EconomiaPaísesPortugal

Lusofonia já representa quatro por cento do comércio mundial

(Imagem: Reprodução Yle)

Rui Machete, o Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, defendeu hoje na abertura do seminário diplomático, em Lisboa, o investimento na “lusofonia económica”, enquanto uma das maiores oportunidades no espaço da CPLP.

Para o governante português, as questões económicas e financeiras assumirão um papel cada vez mais fulcral nas relações entre os países de língua oficial portuguesa, e nas relações destes, como um todo, com o resto do mundo.

Em declarações registadas pela Agência Lusa, o Ministro recordou que “a organização [CPLP] representa cerca de quatro por cento do comércio mundial e engloba alguns países com as economias mais dinâmicas das regiões em que se inserem, constituindo um importante elo de ligação a uma vasta rede de organizações económicas regionais” e acrescentou ainda que “o desenvolvimento desses espaços económicos irá criar novas oportunidades de comércio e de investimento, tanto para empresas lusófonas como para as que comerciam com estas, incluindo as provenientes dos novos observadores associados”.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.