BrasilPaísesSociedade

O pulmão da Terra está em dificuldades

(Imagem: Reprodução WWF)

 

A floresta da Amazónia, também conhecida como o “pulmão da Terra”, por ser a maior do mundo, esta a perder a capacidade de absorver gases que provocam efeito de estufa, fruto do vertiginoso processo de desflorestação que tem sofrido ao longo dos tempos.

Em 1990, a floresta absorvia 2 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono por ano, e neste momento a capacidade de absorção está reduzida à metade, não sendo já capaz de absorver todas as emissões resultantes da queima de combustíveis fósseis da América Latina.

Esta é a conclusão de um estudo de 30 anos agora publicado na Revista Nature, que contou com a participação de quase uma centena de investigadores de vários países.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.