DestaqueEspeciais

ESPECIAL: 9 motivos para sair correndo do Brasil enquanto ainda há tempo

Não, isso não é apologia à pratica de atividades esportivas na fronteira do Brasil, é uma análise transparente e apartidária que compila em forma de alerta o que todos parecem já saber em menor ou maior grau.

Afinal de contas o que faz com que tantos se cansem de um país tão privilegiado pelo clima, culinária, recursos naturais, paisagens inebriantes e um povo de energia tão especial?

 

1_assassinatos
(Imagem: Arte sobre reprodução Abordagemposilicial.com)

 

880.386 pessoas morreram por disparo de arma de fogo entre 1980 e 2012 no país do futebol. O equivalente a 11 estádios do Maracanã completamente lotados!

 

Em nenhum país morrem mais pessoas dessa forma do que no Brasil. Em 2012, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), foram 64.357 mortes. Para se ter uma ideia, os 12 maiores conflitos no globo entre 2004 e 2007 mataram juntos 170.000 seres humanos. No Brasil, entre 2008 e 2011, mais de 200.000 pessoas perderam a vida vítimas de assassinato. Desses crimes, quase 90% ficam sem punição.

 

Mesmo com tanta impunidade, ainda assim o Brasil possui uma das maiores populações carcerárias do mundo. Uma bomba-relógio pronta a explodir. Seja pelo custo financeiro ao país, seja pelo risco de violência e constantes violações dos Direitos Humanos.

 

Um balanço de todo o período coberto pela série histórica do Mapa da Violência revela que 880.386 pessoas morreram por disparo de arma de fogo entre 1980 e 2012 no país do futebol. O equivalente a 11 estádios do Maracanã completamente lotados!

 

A taxa de homicídios entre jovens (dados de 2010 – OMS e Census) é de 54,7 jovens por 100.000 habitantes. Não parece muito? No México, país conhecido pela violência, é de 28,1. Quase a metade. Na Rússia é de 8,8. Na vizinha Argentina, de 7,7. Em Israel 2,3. Na Itália 0,8.

 

 

2_dinheiro_vale_menos
(Imagem: Arte sobre reprodução financialdirector.co.uk)

 

No Brasil, quase sempre, os produtos e serviços são mais caros do que a média mundial.

 

Um exemplo dessa realidade é o famoso BigMac Index, índice criado pela conceituada revista The Economist, que compara o preço do mais famoso sanduíche do Mc Donalds ao redor do mundo: o último levantamento é de julho de 2015.

 

Captura de Tela 2015-10-23 às 19.40.08
(Imagem: Reprodução The Economist)

Nele o Brasil aparece como o país mais caro de todo o Hemisfério Sul e o 8º mais caro do mundo, atrás apenas de países nórdicos, da Suíça, do Canadá, Inglaterra e Israel, onde os salários são no mínimo cinco a seis vezes superiores ao Brasil (os EUA não estão incluídos pois são o marco de referência).

 

Os absurdos são generalizados e estão presentes em produtos tão simples quanto um panetone (pão natalino), que no Brasil custa mais caro (R$25,12) do que exatamente o mesmo produto depois de importado e vendido no Japão (R$21,35), até sofisticados computadores apple (MacBook Pro de 15″ Retina, top de linha) que custam R$ 23.499, enquanto um carro novo (Fiat Palio Fire 2 portas) custa R$27.340.

 

 

3_salario_minimo
(Imagem: Arte sobre reprodução mundohoje.com.br)

 

Veja a comparação em diversas capitais pelo mundo, em países mais e menos desenvolvidos. O poder de compra do salário mínimo brasileiro, apesar de estar no maior patamar dos últimos 50 anos, permanece baixíssimo.

 

Tomemos como exemplo o número de ordenados necessários para pagar o aluguel de um apartamento de 85m2 em área nobre de uma capital: fica fácil perceber a discrepância entre o Brasil e a maioria do resto do planeta.

 

Em Madrid, na Espanha, um trabalhador desembolsa 1,42 salários mínimos para pagar o aluguel de um apartamento desse gênero. Já o vizinhos argentinos, gastam cerca de 1,76 em Buenos Aires. No Brasil, na capital Brasília são necessários 6,59 salários mínimos, mais de 3x a média da amostragem – no Rio de Janeiro, por exemplo, a diferença seria ainda mais acentuada.

Veja outros exemplos em diversos continentes e realidades. A disparidade se mantém.

Nº de salários mínimos necessários para pagar o aluguel de um apartamento de 85m2 em área nobre:

Brasília
6,59 Salários mínimos (R$3.260)
Lisboa
1,58 Salários mínimos (€800)
Madrid
1,42 Salários mínimos(€1.219)
Washington DC
1,86 Salários mínimos* (U$2.606) – considerando 40 horas semanais de trabalho
Buenos Aires
1,76 Salários mínimos (U$1.128)
Tóquio
2,17 Salários mínimos (U$2.320)
 Fonte: Expatistan

 

 

 

 

4_juro_alto
(Imagem: Arte sobre reprodução blogmobills.com.br)
O brasileiro tem de pagar legalmente ao banco taxas que em um país europeu nem um agiota consegue praticar.

 

A taxa selic (taxa de juros básica da economia) no Brasil está em 14,25% ao ano, ou seja, o maior juro real do mundo. Quando isso se reflete nas taxas praticadas ao cidadão comum, em forma de crédito para pagar o cartão, a casa própria ou um cheque especial, os números pioram significativamente.

 

Tomemos como exemplo o cartão de crédito: o brasileiro está sujeito a uma taxa média de juro anual de 403,5%.
Para o leitor ter uma ideia do quão absurdo isso é, veja um exemplo prático: na Europa, em um país como Portugal, essa mesma taxa está em cerca de 17%. Faça as contas: isso significa que se você não pagar uma fatura no valor de 10.000 reais, doze meses depois, você estará devendo (só em juros) mais de 40.000 reais. Com o juro praticado em Portugal por exemplo, estaria devendo 11.700.
É importante ressaltar que não se trata de uma comparação injusta entre um país sul-americano e um europeu. Tomemos como base nossos vizinhos: na Colômbia, que possui a maior taxa de juro depois do Brasil, são 63% (taxa de crédito rotativo no cartão). No Peru 41%. Na Argentina 37%. No Chile, 26%.

 

Discrepâncias similares se repetem para outras formas de crédito como o pessoal e o imobiliário. A realidade é que o brasileiro tem de pagar legalmente ao banco taxas que em um país europeu nem um agiota conseguiria praticar. Na prática, isso significa afastar da realidade de muitos, a possibilidade de ter um automóvel, uma casa própria, ou abrir o seu próprio negócio.

 

 

5_corrupcao
(Imagem: Arte sobre reprodução Heritageaction.com)
A economia da corrupção no Brasil é superior à soma de toda a riqueza produzida num país como Moçambique.

 

 

Os escândalos de corrupção no Brasil são de tal forma vastos, rotineiros e atuais, que é mais fácil abrir o jornal do dia do que ler nesse artigo uma seleção de alguns, provavelmente já ultrapassados por novos ainda maiores.

 

Para se ter uma ideia, um estudo realizado pelo Departamento de Competitividade e Tecnologia (Decomtec) da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo) revelou que os prejuízos econômicos e sociais que a corrupção causa ao país somam cerca de 69 bilhões de reais por ano.

 

Isso é um valor superior ao PIB (Produto Interno Bruto) de um país inteiro como Moçambique (hoje estimado em pouco mais de 15 bilhões de dólares). Ou seja, a economia da corrupção no Brasil é superior à soma de toda a riqueza produzida num país. Faça as contas e imagine o que poderia ser feito com esse dinheiro.

 

 

6_educacao
(Imagem: Arte sobre reprodução wiseeye.co.za)
Há muitos motivos para um país não prosperar, mas nenhum é tão poderoso e afirmador dessa realidade no tempo que a educação.

 

A remuneração dos professores no Brasil é uma das piores do mundo. Como não poderia deixar de ser, o desempenho dos alunos também. Segundo dados da OCDE (Organização para a Cooperação Desenvolvimento Econômico), o salário médio dos professores brasileiros de ensino fundamental é cerca de um terço da média dos restantes países.

Veja aqui gráficos que ilustram a situação atual
ranking-educacao-oecd-brasil-penultimosalario-professores-comparacao-brasil-outros-paises4

 

27% dos brasileiros acima de 15 anos são analfabetos funcionais. Isso significa que uma a cada quatro pessoas no Brasil reconhece letras e números, mas não sabe bem o que fazer com eles. São incapazes de interpretar um texto simples por exemplo.

 

Enquanto as estimativas da OCDE indicam que, na última década, metade do crescimento econômico nos países desenvolvidos foi devido a habilidades melhoradas em educação, o Brasil se encontra próximo ao último lugar (38ª posição dos 40 países participantes) no ranking da educação (The Learning Curve 2014), junto de países como Tailândia, Indonésia e Colômbia.

 

Não é possível haver inovação, escolhas políticas mais conscientes, e criação de uma classe média independente e produtiva sem educação.

 

A pior parte é que não é por falta de dinheiro: o Brasil é o 3º país do mundo que mais investe nesse setor. Em 2015 o investimento em educação irá representar 19,2% do orçamento de Estado, na frente de países como Coreia do Sul, Suíça e Estados Unidos. São mais de 100 bilhões de reais (25 bilhões de dólares) anuais.

 

 

7_alimentos
(Imagem: Arte sobre reprodução Agência Brasil)

 

Em 2009 o Brasil ultrapassou a Argentina se tornando o 2º maior produtor de alimentos transgênicos do mundo. São mais de 21 milhões de hectares de plantações de alimentos geneticamente modificados.

