PaísesPortugalSociedade

Os portugueses que marcam a diferença no estrangeiro

(Imagem: Reprodução Cristiano Ronaldo, via Facebook)

Eles saíram quase todos ainda jovens do país e construíram uma carreira de renome fora do solo português. A partir da lista proposta pelo Observador, selecionamos dez portugueses que marcam a diferença no estrangeiro entre vários temas diferentes.

 


Desporto:

Cristiano Ronaldo, futebolista do Real Madrid

(Imagem: Reprodução Cristiano Ronaldo, via Facebook)
(Imagem: Reprodução Cristiano Ronaldo, via Facebook)

Cristiano Ronaldo dispensa apresentações, é considerado um dos melhores jogadores em toda a história do futebol e o mais mediático da atualidade. Em constante competição com o argentino Lionel Messi (os dois são considerados dois extraterrestres com a bola nos pés) mas Ronaldo destaca-se quando se trata do ordenado ao final do mês.

CR7 é o terceiro atleta mais bem pago do mundo, atrás dos pugilistas Floyd Mayweather em segundo e Manny Pacquiao em primeiro. É um dos melhores atacantes no mundo do futebol e as suas fintas e remates são letais na hora de marcar golo. Ronaldo é conhecido também por ser um jogador que bate recordes atrás de recordes, desde remates à baliza a golos marcados.

 

José Mourinho, treinador do Chelsea

(Imagem: Reprodução Chelsea Brasil)
(Imagem: Reprodução Chelsea Brasil)

Nascido na cidade de Setúbal, José Mourinho é conhecido com um dos melhores treinadores de futebol em todo o mundo e aquele que mais títulos conquistou na sua carreira.

Foi no clube do Dragão que se tornou um mito, seguindo para Chelsea onde lutou por merecer o apelido de “Special One“, sempre muito crítico e ganhador. Conquistou títulos sempre em todos os clubes por onde passou desde a Inter, em Itália ao Real Madrid em Espanha. Quem sabe um dia poderá vir a ser o selecionador nacional de Portugal.

 

João Sousa, tenista

(Imagem: Reprodução Portugueses Entrepreneurs)
(Imagem: Reprodução Portugueses Entrepreneurs)

Ainda com muito por vencer, João Sousa, 26 anos, é o melhor tenista português de todos os tempos. Deu alguns passos no futebol representando a sua terra natal, Guimarães, mas decidiu trocar os relvados pelas raquetes ao “emigrar” para a Catalunha onde se tornou tenista na Federação Catalã de Ténis. A viver em Barcelona é um dos tenistas mais completos, consegue manter a sua boa postura em qualquer tipo de piso, mantendo a velocidade e a força do serviço de mão direita.

Em 2012, entrou para o Top 100 do ranking de tenistas da ATP e passado um ano, passou para 51º lugar após ter vencido o torneio ATP de Kuala Lumpur. Foi o primeiro tenista português a vencer um título nas altas etapas do ténis mundial. Hoje encontra-se em 42º lugar no ranking.

 


Economia e Política:

António Horta Osório, presidente do Lloyds Bank

(Imagem: Reprodução Dinheiro Vivo)
(Imagem: Reprodução Dinheiro Vivo)

Licenciou-se em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa em 1987 e foi nesse ano que ingressou no Citibank em Portugal. Recrutado em 1991 pela Goldman Sachs, trabalhou em Nova Iorque e em Londres. Em 1993, foi convidado por Emilio Bontín para integrar o Grupo Santander, onde partiu do zero para a “criação” do Banco Santander de Negócios Portugal, tornando-se o seu presidente executivo. Foi nomeado presidente do Lloyds, cargo que exerce desde março de 2011.

Segundo o Financial Times, António Osório é o nono banqueiro mais bem pago do mundo, com uma remuneração anual de 12,9 milhões de dólares.

 

António Guterres, Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados

(Imagem: Reprodução PT News)
(Imagem: Reprodução PT News)

Entrou para o Partido Socialista (PS) em 1973 e começou por ser chefe de gabinete do Secretário de Estado da Indústria dos I, II e III Governos Provisórios.

