MundoPaísesPortugalSociedade

Navio português pode ser o responsável pela viragem da embarcação onde faleceram 800 emigrantes africanos

(Imagem: Reprodução Sic Noticias)

 

A morte dos 800 emigrantes africanos que partiram da Líbia, com destino à ilha de Lampedusa, na Itália, pode ter sido provocada por uma onda criada por um navio de bandeira portuguesa, que ia ao encontro da embarcação, numa vã tentativa de a resgatar.

Quem o noticiou foi a CNN, a conhecida estação de televisão norte-americana, citando Carlotta Asami, uma porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os refugiados.

Segundo esta, o barco português respondeu ao pedido de auxílio, tendo-se aproximado da embarcação onde seguiam os mais de 900 emigrantes ilegais, e tendo acabado por embater neste.

A tripulação da embarcação de bandeira lusa, não só foi ilibada de qualquer responsabilidade pelas autoridades italianas, como ainda conseguiu resgatar 22 pessoas.

A colisão ficou a dever-se a erros de manobra do capitão do barco onde seguiam os emigrantes ilegais, o tunisino Mohammed Ali Malek, entretanto já detido por suspeita de homicídio múltiplo, de ter causado um naufrágio e de auxílio ilegal à emigração.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.