 

Em abril desse ano o plenário da câmara dos deputados aprovou uma nova emenda para acabar com a exigência do símbolo da transgenia nos rótulos dos produtos com organismos geneticamente modificados (OGM), liberando assim o caminho para esse tipo de alimento aumentar exponencialmente nas mesas dos brasileiros.

 

Na altura o deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS) declarou: “Acho que o Brasil pode adotar a legislação como outros países do mundo. O transgênico é um produto seguro”. Felizmente o Senado acabou por reprovar essa tentativa de emenda à lei brasileira. O lobby e a pressão econômica entretanto só aumentam. Enquanto isso um dos países mais desenvolvidos do mundo, a Dinamarca, acaba de banir os transgênicos e impor por lei que 100% da sua agricultura será orgânica (biológica).

 

 

O Brasil é também recordista no uso de agrotóxicos.

 

 

 

8_imposto
(Imagem: Reprodução Revista Exame)

 

Em 2015, o brasileiro trabalhou 151 dias, cinco meses completos, somente para pagar impostos, taxas e contribuições destinados ao governo, segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação). Este número quase dobrou, quando comparado às décadas de 70 e 80.

 

O país ocupa a 8ª posição do ranking mundial, atrás apenas da Dinamarca (176 dias), França (171), Suécia (163), Itália (163), Finlândia (161), Áustria (158) e da Noruega (157). Em todos esses países, saúde, segurança e educação pública são de alta qualidade e acessíveis a toda a população. Será que é o caso do Brasil?

 

 

9_tendencia
(Imagem: Arte sobre reprodução Paulo Ito, via Flickr)

 

É importante lembrar que apesar de toda a instabilidade atual, o país ainda goza de alguns estímulos e condições especiais que o favorecem, mas que são temporários.

 

Ter sediado o mundial de futebol significou receber bilhões de dólares na economia nos últimos anos. Os Jogos Olímpicos em 2016, embora concentrados no Rio de Janeiro, também têm impacto indireto em toda a economia, levando em consideração a promoção extra do turismo nacional nos últimos anos.

 

O famoso privilégio do bônus demográfico, fenômeno que favorece economicamente um país jovem como o Brasil, que possui uma classe trabalhadora que contribui para a segurança social ainda muito superior ao número de aposentados e pensionistas que recebem o benefício, pode estar no fim do seu ciclo. Segundo Samuel Pessoa, pesquisador da (Ibre/FGV), o Brasil já gozou de 90% dos efeitos do bônus demográfico. Daqui a cinco ou seis anos, o país entrará em outro momento, no qual terá que gerir desafios crescentes nos déficits da previdência social, tendo que cada vez mais ir buscar dinheiro da balança comercial e onde mais for possível, para financiar o crescente número de aposentadorias.

 

 

 

Conclusão:

Não está aqui em causa enumerar cegamente problemas como se todas as outras nações não tivessem os seus, mas lembrar que para tudo há limites, que o Brasil está ultrapassando todos eles, e que a única chance de isso melhorar é que todos estejam plenamente cientes da realidade.

 

Esse artigo não tem por objetivo esclarecer todos os problemas, muito menos todas as soluções de uma nação grande e complexa como o Brasil.

 

Isso não é um convite para que todos façam as malas. A metáfora aqui proposta é a necessidade de se abandonar o mais rápido possível essas práticas de um Brasil que maltrata seu coletivo para que seja possível redescobrir a essência do povo brasileiro.

 

Enquanto isso não acontece, e toda essa loucura não é percebida como tal, seguimos tratando barbáries dignas de parar qualquer país como apenas mais uma notícia do telejornal.

 

José Padilha, o aclamado diretor da série cinematográfica Tropa de Elite recentemente declarou em uma entrevista onde explicava por que decidiu sair do país:

O Brasil perdeu a sensibilidade para o absurdo
— José Padilha

O que poderia melhor descrever um país capaz fazer uma detenta grávida, aos gritos, ter que parir sozinha o seu próprio filho, numa solitária de prisão, em completa escuridão, sem qualquer apoio, ou tratar com normalidade assaltantes adolescentes passarem a roubar bicicletas esfaqueando o seus donos até a morte? Isso não são fatos isolados escolhidos a dedo. São alguns dentre as dezenas que acontecem todos os dias. Isso é o Brasil de hoje.

Assista aqui à entrevista de Padilha à Revista Trip. 

 

Leya

 

Comunicado Conexão Lusófona:

Não concorda com o posicionamento desse artigo? Envie para nós a sua opinião.

 

Envie para: redacao@conexaolusofona.org

 

A Conexão não é partidária, não tem opiniões, nem deve ter. Somente assim poderemos continuar a ser um espaço imparcial, para que as pessoas que desejam participar, e que aqui escrevem, possam, cada uma, ter a sua opinião. Somos, antes de tudo, um espaço de liberdade, debate e reflexão, que respeita todas as opiniões consistentes e respeitosas.

 

*Ultima atualização: 5 de novembro, às 17h30min.

 

 

 

Previous post

Turismo de Portugal oferece dez estágios para inspetores de jogos

Next post

ZukaTuga levam convidados inéditos e muitas novidades ao palco do Centro Cultural Malaposta

257 Comments

  1. claudia
    4 Novembro, 2015 at 12:47 — Responder

    cruel constatação, mas verdadeira e seria. 🙁

    • Ziguifridi do Sertão
      7 Novembro, 2015 at 12:40 — Responder

      Claudia nao é uma resposta para o seu post. Só postei aqui porque ta no topo! haha e como todo Brasa nóis é Top fía kkk..
      To aqui em Estocolmo esperando meus docs. para começar a estudar e trabalhar enquanto isso fico lendo sobre o Brasil matando o tempo porque aqui já tá frio pra po… la fora :/

      Escrevi esses tópicos(porque brasileiro é top haaah!) pra tentar entender o Brasa:
      Tem preguiça de ler e estudar.
      Brinca com coisa seria.
      Só quer saber de assistir TV.
      Não pensa muito no próximo.
      Ri da propria desgraça.
      Acha que tudo está bem quando realmente nem entendeu seus próprios problemas ainda.
      Se preocupa mais com a aparência do que com o conteúdo.
      Acha que é melhor por causa de sua beleza.
      Quando te tratam bem é pq no fundo espera alguma coisa em troca.
      Fácil de ser manipulado.
      Leva tudo pro pessoal.
      Seria o Brasil um adolescente?

      Pra vc que tem dúvidas a respeito do futuro do Brasil posso te adiantar que não vai mudar tão cedo. Tá no DNA do povo! quando você mora fora do Brasil por alguns anos voce se depara com tantas questões a respeito de uma sociedade bem sucedida que te fazem pensar que o Brasil é terra do NUNCA.
      Opção 1: Aceita que dói menos
      Opção 2: More fora do Brasil

      Ps.: Aos patriotas de plantão espero vossa opinião(sem ofensas por favor! Postura guerreiro!) para assim confirmar o meu ponto de vista afinal adolescente leva tudo pro pessoal.

      • Fan do bolsomito
        8 Novembro, 2015 at 11:16 — Responder

        Ziguifridi tou contigo!!!!

      • Vera Golbi
        8 Novembro, 2015 at 15:47 — Responder

        Concordo plenamente….

      • Renato
        8 Novembro, 2015 at 19:21 — Responder

        Coberto de razão!
        1 – Tem preguiça de estudar.
        Tenho dois hobbies. O primeiro é a eletrônica, que é a minha profissão. Sou engenheiro eletrônico e além de ser profissional bem sucedido na minha área ainda estudo e pratico e testo tudo que poso relacionado à minha área profissional. O outro é a montagem de miniaturas, hobby que aprendi com meu pai e que tento transmitir aos meus filhos, pois requer concentração, estudo, observação de detalhes e etc. Coisas que causam até náuseas ma grande maioria dos brazucas. Adivinha as respostas que eu ouço da tupinicada quando falo sobre minhas preferências. Só vou citar duas delas:
        “Prefiro minha cerva”. Está aí a resposta para os homicídios nas estradas. Também gosto da minha, desde que seja na minha casa ou que eu não tenha que dirigir depois. Coisa que esses que dão este tipo de resposta fazem o tempo todo.
        “Não tenho paciência” Já ouvi isso de um ser cujo programa de Domingo é assistir ao futebol e Faustão.

        2 – Brinca com coisa séria.
        É só ver a quantidade de programas humorísticos que transformam em piada os maiores problemas do país. E o brazuca protesta rindo.

        3 – Não pensa muito no próximo.
        E é a maior nação católica do mundo. Vai a missa todo Domingo para não atrofiar os músculos usados para fazer sim com a cabeça. Já que passa a semana toda usando os músculos usados para dizer não.

        4 – Ri da própria desgraça = Brinca com coisa séria.

        5 – Acha que tudo está bem quando realmente nem entendeu seus próprios problemas ainda.
        Não planeja sua vida, não pensa no futuro e quando dá merda (porque em algum momento sempre dá). Continua perdido e usa as frases típicas: “Se Deus quiser vai melhorar” ou “Coloquei na mão de Deus”.

        5 – Se preocupa mais com a aparência do que com o conteúdo.
        Acha que é melhor por causa de sua beleza.

        Aqui no Lisarb, bonito = trabalha na Globo.

        6 – Quando te tratam bem é pq no fundo espera alguma coisa em troca.
        Há exceções, por exemplo: Pai e mãe (em alguns casos). O resto é assim mesmo, em graus diferentes claro.
        7 – Fácil de ser manipulado.
        Maior constatação: A eleição do presidente atual.
        8 – Leva tudo pro pessoal.
        Trabalho com estrangeiros. Se as coisas no trabalho dão errado o pau quebra. Mas depois do expediente tomamos uma cerveja como amigos de infância.
        Já o brazuca trata colega de trabalho como amigo pessoal. Se o cara é gente boa tem que ser gente boa em tempo integral

        9 – Seria o Brasil um adolescente? Sim, e imaturo ainda por cima.