Em 1992 foi eleito secretário-geral do PS vencendo as eleições legislativas de 1995 e 1999. Demitiu-se do cargo em 2001 após as eleições autárquicas de dezembro.

Em 2005 começou a exercer o cargo de Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

 

Vítor Constâncio, vice-presidente do Banco Central Europeu

(Imagem: Reprodução SIC Noticias)
(Imagem: Reprodução SIC Noticias)

É um economista que se tornou político mas que esteve sempre ligado às finanças. Licenciou-se em Economia pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa e foi secretário-geral do Partido Socialista (PS) entre 1986 e 1989.

Na política, foi secretário de Estado do Planeamento, nos I e II Governos Provisórios entre 1974 1975, e do Orçamento e do Plano, no VI Governo Provisório em 1976. Tornou-se ministro das Finanças e do Plano, no II Governo Constitucional em 1978.

Chegou ao Banco de Portugal em 1975, para o cargo de diretor do Departamento de Estatística e de Estudos Económicos, mas mais tarde chegou a Governador entre 2000 e 2010. Atualmente é o vice-presidente do Banco Central Europeu, responsável pela supervisão bancária.


Ciência:

António Damásio, professor de Neurociência na University of Southern California

(Imagem: Reprodução Youtube)
(Imagem: Reprodução Youtube)

António Damásio continua a ser, aos 71 anos, um nome de referência entre todos os cientistas do mundo. Nasceu em Lisboa, cidade onde se doutorou em medicina mas vive há várias décadas nos Estados Unidos, onde é professor de Neurociência na University of Southern California.

Entre 1996 e 2005 trabalhou no hospital da University of Iowa. A 9 de junho de 1995 foi nomeado Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

Investigador na área das neurociências, recebeu entre muitos prémios, o Prémio Pessoa e o Prémio Príncipe das Astúrias de Investigação Científica e Técnica.


Artes:

Sara Sampaio, modelo da Victoria’s Secret

(Imagem: Reprodução Sara Sampaio, via Facebook)
(Imagem: Reprodução Sara Sampaio, via Facebook)

É sem dúvida uma das modelos mais bem-sucedidas do país. Foi no início deste ano que Sara Sampaio se tornou numa das Angels da Victoria’s Secret, para quem desfilou pela primeira vez em 2013.

Hoje com 24 anos, a sua cara é conhecida por todo o mundo. Natural de Leça da Palmeira, cidade que deixou ainda jovem para ir viver para Paris seguindo em 2012 para os Estados Unidos em busca do sonho de ser modelo.

Foi capa da Vogue, da Elle, da Marie Claire e da Sports Ilustrated, desfilando também nas semanas da moda de Nova Iorque, Paris, Milão e Londres.

 

Paula Rêgo, Pintora

(Imagem: Reprodução Contacto)
(Imagem: Reprodução Contacto)

Paula Rêgo sempre pintou de uma forma intensa e hoje é conhecida mundialmente pela sua arte. Nasceu em Lisboa, em 1935, mas na década de 50 foi estudar para Slade School of Fine Art. Vive em Londres desde 1970. O seu quadro “The Cadet and his Sister”, um acrílico sobre papel em tela, de 1988, foi comprado por mais de 1,6 milhões de euros, um recorde novo para a artista em junho de 2015, num leilão da Sotheby’s.

A 13 de outubro de 2004 foi distinguida com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

 

Felipe Oliveira Baptista, estilista e diretor artístico da Lacoste

(Imagem: Reprodução Business Of Fashion)
(Imagem: Reprodução Business Of Fashion)

Nasceu em 1975 no Arquipélago dos Açores, mas vive há vários anos em França. Abandonou cedo Portugal para ir estudar design de moda na Kingston University, em Londres.

Trabalhou com marcas internacionais como a Max Mara, Christophe Lemaire e a Cerruti. Em 2010 foi nomeado para a direção artística da conceituada marca de roupa Lacoste. Em 2013 decidiu criar a sua marca própria.

 

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.