EducaçãoPaísesPortugalSão Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe e Portugal firmam protocolos de cooperação para a educação

(Imagem: Shutterstock)

Dois protocolos de cooperação para a educação foram assinados nesta segunda-feira pelos Ministros da Educação e Ciência de Portugal Nuno Crato e o seu homólogo são-tomense Olinto Daio.

Um dos protocolos institui pela primeira vez a escola portuguesa de São Tomé e Príncipe.

– Enriquece-nos aos dois. Enriquece o Estado português porque dispõe de uma experiência e de uma escola num outro país que é reconhecida, e também a sua importância para os estudantes e as famílias de São Tomé e Príncipe – , afirmou o ministro Nuno Crato acerca deste projeto.

O segundo protocolo abre portas para que as universidades portuguesas atuem diretamente na Universidade Pública de São Tomé e Príncipe no domínio da formação superior. Para Olindo Daio, o acordo garantirá poupança para o Estado são-tomense e melhoria da qualidade do ensino.

– Então se tivermos uma boa qualidade do ensino superior certamente teremos uma boa qualidade no pré-escolar, básico e no secundário -, precisou o ministro.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.