AngolaSociedade

Imagem de Jonas Savimbi no jogo Call of Duty vale processo de um milhão de euros

Leya

 

Os filhos de Jonas Savimbi, carismático líder fundador da UNITA, interpuseram uma ação judicial no Tribunal de Paris contra a Activision Blizzard, uma das mais bem-sucedidas produtoras de videojogos, no valor de um milhão de euros.

 

Em causa está a utilização da figura do seu pai num dos títulos mais conhecidos da marca, o jogo Call of Duty – Black Ops II.

 

Jonas Savimbi não é a única figura histórica que é recriada na plataforma virtual, mas é retratado de forma depreciativa, tendo inclusivamente o cognome de “O Bárbaro”.

 

– Neste jogo, Jonas Savimbi aparece como sanguinário, que quer matar todos de forma bárbara. Os filhos estão profundamente incomodados, revoltados, chocados e consideram que os criadores do jogo estão a difamar a imagem do pai, que foi, acima de tudo, um líder político e um estratega – anunciou Carole Enfert, a advogada que instaurou o processo e representa a família Savimbi.

 

Em sua defesa, a Blizzard já veio dizer, através de Etienne Kowalski, seu representante legal, que “a personagem do jogo traduz com fidelidade o papel que Jonas Savimbi desempenhou em Angola, líder de um movimento de guerrilha que combateu o MPLA”.

 

Há alguns anos Manuel Noriega, antigo ditador do Panamá, também pôs a empresa em tribunal, numa ação que tinha exatamente os mesmos pressupostos, mas a Blizzard acabou por sair vencedora.

 

Leya

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.