        • Guto
          12 Novembro, 2015 at 14:06 — Responder

          Exatamente. 100% correto.

        • Smith
          13 Novembro, 2015 at 18:56 — Responder

          7 – Fácil de ser manipulado.
          A eleição do presidente atual.
          A forma como querem tirar o presidente atual, isto é, querem tirar o atual, para colocar notórios corruptos, muitos deles (senão, todos) processados e condenados, mas por “amizades” ou medo, nunca são presos…

        • Othon
          26 Janeiro, 2016 at 7:27 — Responder

          Ptz, eu ia comentar, mas vc falou tudo!

      • Daniele
        10 Novembro, 2015 at 20:46 — Responder

        foda concordo com tudo isso ae hahaha

      • Ana Staut
        11 Novembro, 2015 at 22:34 — Responder

        Bom, pode demorar um tempo para que os brasileiros mudem sua mentalidade, mas isso não é motivo para desistir ou simplesmente “aceitar pq dói menos”… Farei minha parte para que a mudança ocorra, seja ensinando as futuras gerações a serem cidadãos conscientes de seus deveres e de seus direitos, seja parando de tratar o absurdo com normalidade. O importante é que não desistirei do meu país, porque estou ciente de que se eu não lutar por um país melhor ninguém lutará no meu lugar. Só gostaria que os brasileiros não fossem tao pessimistas em relação ao futuro do país e que tivessem mais força de vontade, pois conhecemos a causa do problema, mas ninguém quer sujar as mãos para resolve-lo.

        • Simone Souza
          9 Fevereiro, 2016 at 15:45 — Responder

          Eu fico triste em ver como os brasileiros dizem que Tudo esta errado no Brasil e que e’ o pior Pais no Brasil. E’ triste ver como os brasileiros criticam a si mesmo. Eu moro nos EUA e aqui tem varios problemas e desafios. Os Americanos tem caracteristicas boas e ruins como em qualquer lugar no mundo.

          • Celismar Silva
            1 Agosto, 2017 at 11:24

            E quem e você pra comparar, você não e o único que morra ai eu também já, quer comparar volta pra este lixo aqui.

      • Caio
        3 Dezembro, 2015 at 14:00 — Responder

        Você resumiu tudo, zigui, tou contigo e não abro. Brasileiro é o único que nunca tem grana, mas qdo pinta um jogo de futebol, eles ficam endividados, mas não perdem o jogo. Brasileiro nunca teve que lutar nem pela própria independência, ganhamos de mão beijada. Brasileiro sai as ruas por 10 centavos e não quando perdem 500 por exemplo. Claro que vamos afundar cada vez mais, porque somos uns covardes, uns bananas, uns bostas, somos acomodados e ninguém da o primeiro passo pra nada. Enfim. Eu tive a coragem de sair desta merda há tempo, tou em NY e vivo muito bem obrigado. Brasil só tem um jeito: se for comprado pelos USA, talvez melhore.

        • Glauston Lima
          20 Fevereiro, 2017 at 2:16 — Responder

          O imperiozinho ao qual vc aderiu está em plena e irreversível decadência. Vide a geopolítica suja que precisam praticar (por debaixo dos panos, óbvio!) numa clara e desesperada tentativa de se manterem no topo (se fossem fortes mesmo não precisariam disso) e a cereja do bolo é a eleição do pato Donald pra presidente (precisa dizer mais alguma coisa?).
          Como já dizia a milenar sabedoria oriental: “tudo que é sólido desmancha-se no ar”.

      • Ricardo Vieira
        23 Janeiro, 2016 at 14:42 — Responder

        Rapaz, concordo. Estou na Argentina e vejo muitas diferenças por aqui. Podemos andar com tranquilidade pelas ruas. Não há problemas de segurança. O transporte público funciona legal! Realmente, não sei onde o Brasil vai parar…

      • Luiza
        25 Janeiro, 2016 at 13:24 — Responder

        super lucido seu comentario!

      • cris
        26 Janeiro, 2016 at 16:18 — Responder

        Concordo em gênero,numero e grau.Povo preguiçoso e acomodado.a saída é o aeroporto.

      • Carla
        8 Fevereiro, 2016 at 18:52 — Responder

        Com o artigo escrito, não vou dar opinião porque não tenho conhecimento total do que foi dito. Mas acredito que tenha uma base de pesquisa e algumas coisas é sim verdade…. Mas sobre o seu comentário, achei exagerado.
        Com muitos problemas que existe no Brasil e eu conheço muito bem como na Europa (porque não é de todo um “paraíso”), porque sou brasileira vivendo na Europa… Mas sem ofender povo nenhum, mesmo porque estaria ofendendo a mim própria, mas vê-se bem de onde vem uma grande parte da descendência brasileira: Portugal. Concordo com uma coisa, “está no DNA do povo”.
        Da mesma forma que tenho orgulho, tenho pena. Dos dois países, dos dois povos.
        E talvez seja pela idade e experiência, mas nunca, Nunca! generalize. Foi o que você fez.
        Nem todo mundo é como você ou como os exemplos que você vê.
        E para quem nunca saiu do Brasil, talvez porque nem todo mundo teve oportunidade… ou vontade… Mas faz um bem e traz um enriquecimento pessoal e cultural maravilhoso.
        O Povo precisa estudar, se informar, participar. O Mundo precisa! Porque problemas não existe só no Brasil. O nosso umbigo não é o mundo todo. O meu mundo, o nosso mundo é muito maior, tem muitas perspectivas.
        Entrando na sua onda de apontar defeitos você (e muitos aqui) está fazendo exatamente isso “a casa do vizinho é melhor do que a minha”. Então se o que é alheio é melhor, viva a vida alheia.
        Não existe perfeição.

        • 27 Outubro, 2016 at 18:14 — Responder

          Como saber onde este editor conseguiu seus dados…. mas acontece que o brasil é um pais de grandes contrastes Carla, e em Brasília onde esse indivíduo fala de alugueis, é um paraiso de corrúptos entao seria um aluguel caro pago com dinheiro sujo…A copa do mundo não trouxe dinheiro algum para o Brasil… na verdade o Partido que governava na época e foi expulso pelo povo pagou imensa soma de dólares a FIFA para trazê-la assim funcionaria como òpio ao povo, que não é tão idiota como aqui descrito, e entendeu o que se passava, até nossos atletas se sujeitaram ao vexame de uma derrota por sete x um assim contribuir para a queda desse governo… que mais posso diser….

      • Crissy
        4 Setembro, 2016 at 6:13 — Responder

        Amei 👏
        Den bästa komment hittills 👌

    • Joseline
      10 Novembro, 2015 at 4:11 — Responder

      Concordo Totalmente com o artigo.
      Ao mesmo tempo que eu acredito que tudo isso vai mudar, o mal não pode prevalecer; eu pergunto: Qual é a saída, se o governo não cai, são visíveis as negociatas, um “salve-se quem puder” pra escapar das investigações. Quer continuar gastando mais do que arrecada, não corta drasticamente suas despesas(em todos os setores) e o pior, quer aumentar impostos?
      Mas vamos em frente, não vamos entregar o Brasil…
      Quem pode ir embora, bom, boa sorte, mas para quem não pode, vamos unir forças, lutar e não desistir!

    • Enojado
      12 Novembro, 2015 at 16:15 — Responder

      http://www.conexaolusofona.org/especial-9-motivos-para-sair-correndo-do-brasil-enquanto-ainda-ha-tempo/

      Essa matéria é imoral, embora as estatísticas sejam pertinentes, vamos aos fatos:
      Existe uma clara agenda de compra do brasil por conta das elites mundiais, até o abilio diniz foi dizer para a sinagoga em NY que é a hora de comprar o brasil.
      A copa e a olimpíada são apenas manobra de migração do capital e diasporização das elites para cá.
      Não existe forma mais eficaz do que vir para cá na muvuca e garantir a cidadania engravidando uma menina aliciada pelas mídias a se arreganhar para qualquer um. Ou comprando um passaporte brazuca.
      E mais, estão comprando essa fossa brasilis com moedas que valem pelo menos 4 vezes a moeda brasileira sabotada por agendas em bolsas de valores, em fundos de pensão e em espetacularizações de corrupções como se elas fossem um novo fenômeno!
      E claro, as mídias todas nas patas JUDIAS, nunca tiveram uma regulamentação.
      Os únicos interessados em crimes são os próprios governos e assim criam bandidos circunstânciais que apenas servem para enjaular a população em casa enquanto as agendas latifundiárias e imobiliárias garantem o extermínio das populações em favelas privilegiadas em zonas sul, e as terras produtivas que estão ainda nas mãos do povo.
      O mais importante que é a manipulação midiática, a destruição do tecido familiar pelas engenharias sociais, as sabotagens da saúde pelas farmáfias (os primeiros que ganham com doentes são os médicos e farmáfias e tem gente que acha que tais personagens vão curar a saude de alguém), as agendas de estupidificação em massa, erotização precoce exacerbada, todas garantem uma massa perfeita para a prostituição e pedofilia que tanto agradam as elites.
      E mais, se observarmos todas as familias, inclusive do tal meireles “cineasta” banqueiro, são TODAS JUDIAS, todas travestidas de “cristãos” mas evidentemente judias.
      E o mais importante, tudo armado graças a RELIGIÃO, e a fossa brasilis é a maior nação lobotomicamente cristã do planeta.
      Enquanto para os judeus, deus diz em deuteronômio, passem o fio da espada em todos porque eu teu deus entrego tudo para vocês porque de voces é o reino da terra, e o tal cristo chega para os gentios e diz que o negócio é se despojar dos bens materiais e serem perdoantes porque o reino dos céus é deles!
      Um ganha a Terra, verdade sólida, e graças a usura bancária, pois judeu não pode cobrar juros de judeus, e o gentio otário, ganha o céu, contando com o ovo dentro da galinha!
      Só por mera coincidência, os bancos nessa fossa brasilis batem recorde em cima de recorde todos os trimestres, e todos os bancos são judeus!
      E ainda vem um metido a “legal” dizer que o negócio é fugir do brasil??
      Melhor para quem cara pálida?
      Para os diasporizados que depois de parasitarem os “primeiros mundos” vem para cá depois de queimar os arquivos europeus em holocaustos planejados?
      Tem certeza que essa matéria é conecção lusófona?
      Não tem kipá e menorá nessa conecção não?

