CulturaUncategorized

Longas que competem no FESTin

O FESTin já começou! Não perca a oportunidade de apoiar o cinema em língua portuguesa. Quem estiver em Lisboa pode conferir a programação até o dia 10 de abril. Também é possível ajudar a financiar as premiações, através de contribuições na plataforma Zarpante.

Para a competição de longas-metragens, foram selecionados onze filmes. Confira a lista de produções em ordem alfabética e programe-se!

A Coleção Invisível (exibição: 7 de abril | 20h | Sala 3)
Brasil, 2012, 89 minutos, Ficção
Realização: Bernard David Attal
Com: Vladimir Brichta, Walmor Chagas, Ludmila Rosa, Clarisse Abujamra e Conceição Senna.
Sinopse: Para resolver a crise financeira da loja de antiguidades de sua família, Beto se aventura ao interior da Bahia em busca de uma coleção de gravuras raras. Ali ele encontra Samir, o colecionador, e a sua família arruinada pela decadência das plantações de cacau. O encontro o fará mergulhar na sua própria história familiar e mudar sua visão de mundo.

A Crença (exibição: 4 de abril | 18h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Angola, 2011, 95 minutos, Ficção
Realização: Dorivaldo Fernandes
Com: Bruna Lopes, José Diogo, Isabel Carvalho e Constância Lopes
Sinopse: O filme narra a história de Talita, uma menina que nasceu albina e muda, cuja mãe seropositiva acabou por falecer. Odiada por muitos, ela vai passar por muitas dificuldades na vida. A diferença gera a descriminação. A ignorância gera o preconceito. Haverá um dom divino que despertará a ambição de todos.

Bonitinha, mas ordinária (exibição: 5 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 91 minutos, Ficção
Realização: Moacyr Góes
Com: João Miguel, Leandra Leal e Letícia Colin
Sinopse: “Bonitinha, mas Ordinária”, peça de Nelson Rodrigues, propõe uma reflexão sobre a ideia de tentação que persegue o homem desde o paraíso até aos dias de hoje. Uma espécie de marca da humanidade. O filme conta a história de Edgar, um homem simples, dividido pela proposta de casar-se por dinheiro com Maria Cecília, filha do seu chefe e vítima de estupro, ou permanecer na pobreza ao lado de Ritinha, o seu grande amor. Bonitinha, mas Ordinária revela ao espectador a vida de Edgar, Maria Cecília e Ritinha, que se desdobra em faces antagónicas onde as regras sobre ética, amor e civilidade compõem a tríade obscura que coabita os seus personagens.

Cartas para Angola (exibição: 8 de abril | 18h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 75 minutos, Documentário
Realização: Coraci Ruiz e Júlio Matos
Sinopse: Brasil e Angola são duas margens do Atlântico que possuem a mesma língua, um passado colonial em comum e muitas histórias compartilhadas. Neste filme, pessoas separadas por um oceano trocam correspondências – alguns são amigos de longa data, outros nunca se viram. As suas histórias entrecruzam-se e contam sobre fluxos de migração, saudade, pertencimento, guerra, preconceitos, exílio, distâncias. A busca da identidade e o fio da memória são conduzidos pela linha da afetividade que une as sete duplas de interlocutores que o documentário nos apresenta: pessoas que traçaram as suas histórias de vida entre Brasil, Angola e Portugal.

Cine Holliúdy (exibição: 7 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 91 minutos, Ficção
Realização: Halder Gomes
Com: Edmilson Filho, Miriam Freeland, Roberto Bomtempo, Joel Gomes, Fiorella Mattheis, Angeles Woo, Falcão, João Netto, Karla Karenina, Marcio Greyck, Jesuíta Barbosa, Rainer Cadete, Fernanda Callou, Haroldo Guimarães, Ary Sherlock, João Pedro Delgado
Sinopse: O filme retrata de forma hilária, romântica, lúdica e nostálgica as exibições mambembes de cinema no interior do Ceará, na década de 70, no período em que a popularização da TV iniciava a sentença final aos cinemas nas pequenas cidades.

