guimarães é bastante acessível relativamente a outras cidades portuguesas – ronda em média os 400/500 euros mensais (1870/2339 reais). O preço do leite, do pão, do arroz ou do café oscila entre 0,50 cêntimos e 1 euro (2 a 4 reais). O preço do jornal, de uma ida ao cinema ou de um jantar económico num restaurante varia entre os 5 e os 8 euros (23 a 37 reais).

 

Universidade de Coimbra

 

É a mais antiga Universidade portuguesa e recebe todos os anos milhares de estudantes brasileiros. O custo médio da propina, nas licenciaturas oferecidas pela Universidade de Coimbra, ronda os 1000 euros anuais (4679 reais), que correspondem a aproximadamente 105 euros mensais (491 reais). Coimbra também tem um custo médio de vida razoável, quando comparado com outras cidades europeias.

 

Fazendo as contas, uma moradia lhe custa por mês 166 euros (776 reais) – 1992 euros/9322 reais anuais -, as despesas com transportes públicos lhe ficam por 22 euros mensais (102 reais) – 264 euros/1235 reais – e os custos com a alimentação se aproximam dos 144 euros mensais (673 reais) – 1728 euros/8080 reais anuais (você pode também optar por almoçar na cantina da Universidade, na qual o valor de uma refeição completa ronda os 4 euros/18 reais). Se precisar consultar mais informações, veja aqui o Guia de Acolhimento da UC.

 

(Imagem: Reprodução Via Latina)

 

Universidade Católica Portuguesa

 

É considerada, em Portugal, uma das mais prestigiantes universidades particulares. Todos os anos recebe mais de 3000 estudantes em regime de programas de mobilidade internacional.

 

(Imagem: Reprodução Access Masters)

 

A Universidade Católica Portuguesa estipula um valor (arredondado) mensal da propina de 500 euros (2395 reais), dependendo dos cursos que tenha interesse em frequentar – por exemplo, o curso de Teologia (326 euros/1561 reais) é o mais barato e a Dupla Licenciatura em Direito e Gestão é a mais cara (544 euros/2605 reais). O valor anual da propina (10 meses) situa-se nos 5000 euros (23941 reais).

 

A UCP tem parcerias de cooperação e intercâmbio de estudantes com 13 universidades brasileiras, da Universidade de São Paulo à Universidade Estadual de Campinas, passando pela Universidade Federal do Rio de Janeiro ou pela Universidade Federal de Santa Catarina (consulte a lista completa aqui).

 

Universidade do Porto

 

A UP, uma das mais reconhecidas universidades portuguesas a nível nacional e internacional, oferece uma vantagem importante aos estudantes da CPLP. Pagam metade do valor mensal e anual da propina – fixada em 150 euros (698 reais) e 1500 euros (6981 reais) respetivamente. O custo de vida médio no Porto é também muito acessível, relativamente às grandes cidades da Europa Comunitária. O valor médio mensal de uma moradia é de 200 euros (931 reais), o preço médio de um passe de ônibus e metrô  se fixa 23 euros mensais (107 reais), o custo mensal da alimentação se fixa também nos 200 euros (931 reais) e o preço médio de uma garrafa de água, de 1 litro de leite, de 1 pão, de 1 café ou de 1 quilo de arroz não ultrapassa, em termos gerais, 0s 0,50 cêntimos/1 euro (2 a 4 reais). Um jornal ou uma ida ao cinema ficam-lhe entre 1 e 5 euros, preço de estudante (4 a 23 reais).

 

(Imagem: Reprodução Ovar News)

 

Universidade Nova de Lisboa 

 

A capital portuguesa é muito procurada pelos estudantes brasileiros. Todos os anos, a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa recebe cerca de 200 estudantes originais do Brasil, com base em 70 convénios celebrados entre a Universidade portuguesa e as instituições brasileiras. O valor médio anual das propinas de licenciatura – ao contrário da UP, a Nova de Lisboa não prevê nenhum estatuto especial para estudantes da CPLP – ronda os 1060 euros (4939 reais), que correspondem a 177 euros (824 reais) por prestação, num total de 6 prestações.

 

 

(Imagem: Reprodução Nomadismo Digital)

 

Viver em Lisboa é ligeiramente mais caro do que no Porto, em Braga ou em Coimbra mas, mesmo assim, é uma cidade bastante acessível em termos económicos comparativamente com outras capitais europeias. O valor médio mensal pedido por uma moradia oscila entre os 200 e os 300 euros (931 a 1397 reais), o preço médio da alimentação por mês varia entre os 150 e os 200 euros (698 e os 931 reais), a despesa mensal com os transportes públicos (passe de ônibus e metrô) fixa-se nos 35 euros (163 reais). Além disso, o preço médio de uma refeição num restaurante comum lhe fica arredondadamente nos 8 euros (38 reais), um jornal lhe custa 1,10 euros (5 reais) e uma ida ao cinema leva-lhe 6,50 euros (30 reais).

 

Então, já se decidiu? Escolha a sua cidade e a sua universidade e faça as malas. Portugal está esperando por si.

 

 

 

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.