AngolaBrasilCabo VerdeGuiné-BissauMoçambiquePortugalSão Tomé e PríncipeSociedadeTimor-Leste

Portugal: o país lusófono onde ainda se pode viver em paz

Leya

 

Portugal é o país de língua oficial portuguesa mais bem colocado no Índice Global de Paz 2016, ocupando a 5ª colocação. Timor-Leste, no 56º lugar, é o segundo país mais pacífico da lusofonia.

 

O estudo, produzido pelo Instituto para Economia e Paz, sediado em Sydney, apresenta a Islândia como o país mais pacífico do mundo e a Síria como o pior dos estados classificados, cobrindo 99,7% da população mundial. O índice não incluiu São Tomé e Príncipe e Cabo Verde.

 

Portugal subiu no ranking mundial, passando do 14º lugar no ano passado para o 5º, logo a seguir à Nova Zelândia, Áustria, Dinamarca e Islândia, registando o maior progresso na Europa.

 

Dos restantes países de língua oficial portuguesa, a Guiné Equatorial ocupa a 62ª posição, à frente de Moçambique, que surge na 68ª. Angola figura no 98º posto, enquanto o Brasil está no 105º e a Guiné-Bissau no 116º lugar.

 

 

Para elaborar a lista, foram considerados mais de 20 indicadores qualitativos e quantitativos, como segurança pública, violência policial, taxa de homicídios, justiça social, terrorismo, participação em conflitos, grau de militarização e gastos com armas.

 

De acordo com o Índice Global de Paz, que vai na 10.ª edição, o impacto da violência na economia global foi de 13,6 biliões de dólares (11,9 biliões de euros), o equivalente a 13,3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial. O documento revelou também que o mundo tem atualmente o mais alto número de mortes em combate dos últimos 25 anos, bem como um aumento de 80% nas mortes por atos terroristas em comparação com o ano passado.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.