Colegas (exibição: 6 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 100 minutos, Ficção
Realização: Marcelo Galvão
Com: Ariel Goldenberg, Rita Pokk, Breno Viola, Lima Duarte, Leonardo Miggiorin, Juliana Didone, Marco Luque, Germano Pereira.
Sinopse: Colegas é uma divertida comédia que aborda de forma inocente e poética coisas simples da vida através do olhar de três jovens com síndrome de Down, apaixonados por cinema. Um dia, inspirados pelo filme Thelma & Louise, resolvem fugir no Karmann-Ghia do jardineiro (Lima Duarte) em busca de seus sonhos: Stalone quer ver o mar, Márcio quer voar e Aninha busca um marido para se casar. Partem do interior de São Paulo rumo a Buenos Aires. Nessa viagem, enquanto experimentam o sabor da liberdade, envolvem-se em inúmeras aventuras e confusões como se a vida não passasse de uma eterna brincadeira.

Essa maldita vontade de ser pássaro (exibição: 4 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 85 minutos, Ficção
Realização: Paula Fabiana
Com: Cynthia Falabella, Martha Nowill, Rodrigo Nogueira, Lorenzo Martín, Elias Andreatto, Adrian Steinway, Leopoldo Pacheco.
Sinopse: Uma bailarina em busca dos seus sonhos perdidos, um músico em busca do seu passado, personagens enclausurados nos seus mundos, numa metáfora sobre a liberdade, num filme em busca da liberdade, projeto de filme guerrilha filmado em super 8.

O Grande Kilapy (exibição: 3 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Angola/ Portugal/Brasil, 2012, 100 minutos, Ficção
Realização: Zézé Gamboa
Com: Lázaro Ramos, Pedro Hossi, João Lagarto, Patrícia Bull, Adriana Rabelo, Sílvia Rizzo, Hermila Guedes, São José Correia
Sinopse: Joãozinho é um vigarista com uma profunda ética de amizade, bon vivant a todo o custo, é uma pessoa simples e que vive indiferente às contingências de vida numa colónia portuguesa. Por forças das circunstâncias Joãozinho acaba por se tornar uma personagem incómoda e subversiva para o regime colonial português.

Onde está a felicidade? (exibição: 8 de abril | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2011, 110 minutos, Ficção
Realização: Carlos Alberto Riccelli
Com: Bruna Lombardi, Bruno Garcia, Marcello Airoldi, Marta Larralde e María Pujalte
Sinopse: Teodora (Bruna Lombadi) descobre que seu marido (Bruno Garcia) estava mantendo uma relação virtual e entra em crise, o que resulta na perda de seu trabalho como apresentadora de um programa culinário. Desiludida, resolve cair na estrada e parte para uma viagem de autoconhecimento, percorrendo o Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Junto com seu antigo diretor e uma nova amiga, Teodora vive uma divertida aventura, enquanto Nando bola um plano para reconquistar seu grande amor. Será que eles conseguem ficar juntos novamente?

Outro Olhar (exibição: 6 de abril | 18h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 90 minutos, Ficção
Realização: Cristiano Requião
Com: Nathália Klein, Leonardo Genesis, Diego de Abreu
Sinopse: Suellen, uma adolescente que mora numa comunidade pobre, envolve-se num sequestro por influência do seu irmão de criação. Durante o cativeiro apaixona-se pela vítima: um jovem médico que tem a vida que ela sempre sonhou.

Vidas Vazias e as Horas Mortas (exibição: 7 de abril | 18h30 | Sala Manoel de Oliveira)
Brasil, 2012, 87 minutos, Ficção
Realização: Pedro Lacerda
Com: Pedro Domingues, Dina Brandão, Andrade Jr., Abaetê Queiroz, Mauricio Witczak, Adriana Nunes
Sinopse: No leito de morte, um pai pede ao filho mais novo que vá atrás dos irmãos que partiram do Ceará há muitos anos para trabalhar na construção de Brasília, e reúna a família de novo. Mas ele nem imagina que para atender ao pedido do pai, vai ter que sobreviver num mundo muito diferente do seu, habitado por policiais corruptos, traficantes de armas e assassinos de vários estilos e matizes.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.