      • petita de brasilia
        24 Janeiro, 2016 at 11:12 — Responder

        Muito interessante a sua visao em relacao a bancos, uma questao a ser levada muito em conta. Politicos e empreiteiras tem sido acusados mas ninguem fala nada de bancos, so de doleiros…Mas esse seu odio explicito contra judeus, fala serio! Se fosse comigo te processava. Baseado numa explicação historica furada. Edir Macedo pode?

    • Maria
      26 Novembro, 2015 at 14:28 — Responder

      Ontem um Senador da Republica foi preso, e um grande banqueiro, fora os que estão já presos e ainda serão. Parabèns a nossa Policia Federal. E digo mais, quem sai do seu país denegrindo a imagem dele publicamente como esse “sujeito”, não merece retornar a ele.
      Queremos pessoas que contribuam e não destrutivo.
      Viva o meu país!!!!!, eu me orgulho de Ser Brasileira. Não precisei sair do meu país para ganhar um centavo se quer, aqui construí minha vida, o que me da paz, tranquilidade hoje.
      Quem denegri sua própria Pátria, imagina o que fará na alheia!

      • AMANDA FREITAS
        3 Dezembro, 2015 at 14:07 — Responder

        Desculpe Maria, mas eu acho que vc é uma alienada. Que mundo vc vive mesmo? Vc deve ser casada com alguém que tem grana, vc deve ser aquela pessoa que nunca precisou trabalhar, ou pegar um ônibus lotado. Vc deve passar o dia no shopping e a noite em frente a tv assistindo ratinho e rindo com as idiotices. Orgulho da polícia federal por que? Porque eles também são comandados pela máfia? Vc tem orgulho de ser assaltada nos impostos todos os dias? Vc sente mesmo orgulho de ver tanta desgraça no seu país e os governantes fecham os olhos às resoluções e não fazem nada?? Vc deveria se informar mais sobre o que realmente acontece no seu país para não dizer tanta besteira.

      • Anne
        24 Janeiro, 2016 at 19:59 — Responder

        BEM ISSO MARIA.

      • socorro
        1 Fevereiro, 2016 at 9:09 — Responder

        Vc disse tudo gostei!!! é facil falar qdo se sai do brasil e fica olhando ca de fora julgando, sem duvidas essa saida permite de ver coisas que muitas vezes achava normal… acho muito bom sair ter uma vivencia fora pra dar valor
        praticamente todos os brasileiros que largaram o brasil são refugiados economicos que nao souberam lutar e fazer seu espaço em meio à tanta diversidade, certeza tem que ter coragem, determinação e fé no seu potencial, coisa que quem tem ta vencendo em meio da crise pq vira oportunidade de crescimento..
        Vivi 17 anos na Suiça e apos todos esse anos retornei por quase 10 anos foi maravilhoso pude ver evoluções grande no nosso brasil, coisa que muito brazuca nao via. O brasil ta evoluindo pessoal, mas como todo processo de mudança, transformação o caos é grande pra perceber tdo movimento, nunca vi tantos brasileiros com consciencia nesses ultimos anos que começa à se posicionar politicamente vamos que vamos e vamos vencer
        O problema é qdo vive-se muito tempo fora nao se mais 100% brasileiro pq a gente se abre pro mundo e finalmente somos dessa TERRA o interesse maior é de protege-la!

        • Simone Souza
          9 Fevereiro, 2016 at 15:56 — Responder

          Qualquer Pessoa no mundo que saia do seu proprio Pais aprende coisas novas e se desfazem de costumes culturais. Isso nao acontece so com brasileiros. Conheco Franceses e suicos que compartilham os desafios do seus Paises e como aprenderam no novo Pais. Eu moro nos EUA e aqui tem varios desafios, so e’ perfeito pra turisticas ou pessoas que aceitam ser manipuladas pela midia.

    • Mais um Da Silva
      11 Janeiro, 2016 at 12:31 — Responder

      Exatamente, um povo completamente acomodado e sem vontade.
      Perfeita sua linha de raciocínio.

    • 23 Janeiro, 2016 at 13:38 — Responder

      Gente,sei nao viu,nao desfazendo do artigo ,claro e o que a midia nos tem passado todos os dias ,em todos os canais de tv ,em todos os jornais ,por menores que sejam ,sao noticias que nos deixam sem chao ! O que mais mexe com a minha estrutura de pessoa de idade ,nascida,criada ,formada e casada ai na terrinha , e a dura violencia ! A populaçao aumentou de uma forma assustadora,esvasiou se o sertao,e lotaram se as cidades ,e devido ao desemprego ,claro aumenta a violencia ! Eu sai do Brasil em 1999 com toda minha familia ,eramos nove na epoca ,marido ,eu filhas ,genros filho nora e netinho ! Viemos morar em USA ! O tempo foi se passando ,fomos criando raizes pelas seis netinhas e dois netinhos que nasceram, nos naturalizamos ,eu vou ao Brasil ,fico dois meses ,e e suficiente ! Eu amo meu pais ,para passear e claro ,mas isso e porque o tempo passou ,e a gente acostuma com outra cultura ! Apesar do amor que eu sinto pela terra do Tio Sam ,eu jamais deixarei de amar o meu grande pedaço de chao ,meu lindo Brasilzao !

  2. 4 Novembro, 2015 at 13:37 — Responder

    Na parte dos alimentos você poderia adicionar que somos os maiores do mundo em uso de toxinas! Isso está gerando câncer aos montes, além de tornar uma simples fruta, legume ou folhagem em puro veneno.
    Brasilzão tá ruim pra dedéu! #FUI

    • Profile photo of Bruna Riboldi
      4 Novembro, 2015 at 15:46 — Responder

      GUICURY, há um botão (Saiba mais sobre isso) nessa parte, que leva a um link com uma matéria especial sobre isso.

  3. José Carlos
    4 Novembro, 2015 at 20:48 — Responder

    Concordo na integralidade apenas com uma afirmação: sobre a nossa Educação. Mas tem bobagens de dar até pena. Essa do bônus demográfico ter se esgotado é prá matar. Esse bônus está apenas começando e tem uma vigência, na pior das hipóteses, de pelo menos uns 30 anos. Não vou explicar aqui a razão pois é muito chato mas eu estudo isso desde meu mestrado. Além do mais se o Brasil vai afundar por conta disso então a saída é se mudar prá onde? Prá Portugal que está em situação infinitamente pior que a nossa nesse quesito? Existem cidades desaparecendo e a situação da previdência é muito pior que a nossa pois lá as famílias já assumiram um novo comportamento reprodutivo a mais de uma geração. Outra coisa meu chapa: é assim que você quer construir um sentimento de amizade entre os que falam a língua portuguesa? Divulgando informação distorcida sobre o seu próprio país? Ainda bem que foi embora. Só nos faça o favor de nos esquecer então e parar de falar bobagens sobre o país que você não conhece.

    • Alexandre Fernandes da silva
      6 Novembro, 2015 at 22:10 — Responder

      caro você tem uma força nas palavras que eu ja pensei muito nisso mais ser não lutamos aqui como podemos ter vitoria obrigado pelo suas palavras…

    • Wagner M Moreira
      7 Novembro, 2015 at 20:34 — Responder

      Melhor comentário. Curti mil vezes!

    • Rubens
      8 Novembro, 2015 at 10:31 — Responder

      Então se o problema não e o bônus demográfico, é o ônus da roubalheira!

    • Alecsandro
      8 Novembro, 2015 at 11:31 — Responder

      É isso ai meu amigo, concordo contigo, e acrescento que apenas devemos trocar todos que estão no comando da nossa nação e mais nada.

    • Mark
      8 Novembro, 2015 at 15:41 — Responder

      Finalmente uma mente não manipulada pelo sensacionalismo desse jornalista da Veja. Tem meu respeito.

    • Jussara
      8 Novembro, 2015 at 17:07 — Responder

      Fenomenal.
      Falar mal é fácil.

    • Jussara Lourenco
      9 Novembro, 2015 at 3:33 — Responder

      Concordo plenamente com você.
      Daqui há alguns anos morando fora, ele vai ver que nem tudo são flores.
      Espero que aprenda com os cidadãos que vai conviver que eles não falam mal de seus países.
      Moro num país multicultural e uma das únicas comunidades que fala mal de seu próprio país, é a brasileira.
      Até integrantes de comunidades que vêm de países extremamente pobres, corruptos, que chegaram aqui como refugiados, furtam-se a falar mal de seus países. Parece até que dá estatus falar mal do Brasil. Mal sabem eles o quanto ficam mal vistos pelos habitantes do novo país que escolheram viver. Como você disse. Que bom que ele deixou o Brasil.

