Cultura

O que se come nas praias lusófonas? Veja curiosidades das culturas locais

Todos os países lusófonos têm saída para o mar e, consequentemente, areia e praia. Mas, já parou para pensar no que cada um come quando está naquele momento de relaxar ao sol e logo em seguida mergulhar na água salgada? Abaixo separamos algumas informações que podem surpreender!

Jinguba, ou amendoim. (Imagem: Pixabay)

Angola

Na região de Luanda há mais quiosques de praia do que em outras regiões do país. É onde se bebe cerveja, caipirinha, água de coco e come-se um bom peixe grelhado, caranguejo ou camarão frito (ou cozido).

 

Na praia, os vendedores ambulantes vendem Jinguba Torrada. Não sabe o que é jinguba? E amendoim, conhece por esse nome? Pois jinguba é nada mais, nada menos que o clássico amendoim.

Brasil

Água de coco fresca. (Imagem:  Pixabay)

No país, gigante em extensão, a variedade só poderia ser gigantesca. Mas citamos alguns poucos.

 

No nordeste do país, é mais comum o queijo coalho, assado em pequenas grelhas trazidas pelos ambulantes. No sul, milho cozido em água, com manteiga e sal. No Rio de Janeiro, biscoito de polvilho com Chá Mate. Agora, há algumas iguarias que saltam aos olhos e estão um pouco em todo o país. A primeira a destacar é o Açaí na tigela, feito com uma fruta amazônica e tomado como um tipo de gelado. Depois, água de coco, camarões fritos, lulas fritas. E sempre com a cerveja ao lado!

 

Cabo Verde

Imagine um suco feito com frutas, que é colocado em pequenos sacos de plástico (como esse da imagem acima) e congelado. Pois esse picolé caseiro é uma das maiores delícias dos tempos de verão cabo-verdiano! Chamados de “fresquinhas”, o país tem um primo no Brasil: geladinho, também chamado de dimdim, sacolé e uma infinidade de outros nomes regionais. Adocicado e refrescante.

 

Se gosta de algo mais substancial e mais salgado, há as grelhadas de peixe na praia. Difícil de negar que alimente. As pessoas levam as grelhas para a praia e lá colocam o seu chicarro, garopa ou atum para dourar. Acompanhados de uma cerveja, quem não gostaria. Mas não há muitas comidas mais fortes na praia, por um motivo simples: a população é concentrada nos litorais. Então, a maior parte come em casa ou em restaurantes e quando querem, voltam à praia.

Bolas de Berlim ou Sonhos. (Imagem: Flickr)

Moçambique

Em Moçambique, é muito comum comer frangos assados na beira do mar. Há quem traga de casa, mas a maioria prefere os feitos pelas mamãs – —enhoras que têm barracas de comida —, aqueles tenros e suculentos.

Portugal

Em Portugal, é unânime: Bola de Berlim. De norte a sul, as bolas de berlim são comidas, mesmo sem recheio algum. Para os brasileiros que não conhecem, esses doces são os mesmos que são chamados de sonhos no Brasil. Ou seja, uma bola recheada com creme feito a base de ovos (ou, para os mais chocólatras, Nutella).

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.