AngolaBrasilCabo VerdeGuiné-BissauMoçambiquePaísesPortugalSociedade

Festa do título do Benfica começou em Guimarães, passou por Lisboa e espalhou-se por todo o mundo

(Imagem: Reprodução Jornal Sol)

 

Ontem o Sport Lisboa e Benfica sagrou-se campeão português pela 34ª vez na sua história, após ter empatado a zero com o Vitória de Guimarães e aproveitando o empate a um golo entre o F.C. Porto e o Belenenses.

Depois da vitória encarnada centenas de milhares de pessoas reuniram-se no Marquês de Pombal, a praça lisboeta onde a equipa tradicionalmente comemora os seus títulos, e para onde se dirigiu depois do jogo para comemorar com os adeptos, mas apesar de ter tido aí o seu epicentro, a festa do título benfiquista esteve longe de se circunscrever à capital portuguesa, ou mesmo a Portugal. Um pouco por todo o mundo benfiquistas de todas as nacionalidades e latitudes comemoraram noite fora.

 

Em Angola

A Casa 70, na Vila Alice, foi o espaço escolhido pelos adeptos do clube para ver o jogo e comemorar a conquista em Luanda, a capital do país. Também a Baía da cidade se encheu de benfiquistas orgulhosos, que desfilaram pela cidade, chegando a provocar trânsito com filas de 1,5kms desde o Largo da Maianga até à Sagrada Família.

 

Em Moçambique

Uma onda vermelha invadiu a Praça Robert Mugabe, na baixa de Maputo para celebrar o bi-campeonato.

 

Em Cabo Verde

O último dia do Festival da Gamboa, na Cidade da Praia, confundiu-se com a festa do título, porque várias pessoas que assistiam aos espetáculos trajavam de vermelho Benfica e tinham bandeiras e cachecóis do clube.

 

Na Guiné-Bissau

Adeptos encarnados encheram as ruas de Bissau com bandeiras, camisolas e cachecóis do clube.

 

No Brasil

Ipanema foi o palco da festa portuguesa em pleno coração do Rio de Janeiro.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.