      • Rafael Fujibayashi
        13 Novembro, 2015 at 21:59 — Responder

        Acredito que não falar mal do próprio país é o primeiro passo em direção da cegueira chamada “Nacionalismo” criadora de mentes ignorantes e tensões entre povos de culturas diferentes. Mas deixando isso de lado, é óbvio que não existe nenhum país “perfeito” se existisse, estaria extremamente lotado á essa altura, pois todos já teriam ido para lá! Existem muitos países que estão NESTE MOMENTO passando por dificuldades financeiras, principalmente no lado Europeu, mas em que todos os exemplos citados no artigo… Estão muito melhores que o Brasil.

    • Anne
      24 Janeiro, 2016 at 20:01 — Responder

      isso aiiiiiiiiiiiiiiiii

  4. tatiane
    4 Novembro, 2015 at 21:38 — Responder

    1 – A africa do Sul tem o maior indice de assadinatos, compartilhar desinformação e gerar medo na população é totalmente irresponsavel.
    2 – realmente tem muito imposto
    3 – o poder de compra do salario minimo esta ligado ao numero dois a questao dos impostos um vez que o salario minimo no Brasil é maior que muiiitos paises, a a questão do aluguel apresentada é absurda por que buscaram referencia a area nobre com poder aquisitivo alto, o que não é aplicavel para um salario minimo em nenhuma parte do mundo.
    4- O juro é compativel com muitos paises e depende muito do criterio de emprestimo
    5 – a casa de maiores escandalos de corrupão é Mexico e argentina o Brasil tem muiito que melhorar e estamos distante de ter politicos confiaveis, mas pelo menos ja não estamos mais engavetando investigacoes e aos poucos e com passos de formigas estamos nos adaptando as leis anticorrupção mundiais
    6- A educação em alguns estados é pessima, a educação em pernambuco por exemplo tem varios premios mundiais incluindo escolas modelos para outros paises, ja são paulo e Parana carrega o menor indice qualidade no ensino estadual o problema é que os Brasileiros não sabem de quem cobrar
    7- Os alimentos estão virando veneno no mundo inteiro o Estados unidos é o pessimo exemplo para alimentação mundial e infelizmente somos espelho disto
    8- Carga tributaria esta incluso no item 2 duplicaram o tema para gerar mais numeros de problemas a ser apresentado, o que é otimo para influenciar pessoas com pouca informação
    9 – O Brasil Vem diminuindo o indice de pobresa todos os anos, ja não somos mais descritos como terceiro mundo, e somos levados em considerações por todas as grandes potencias mundiais, falar que a tendencia é piorar é leviano

    Gerar medo nas pessoas e compartilhar desinformação alem de ser irresponsável do meu ponto de vista é falta de carater

    • Lucas
      6 Novembro, 2015 at 18:14 — Responder

      E disse que não tinha posicionamento…

    • Lia
      7 Novembro, 2015 at 5:36 — Responder

      Voce vive uma realidade paralela…
      Que Pena, va estudar !!!

    • Luzia Orefice
      7 Novembro, 2015 at 21:34 — Responder

      Tatiane, entrei aqui pra dizer tão exatamente o que vc escreveu que é desnecessário acrescentar mais nada a não ser que nos meus 72 anos de vida tenho ouvido e lido essa mesma ladainha sobre o Brasil, que tá tudo errado, que é o pior país do mundo e blablabla. O que “sonham” para o país é que só se considere, só exista 1/3 da população (nos privilégios, claro), isto é, não consideram o Brasil real, mas um país hipotético. Tá mais que na hora de amadurecer e começar a aceitar nossa realidade e começar a trabalhar em cima dela.

    • Luis
      8 Novembro, 2015 at 18:42 — Responder

      São Paulo e Paraná pior educação do país?
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      tenho que rir agora.

    • Gonçalo Almeida
      8 Novembro, 2015 at 23:15 — Responder

      Acho que para começar Tatiane, seria aprender a escrever, antes de opinar em público sobre educação e outros assuntos. Embora também desconfie de algumas afirmações deste artigo.

      • 27 Outubro, 2016 at 18:39 — Responder

        Gonçalo sua resposta foi a mais aceitável até aqui.

    • Chica Brother
      10 Novembro, 2015 at 11:30 — Responder

      Concordo plenamente com você.
      Somos uma nação jovem, que nunca passou por guerras, com clima que não nos obriga a planejar, estocar, produzir, etc. Saímos do mapa da fome há dez anos, e querem nos comparar com Europa e EUA, países que dominaram, colonizaram e roubaram riquezas dos países pobres. Como se neste momento algum país do mundo estivesse alheio a crises financeiras, de alimentos, violência, etc.

      • Cristina
        29 Julho, 2017 at 10:57 — Responder

        Gostei de sua resposta!devemos incentivar o brasil a crescer e não incentivar os povos sair de suas terras.Quem pode viajar e quem não. Podem?devemos transformar nosso país.Ajudar uns aos outros e acabar com essas malandragem que existem no Brasil.Uma sociedade mais justa; esses países europeus todos saíram de crises e guerras e hoje são primeiros mundo e pq não o Brasil?devemos acreditar e trabalhar para chegarmos aos nossos objetivos.E não fugir e deixar os que precisam de lado.Não devemos acovardar.Nosso Brasil precisa da gente…Linda nossa terra.Vamos valorizar.

    • Mala
      10 Novembro, 2015 at 15:10 — Responder

      É pobreza, com Z.

    • Thaís
      10 Novembro, 2015 at 15:37 — Responder

      Muito boa resposta Tatiane. Concordo com você.

    • eto
      11 Novembro, 2015 at 14:27 — Responder

      Enfim, alguém sensato em meio aos guerreiros de teclado tomando refri. Parabéns, Tatiane.

    • Anna Carolinne
      11 Novembro, 2015 at 18:44 — Responder

      Muito boa análise, concordo com tudo.

    • Carlos
      18 Novembro, 2015 at 16:27 — Responder

      Concordo com a Tatiane. Matéria falaciosa e tendenciosa. E ainda tem a cara de pau de dizer que é apartidária kkkkkk

    • Antonio Luís
      20 Janeiro, 2016 at 13:28 — Responder

      Não é bem assim , o Brasil está mal, é verdade, mas há muito exagero na análise do (a) articulista.Tatiane você tem razão……, e pego a última frase do seu depoimento…, “gerar medo nas pessoas………..”, para ilustrar o meu ponto de vista.

    • Tulio
      23 Janeiro, 2016 at 18:38 — Responder

      Obrigado tatiane, ler um post seu me dá esperança que no nosso país ainda existam mentes pensantes.

      Nunca fui de maquiar realidade. Sei bem que passamos por uma crise política, econômica e social.
      Não devemos não criticar nosso país, mas essa cultura do Brasileiro de que tudo dos outros é melhor, e que todos devem ir pra lá é enojante.
      É vamos todos pra Europa, Canadá, EUA, Austrália, etc, sermos tratados como cidadões de segunda categoria, sempre ser questionados do pq estamos lá e n no nosso país, aceitar empregos que eles mesmos não querem e que estão muitas vezes abaixo da qualidade que foi conseguida aqui.
      O que mais me irrita nesse discurso é que muitos são pessoas que estudaram aqui, que o papai e a mamãe ganharam o dinheiro pra sustentar e providenciar todos os privelégios aqui, muitos utilizaram faculdades pública daqui, pra vir com esse discursinho babaca de que tem é que ir embora mesmo. Concordo. Vcs e todos os que pensam assim tem que ir embora, e de preferência nunca mais voltem. É um passo para a melhora desse país. Tirar gente assim daqui.
      Deixe o Brasil para os poucos que tem interesse em o melhorarem, em arrumar nossa casa. Pq quando tiveram lá fora sendo olhados de canto de olho, sendo vistos como terroristas, sendo atacados por grupos radicais ou pela própria polícia do páis em que foram parar, vcs vão se lembrar que casa só existe uma.

      Quanto ao artigo, em alguns pontos foi feliz, em outros, como a tatiane flw, extremamente errados e mentirosos.
      Poder de compra? Do que estamos falando? de um Big Mac, de um eletrônico, um vg? Blz, nisso concordo com vcs.
      Mas vai ver se vc consegue fazer um prato de comida mais barato do que aqui na Europa ou EUA. Vamos ver vc comendo carne como come aqui lá fora.

      Veneno? EUA, o comparativo na maioria dos indices, é o pior país em relação a isso. E tudo o que Brasil anda fazendo? Tentando imitar o que os EUA faz. Ah, e o uso de agrotoxícos, trangênicos e o preço dos produtos estão intrinsicamente relacionados. Trangenicos utilizam menos agrotoxíco, sem perder viabilidade do produto. Menos agrotóxicos diminuem a viabilidade do produto, levando a degradação mais rápido, elevando os preços dos produtos para compensar a perda por degradação ou pragas.
      Diversos alimentos que são utilizados hj mundialmente, são geneticamente modificados há anos. Td melancia é geneticamente modificada por exemplo. Transgênicos são sim extremamente seguros, e muitas vezes leis contra os mesmos são por interesses econômicos e não sanitários.
      Quanto a educação, além de vc ter que analisar o local, exite tb o nível analisado. Nossa educação pública de base é realmente falha, entretanto nossa superior é de nível mundial. Muitas de nossas faculdades, públicas ou não, fazem frente a universidades lá de fora. Temos algumas das melhores universidades do mundo em determinadas áreas.

  5. Alexandre
    4 Novembro, 2015 at 22:34 — Responder

    da q nao saio nao rs

    • Fabio
      6 Novembro, 2015 at 13:22 — Responder

      Pelo português, já descobri o porquê não sai…

      • 8 Novembro, 2015 at 1:52 — Responder

        me parece de uma imbecilidade absurda quando alguém fala, diz , escreve imagina ser superior a outra por achar que tem maior domínio sobre a língua falada y escrita. isso apenas demostra o quanto ignorate eh.

