AngolaBrasilCabo VerdeGuiné-BissauMoçambiquePaísesPortugalSão Tomé e PríncipeSociedadeTimor-Leste

Governo de São Tomé e Príncipe vai dar a nacionalidade a cidadãos da CPLP

(Imagem: Reprodução Captação do Youtube)

O governo são-tomense decidiu atribuir a nacionalidade a todos os cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa que se encontravam no país à data da independência, em 12 de julho de 1975.

Os pedidos de aquisição da nacionalidade poderão ser realizados juntos das Brigadas da Direção de Identificação Civil e Criminal e nas Câmaras Distritais entre o dia 8 de março e o dia 8 de agosto, por um período de seis meses.

Não serão cobradas quaisquer taxas a quem manifeste expressamente a sua vontade de obter a nacionalidade são-tomense.

De todas as nacionalidades lusófonas, espera-se que a maior adesão seja por parte de cabo-verdianos, uma vez que à data da independência encontravam-se no país cerca de mil e quinhentos trabalhadores contratados nas roças.

A iniciativa do governo são-tomense é uma reposição de justiça e o reconhecimento de uma dívida de gratidão a quem contribuiu para a edificação do país.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.