AngolaPolítica

Polícia angolana impede a realização de marcha solidária pelos ativistas presos

Leya

 

A Polícia Nacional de Angola impediu a realização de uma manifestação a favor dos 17 ativistas condenados a pena de prisão por rebelião e associação de malfeitores.

 

A marcha marcada pelo Movimento Revolucionário estava agendada para sábado pelas 10:30 da manhã, com concentração prevista no Largo Primeiro de Maio, em Luanda.

 

À hora inicial cerca de 80 pessoas estavam prontas para iniciar o protesto pacífico, mas foram impedidas de o fazer pelas forças policiais, que realizaram um cordão que impedia os movimentos de circulação dos manifestantes.

 

Com a exaltação generalizada dos ânimos foram detidas 10 pessoas no local que, entretanto, já se encontram todas em liberdade.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.