    • Helias
      6 Novembro, 2015 at 13:41 — Responder

      Este tipo de comentário que constata o que está no artigo. Frase escrita sem sentido, sem lógica, sem gramática, sem acentuação. Este faz parte do 1/3 de analfabeto funcional. Infelizmente eles conseguem operar um computador já.

      • Daise
        22 Novembro, 2015 at 14:29 — Responder

        Trata-se de um efeito dominó.

  6. Flávio
    4 Novembro, 2015 at 22:55 — Responder

    Olha, em relação a parte dos alimentos acho que vc se enganou. O problema dos alimentos no Brasil não são os GM, e sim o uso abusivo de agrotóxicos (Qnd cliquei em saiba mais sobre isso foi exatametne o que apareceu). Alimentos GM são as vezes até mais benéficos seja por terem mais quantidade de algum nutriente, seja pelo preço mais acessível. O foco desse item deveria ser nos agrotóxicos, e não em serem GM. Não sou expert no assunto mais já assisti inúmeros debates com especialistas sobre o assunto, e o lado a favor dos GM geralmente é vencedor.

  7. Willian
    5 Novembro, 2015 at 1:34 — Responder

    Vejo que o levantamento e exibição de todos os PROBLEMAS DO BRASIL são fáceis de serem além de vistos, publicados e lamentados… mas, QUAIS SÃO AS SOLUÇÕES DOS PROBLEMAS???!!!… isso eu não vejo NINGUÉM POSTAR!!! Será porque não sabem ou é mais fácil falar MAL do saber corrigir com o BEM???!!!…
    … Dar as COSTAS e FUGIR é fácil… ENCARAR e CORRIGIR de forma justa e correta que é difícil!!!…

    • elisangela leon
      5 Novembro, 2015 at 15:33 — Responder

      O problema é q não existe solução!!! Tá falido!!! kkkkk

      • Rafael
        6 Novembro, 2015 at 13:11 — Responder

        Falido já esta este argumento de que não existe solução. O problema é que com esse pessimismo, inércia e mentalidade de que apenas o outro esta errado não se resolve nada. Se cobram 20mil em um equipamento e pessoas pagam, cobram juros exorbitantes no cartão e as pessoas não deixam de usar porque cobrar mais barato? O maior problema do Brasil é uma boa parte dos brasileiros. Se estes migrassem daqui seria um favor para os demais.

        • Vera Golbi
          8 Novembro, 2015 at 16:13 — Responder

          O problema do Brasil são os brasileiros que reclamam demais e não tomam atitude para mudar…. são conformistas.
          Por isso que pra mim é bem pouco provável uma melhora no Brasil.
          Quando melhora… pode apostar que tem coisa aí….
          Quando o presidente Lula governou e pelo menos eu senti… que o Brasil estava melhorando… olha agora só as notícias!! o que ele tinha escondido por debaixo do tapete?
          Então quando até melhora algum aspecto, algum setor… eu já fico desconfiada. #triste

        • Cristiano
          11 Novembro, 2015 at 12:34 — Responder

          Concordo 100% com você, Rafael. Em grande parte, o que faz um país ser o que é(ou não), é o seu povo. Falta gente que pense desta maneira no Brasil. Um abraço.

    • Luzia Orefice
      7 Novembro, 2015 at 21:37 — Responder

      Concordo com vc Willian.

  8. 5 Novembro, 2015 at 1:50 — Responder

    Que pena ver o Conexão Lusófona publicando um texto com esse conteúdo. Tenho acompanhado a página, curtido suas publicações e, de fato, esse artigo não condiz com seu perfil, pois é contrário àquilo que alega ser, ou seja, “um movimento em prol dentidade cultural lusófona assim como no desenvolvimento e projeção da Comunidade de Países de Língua Portuguesa e da Lusofonia no seu sentido mais amplo”. Este texto é contrário ao que apregoam os jovens que fundaram o Conexão. O Brasil tem seus problemas, e isso é fato, mas o autor da matéria continua vivendo lá, trabalhando lá, retirando de lá o seu ganha pão. Por que, então, não seguiu seus conselhos? Um país em desenvolvimento, com suas mazelas, sim, isso é fato. Precisamos de muito para nos ser um país melhor, concordo. mas se há nove motivos para deixar o nosso país, há milhares para ficar nele.

    • Rafael
      6 Novembro, 2015 at 13:14 — Responder

      Não consegui identificar se o autor vive no Brasil, mas realmente me questionei sobre isso também Eliane, se o mesmo segui o que esta propondo.

    • 7 Novembro, 2015 at 21:30 — Responder

      Eliane, uma coisa você não pode negar: os argumentos do autor são inquestionáveis. Quanto ao seu comentário de que o autor deveria seguir a própria sugestão e deixar o país, creio que você não atentou para o que ele escreveu na conclusão: “Isso não é um convite para que todos façam as malas. A metáfora aqui proposta é a necessidade de se abandonar o mais rápido possível essas práticas”.

      Convenhamos, o cara fez um belo trabalho. Alguns leitores, com a visão obnubilada por alguma ideologia, é que não estão entendendo o sentido da metáfora.

      • iskaminien
        28 Janeiro, 2016 at 2:37 — Responder

        Por que são inquestionáveis? Vi muita gente nos comentários desbancando muito dado e argumento chinfrim usado no texto como se fosse a maior verdade do mundo.

  9. Julio
    5 Novembro, 2015 at 1:52 — Responder

    Por favor vão embora logo!

    • Simone
      5 Novembro, 2015 at 15:49 — Responder

      Concordo, não sei pq nnao param de falar e não saem correndo

      • fgdestro
        8 Dezembro, 2015 at 3:59 — Responder

        …mas vocês é que estão na discussão errada….como sempre!

    • Massa
      6 Novembro, 2015 at 15:24 — Responder

      Se fosse assim fácil, o país já estava vazio =)

      • fgdestro
        8 Dezembro, 2015 at 6:27 — Responder

        ….é, não vai ficar vazio, porque a maioria ainda acredita no conto de fadas tupiniquim….isso me cheira a inveja de quem não conseguiu juntar o bolsa família pra poder viver em um lugar melhor….

  10. Monalisa
    5 Novembro, 2015 at 2:35 — Responder

    São dados alarmantes, coisas que sei a algum tempo… Mas o pior: estou presa aqui, não tenho como me mudar para outro lugar com melhores condições ):

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 6:46 — Responder

      …Monalisa, diferente do Brasil que cospe em seus filhos, o Canadá sempre está abrindo oportunidades para os brasileiros, mesmo se não aparecer nada que te interesse no momento, sempre entre nesse site, e em outros que descobrir também, até conseguir…conseguindo o emprego você vai para la e começa a trabalhar de imediato…não é de limpar privada como os leigos dizem, existem empregos muito bons para brasileiros que querem morar lá….parece mentira, mas eles dão o mesmo tratamento, inclusive médico-hospitalar gratuito do cidadão canadense quando se tem o permanent resident card, que não é nada dificil de se conseguir depois que estiver no Canada. As poucas coisas que você não pode fazer como um cidadão é votar, ou ser candidato.. em eleições, mas com 5 anos morando lá pode pedir a cidadania, que geralmente é dada em cerimonia formal, isso se não for como grande parte dos brasileiros que gostam de tirar vantagem cometendo erros constantes, ai é deportado mesmo….
      enfim, não é tão difícil conseguir morar no exterior, o que dizer de um dos 7 países mais ricos e perfeitos do mundo?…quem falar mal do Canada precisa de internação psiquiátrica urgente…e no Brasil isso ta difícil de conseguir!

      Segue links:

      http://www.agenciaempregobrasil.com.br/emprego/canada/

      http://canadafacilvisto.blogspot.com.br/2013/08/processo-mais-rapido-imigrar-canada-manitoba.html

  11. Valdemar Katayama Kjaer
    5 Novembro, 2015 at 10:30 — Responder

    Porém, a pessoa que quiser ir embora deve saber que nos países sérios, é preciso ser sério. Estude, prepare-se e esteja disposto a manter altíssimo nível ético e de trabalho eficiente e de alta qualidade. Do contrário, fique aqui mesmo.

    • elisangela leon
      5 Novembro, 2015 at 15:35 — Responder

      Verdade…pq para sair daqui o brasileiro não pode levar a fama de malandro e resolver tudo de ultima hora…ou volta com o rabito no meio das pernas… hehe

    • Rosanna
      5 Novembro, 2015 at 17:23 — Responder

      Falou tudo Valdemar!

    • diego
      5 Novembro, 2015 at 17:27 — Responder

      valdemar finalmente eu encontrei o melhor comentario de todos, concordo 110% em cada virgula do seu comentario, a hipocrisia no brasil prospera, 90% das pessoas que saem do brasil, depois se arrependem pelas cobrancas que voce citou no comentario

    • 9 Novembro, 2015 at 22:27 — Responder

      Nossa política é um circo, deve ser por isso que muitos brasileiros não levam quase nada a sério. …Estudar, preparar-se e manter altíssimo nível ético de trabalho , eficiência e qualidade deveria ser o mínimo de excelência a ser almejado para se viver em qualquer lugar. O grande problema é sair da zona de conforto.

  12. Adriely Cassia
    5 Novembro, 2015 at 10:55 — Responder

    n7 e um Perigo, mais paises estao proibindo os alimentos genericos, cientistas franceses ,fizeram uma pesquisa em ratos, onde OGM’s comprovaram cancer causado por sementes modificadas ,alem de outros problemas, diminuindo a colonia das abelhas , que acabam morrendo quando entram em contacto com essas plantas . Alguem deveria fazer um abaixo assinado para banir sementes modificadas no Brasil , nao traz beneficio nenhum a saude , pelo contrario ,so prejuizo e quem disser ao contrario, esta ganhando com a liberacao.Eles nao podem obrigar ( enfiar por guela abaixo literalmente) a populacao a consumir esses alimentos sem o seu conhecimento ,esses alimentos midificados causam cancer,tumores,entres outros problemas q so virao a tona,daqui uns 20 anos . Nao permitao !

