BrasilEconomiaPaísesPortugalSociedade

Uber suspensa em Portugal e retomada no Brasil

(Imagem: Reprodução Show Me Tech)

 

Na passada terça-feira, dia 28 de Abril, em Portugal e no Brasil, foi aplicada uma medida judicial provisória que proibia a utilização da Uber, uma plataforma que liga passageiros que precisam de um transporte seguro e cómodo numa cidade a motoristas.

A norma foi aplicada devido aos veículos utilizados no aplicativo não se encontrarem devidamente identificados, não cumprirem as regras de vistoria e representarem falsa concorrência e infração à ordem económica.

A providência cautelar foi interposta pelo Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxis, no Brasil, e pela ANTRAL (Associação Nacional de Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros), em Portugal, e em ambos os países foram aceites pelos tribunais.

As empresas Google, Apple, Microsoft e Samsung foram oficialmente informadas para que retirassem o aplicativo das suas lojas virtuais.

Os taxistas no Brasil iniciaram os protestos no dia 8 do mês passado, mas acabaram por não obter grandes resultados, pois esta segunda-feira, dia 4, a justiça de São Paulo suspendeu a lei provisória que proibia o uso da Uber.

Em Portugal, os protestos surgiram em junho do ano passado, quando milhares de taxistas de grandes cidades europeias se mobilizaram contra a intromissão da aplicação na sua atividade. Pouco menos de um ano após o início das reclamações, a aplicação foi proibida.

Se for confirmada formalmente a proibição de operar em Portugal, a Uber vai apresentar queixa formal contra Portugal junto da Comissão Europeia .

Os portugueses sentem-se insatisfeitos com a decisão tomada pelo Tribunal e fazem se ouvir através das redes socias, protestando para que o serviço da Uber tenha continuidade. Mais de 10 mil pessoas seguem a página do facebook “Queremos a Uber em Portugal”.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.