  13. Andre Sousa
    5 Novembro, 2015 at 14:35 — Responder

    O Brasil vai muito bem obrigado. Mesmo com PT com isso e aquilo. Eu não troco o Brasil por nenhum outro lugar.
    Tenho casa, carro, mulher, dinheiro 4 armas e muita munição.
    Para os que vão, adeus. Nunca mais olhe para trás.
    Pronto, falei.

    • Erika Fernandes
      9 Novembro, 2015 at 1:14 — Responder

      Surreal!!
      Impressionante! Com a saúde, segurança e educação que temos aqui, ou melhor, não temos, como esse povo continua patriota!!
      Super valorizo! Com certeza terão redução de carga tributária!
      Só pode!!
      Você não compartilhar da mesma opinião, perfeito! Agora, daí a dizer que o país é ótimo lugar para morar, do jeito que está…. Inaceitável!! Eu acho que estou em outro lugar, lendo diariamente jornais de outros lugares, vendo as armações e corrupções de políticos de outros lugares, me sentindo lesada, enganada e roubada todos os dias por outro país… Porque esse pessoal que aqui escreve mora em um Brasil que desconheço.
      E, serei sincera, não acredito em mudanças.
      Essas atitudes e pensamentos são culturais. Para modificar só começando de novo. Infelizmente…

  14. Renato Fujii
    5 Novembro, 2015 at 15:06 — Responder

    Eu vou para o Japão, esse país está virando comunismo Bolivariano, aqui já era, fui

  15. josé
    5 Novembro, 2015 at 18:05 — Responder

    Amigo, fazer uma materia dessa falando de salario minimo? Salario minimo nao quer dizer nada a nao ser para aposentados e pencionistas. Falar de salario MEDIO e o correto.

  16. carlos
    5 Novembro, 2015 at 18:15 — Responder

    Já fui embora e não volto nunca mais. tenho que passar uma semana no Brasil em março de 2016 e vou forçado!!! Melhor coisa da minha vida foi ter sumido do Brasil. Onde vivo?Canadá.. isso sim é país.

  17. Dihel
    6 Novembro, 2015 at 12:55 — Responder

    L.A. uma das cidades mais violentas do mundo?

    A taxa de homicídio lá é de 6,3 para cada 100.000 habitantes! Segundo o Business Insider, João Pessoa/PB está em 4º lugar no ranking das cidades mais violentas do mundo com 79,41! Medellín (onde Pablo Escobar reinou) está em 49º lugar com uma taxa de homicídios de 26,91 para cada 100.000 habitantes. Aí você vem dizer que Los Angeles é uma das mais violentas do mundo. Tome vergonha.

    Fonte: http://www.businessinsider.com/the-50-most-violent-cities-in-the-world-2015-1

  18. Ney Dias Pereira
    6 Novembro, 2015 at 13:01 — Responder

    Tudo isso é verdadeiro, mas temos que lutar para que um dia possamos melhorar. Nos meus 90 anos, Já presenciei dias piores e conseguimos melhorar. Essa recaída tem que passar. Acreditem.

    • Ana Cristina
      27 Janeiro, 2016 at 14:24 — Responder

      Olá Senhor Ney Dias, fiquei tao Feliz de ler as suas Palavras, sao palavras de um Senhor que pode falar , porque já viveu muitas coisas no nosso País, o Senhor é de um tempo em que se acreditava no nosso País, o problema hoje é que tudo veio á tona , e as pessoas nao estao aguentando… o senhor escreveu uma frase muito positiva e é o que eu acredito : Já Presenciei dias piores e conseguimos melhorar. Eu também acredito que podemos melhorar, e vou continuar investindo no Brasil tudo o que eu ganho aqui onde eu moro.

  19. Fernando
    6 Novembro, 2015 at 13:15 — Responder

    Estava bem até mostrar uma versão totalmente viesada e não embasada dos alimentos transgênicos, comparando-os a venenos. Perdeu totalmente a credibilidade.

  20. Chaves, ademar
    6 Novembro, 2015 at 13:35 — Responder

    Morei na Bélgica é voltei p Brasil, agora estou de partida, não tenho mais a intensão de voltar.
    Acabou p mim, preciso viver bem o restante da minha vida, não sou salvador da pátria para morrer por ela.

    • Alex
      6 Novembro, 2015 at 13:52 — Responder

      Sensacional !!! Isso mesmo. Se souber de algo, alguma empresa que empregue Brasileiros agradeço pela atenção. Meu email: alexmoyses@hotmail.com
      Trabalho na área de TI.

      • Eduardo
        7 Novembro, 2015 at 0:20 — Responder

        Australia precisa de profissionais nessa area, veja no site de imigracao deles

  21. George machado
    6 Novembro, 2015 at 13:40 — Responder

    só verdades!!! parabéns pela explanação!

  22. Fabio
    6 Novembro, 2015 at 13:50 — Responder

    Apenas uma sugestão para o Sr. William que postou no dia 05/11… que se filie a um partido político, se candidate a um cargo em qualquer das esferas do Governo e vá então fazer política honesta e idônea no país, pois é o que precisamos. Idéias e iniciativas pra corrigir nossos problemas nascem todos os dias, tenho certeza! Nosso maior problema é a essência, índole e DNA corrompidos… Quero ver o sr. ir até lá tentar impor essas idéias e não voltar com o rabinho entre as pernas ou mesmo até se corromper…

  23. 6 Novembro, 2015 at 14:45 — Responder

    Os países avançados são o que são hoje porque apesar de guerra, da fome e por pior que estivesses nunca desistiram de seus países. Lutaram por ele, e trabalharam duro para construir uma nação próspera. Deveria ser um exemplo para brasileiros que tem essa mania de quererem tudo pronto. De pegar o que está fácil, de se contentar em ser sub. Sub-desenvolvido, sub-cidadão nos países dos outros.

  24. Vagno
    6 Novembro, 2015 at 14:53 — Responder

    Infelizmente nosso pais está em decadência, não sei o que é mais patriotismo. Começamos pelos os “Poderosos” .
    Quando criança via a nossa Bandeira ser honrada, sendo tirada ao a noitecer…
    Hoje vemos militantes se corrompendo, ameaçando a sociedade, mas não o culpo totalmente uma boa parte são de nossa sociedade, por não cobrar de nosso direito e sempre deixar pro proximo fazer. Quando acordamos já ta bem longe, mas ainda tem jeito. Somos BRASILEIROS e não desistimos.
    Ou vamos fazer como uma musica do Raul Seixas:

    A solução pro nosso povo
    Eu vou dá
    Negócio bom assim
    Ninguém nunca viu
    Tá tudo pronto aqui
    É só vim pegar
    A solução é alugar o Brasil!…

    Aluga-se – Raul Seixas.

    • Jorge
      6 Novembro, 2015 at 14:57 — Responder

      Verdade…
      A melhor parte é essa da musica de Raul:

      Os estrangeiros
      Eu sei que eles vão gostar
      Tem o Atlântico
      Tem vista pro mar
      A Amazônia
      É o jardim do quintal
      E o dólar dele
      Paga o nosso mingau…

  25. Romulo
    6 Novembro, 2015 at 15:35 — Responder

    Levantamento pobre em referencias, e mais um paga pau para o exterior. Em nenhum outro pais do mundo se fala tanto mal de sua propria casa como no Brasil. Vc acha que somente o Brasil tem problemas meu caro? Vc acha que morando em outro pais vc nao enfrentara problemas? E as vezes tao piores quanto os que existem no Brasil. Consigo levantar 1000 bons motivos para ficar no pais. A comecar pela nossa fertil terra, pelo povo acolhedor (com excecao de vc e mais os demais que comentam lascando o pau no pais). Eu sinceramente sinto uma tremenda tristeza ao ver que existem pessimos exemplos de brasileiros e que vao pra fora soh pra botar falar mal de sua propria nacao. Pode ir meu chapa, vai e nao volta pq pessoas como vc nao faz a minima falta, talvez vc va fazer a diferenca em uma outra grande nacao, vai se refugiar em outro pais…

    • Lucas
      7 Novembro, 2015 at 12:10 — Responder

      Povo acolhedor de gringo do olho azul com dólar ou euro no bolso, porque Brasileiro dá com uma mão e espera com a outra meu caro! http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2015/08/alesp-apura-xenofobia-e-racismo-em-frases-para-haitianos-no-interior-de-sp.html

    • Ana Cristina
      27 Janeiro, 2016 at 14:40 — Responder

      Voçê disse toda a verdade, eu posso falar de Carteirinha, vivo na Alemanha, e sinceramente é uma verdadeira Ilusao, a Alemanha para mim é um dos lugares mais dificeis de se viver, aqui se paga muito caro para viver, a nao ser que vc seja um Refugiado, pois eles ganham tudo aqui, agora já uma pessoa como eu que nao vem de País de Guerra, paga por tudo.E tem sim muitos problemas aqui, nao é um Mar de Rosas nao, mas minha situaçao é diferente, pois vim Estudar a Língua conheci uma Pessoa depois de um tempo me Casei, por isso ainda moro aqui, mas já estamos comprando a nossa Casa no Brasil, e e claro se for para pagar Caro pago em Casa no meu País, e tem mais , aqui quem vem falar mal do Brasil pra mim eu corto logo a conversa, eu amo o meu País, pois como todos sabem , nenhum País poderoso era o que é hoje, eles tinha os mesmos problemas do Brasil , se nao piores, agora é que sao um pouco melhores, mas eles tem e 1000, 2000 mil anos é nós temos apenas 516 anos.E eles continuam sim com seus problemas internos sim, só que agora menos piores.

  26. Jhonatan
    6 Novembro, 2015 at 15:36 — Responder

    Já ouviu falar sobre o voto? Se entendessemos que os líderes só estão lá pra nos roubar esses nove motivos não existiriam mais. ENTENDA ISSO! PARE DE VOTAR!

  27. geisa
    6 Novembro, 2015 at 16:46 — Responder

    Nasci no Rio de Janeiro há 63 anos, já passei por muitas mudanças no Brasil mas nunca vi menor infrator com tantos privilégios, tanta pornografia na TV , nunca tantos escândalos sem punição à altura, nunca tanta imoralidade, tanta morte cruel de crianças, tanta injustiça social, desrespeito às autoridades, professores ( absurdo!!), país, idosos…entre outros. Gostaria de ir embora, mas tenho minha mãe de 87 anos que não sai mais de casa, tenho amigos maravilhosos, moro num lugar lindo e um Deus que não me deixa desistir. Continuo orando por um Brasil melhor e porque brasileiro não desiste nunca.

  28. EMERSON SOAVE DA SILVA
    6 Novembro, 2015 at 19:57 — Responder

    a educação aqui é boa ? em SP no sul ?
    em que escola vc estudou ou qual é sua referência p isso ?
    educação falida !!!
    formando o que ?
    acorda gente, estamos acostumados com este Brasil de merda, estamos acomodados e assim achamos aqui um bom lugar.
    estamos a beira do abismo gente !!!
    que novelas são estas mostram o que de bom ?
    VAMOS ACORDAR POVO !!!
    E EU AMO ESTE LUGAR POREM TEMOS QUE SER REALISTAS !!! ESTAMOS AFUNDANDO CADA DIA MAIS !!!

  29. Sandra Fatima Dos Santos Ferreira
    6 Novembro, 2015 at 20:55 — Responder

    Não vou abandonar o meu país, pois sou uma cidadã que procuro cumprir minhas obrigações; quem tem que deixar o Brasil são esses vermes corruptos, travestidos de políticos que existem aqui. A solução dos nossos problemas todos conhecem: Fazer com que as leis sejam verdadeiramente cumpridas, em TODOS os âmbitos da sociedade!

  30. José Luiz
    6 Novembro, 2015 at 22:17 — Responder

    Valdemar Katayama disse uma das coisas mais importantes. Em países sérios não funciona “querer levar vantagem em tudo” . Corrupção , malversacao de dinheiro público e outras mazelas também existem até em países como Noruega, Suíça etc. porém o que não existe é a IMPUNIDADE!!!!!!!

  31. vitor
    6 Novembro, 2015 at 22:48 — Responder

    Acho curioso elencar tudo isso, mas sempre usar países de primeiro mundo como parâmetro. E nem adianta informar que mencionou Moçambique, Colômbia, Argentina e Etc. China, pais em ascensão economica, direitos humanos não são respeitados. Numa pesquisa que eu fiz esses dias, sobre o índice de corrupção Brasil esta no 68 lugar. Ate pais de primeiro mundo esta no top 10, educação é péssima? Culpa do pai! Que deixa a escola educar o filho. Não cobra, não incentiva, não participa. Cobra do filho nota (a base de decoreba, não aprendizado), eu uso dizer que a grade curricular é mal feita. Pais de mais completo em estrutura turística e com imenso potencial no setor, o cidadão conhece Nova Iorque, Paris, Berlim, visita ruínas históricas prlo mundo, mas nao conhece os sítios arqueológicos brasileiros, a maior biodiversidade do mundo passa despercebido, vai ao Mato Grosso do Sul visitar Bonito, mas nem pensa em ir ao Pantanal (roteiro muito procurado por turistas estrangeiros), acha que o Brasil é Samba, futebol e praia? Não faz o mínimo esforço em conhecer seu próprio pais? Não valoriza sua historia, sua cultura. Tem costume de valorizar e adotar a cultura de outros países menos a dele. Isso se reflete no consumo Iphone caro? Não compra! Simples. Mas a necessidade de seguir uma tendência mundial e ostentar um aparelho de primeira linha (que eu duvido que o produto aqui comercializado seja de primeira linha) supera o senso de sua realidade. Compra um Mega aparelho pra tirar selfie, whatsapp e Facebook! ?. Li uma matéria a uns 3 anos atrás que nem tudo é culpa de imposto. Carro fabricado no Brasil, num preço de fabrica em torno de R$ 15.000, aplicando impostos chega a R$ 22.000 ou menos vendido a 40, se financia o valor vai mais alem. Mas como dito, quer ostentar. Meu vizinho tem eu também quero. Na questão pobreza, posso afirmar, Brasil e pobre de cultura. Txto como esses não motivam nem ptezam a realidade

  32. Vitor
    6 Novembro, 2015 at 22:53 — Responder

    (cliquei publicar sem querer)
    Essas matérias não expressam a realidade. Brasil tem um potencial imenso pra crescer, apenas não é trabalhado corretamente por seu próprio povo. Emais fácil tacar pau do que defender o lugar onde se mora. Apresente dados positivos. Aponte onde pode ser trabalhado. Brasil e o povo mais acolhedor do mundo. Se bem explorado cresce e melhora muito. Brinco que, aqui em Curitiba, vem chinês e coreano abre uma pastelaria xingling e com ela paga os estudos dos filhos em colégio particulares caros, moram bem, e tem carros importados. Saber administrar! A cultura aqui e consumir.

  33. Emilio
    7 Novembro, 2015 at 1:18 — Responder

    Já moro fora do Brasil à algum tempo, essa minha decisão não foi covardia como alguns postaram aqui. Se você tem uma oportunidade de morar em um país mais desenvolvidos e levar sua família, porque não ir? O ser humano não vive tantos anos assim, então porque vou perder meus poucos anos de vida, para tentar consertar algo que se tiver conserto será no mínimo 3 gerações para frente? Prefiro dar continuidade nos meus herdeiros em um país mais avançado.

  34. Ferreira
    7 Novembro, 2015 at 4:31 — Responder

    Acho que o grande problema do Brasil é o brasileiro que ora se indigna com o governo que tira o país do mapa da pobreza, faz um trabalho social incrível no norte e nordeste do país e se esquece que governo federal é só a ponta do iceberg(antes que comecem, não, não sou PTista, mas o que é justo é justo! ora se indigna com taxas de homicídios que todos já estamos carecas de saber que temos uma polícia truculenta, que gera mais violência, sendo que o país que iniciou essa guerra já está voltando atrás. Sem contar a desvalorização que o brasileiro se presta, a se inclinar pra todo estrangeiro como se fossem reis. Gente, corrupção, problemas sociais e econômicos vão ter em todo lugar! O que tá acontecendo é que o calo começou a apertar pra uma elite que era acostumada com passados de mão na cabeça. O bicho tá pegando, tá pegando mesmo! Tá todo mundo acordando, o problema é que muita gente achou que ia passar impune nessa indignação seletiva que o país passa, gerada por uma oposição que manipula os maiores meios de comunicação do País(vide por exemplo, o governador do estado de São Paulo(PSDB)impondo sigilo em diversos documentos de órgãos públicos, que em tese necessitam ser transparentes).
    Então, acho que tá na hora de mudar o canal um pouquinho, e aumentar o panorama de visão, e repensar sobre o bom e o ruim do país. Abraços!

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 1:14 — Responder

      …depois dessa declaração político partidária é melhor eu sair mais rápido do Brasil….se ainda sobrar uns troquinhos vê se faz uma churrascada pra comemorar o “êxodo” da classe média branca de olhos azuis…..

  35. Flávia martini
    7 Novembro, 2015 at 6:18 — Responder

    O mundo é imenso ,quem acha o Brasil uma merda tem países maravilhosos para morar : Afeganistão ,Síria (Alepo é um paraíso) ,tem tbm o Iraque e etc.Seria muito bom que vcs fossem passar uma temporada por lá. Amo meu.país,acredito nele .

    • Duarte Martins
      8 Novembro, 2015 at 15:34 — Responder

      como vc e idiota, leia o texto nao li nada, sobre paises em guerra por causa de faccoes religiosas como Afeganistão ,Síria , o texto mostra fala de paises que sao realmente democraticos , ,melhor vc e todos que pensam como vc passarem o restinho de suas vidas sofrendo neste pais de merda que e o Brasil!!

    • Anne
      24 Janeiro, 2016 at 20:08 — Responder

      Adorei Flávia, estou contigo.

  36. Neide
    7 Novembro, 2015 at 7:17 — Responder

    País que perdeu suas caracteristicas por tantas invasões e miscigenações, onde tem todas as raças menos a nativa. País que acolhe, cuida, zela e nada recebe em troca, hoje seus habitantes natural se deparam com notícias desse gênero para convidá-los à se retirarem, sabemos que nada é por acaso e sim premeditado. Apenas ignoram que o país está dentro de um globo universal, onde quem mora é a vida com tudo que tem direito sem violações, onde a imensidão comportaria todos, pelo trabalho, respeito e a certeza que nada é de ninguem e tudo é de todos!

  37. Neide
    7 Novembro, 2015 at 7:37 — Responder

    A mídia se empenha em colocar o pais pra baixo, logo sabemos que dominadores internacionais se apoderam inescrupulosamente, onde a falta de patriotismos latente é descarada e o jargão do gerson cai como luva, jogam a culpa neste povo que é simplesmente, M A R A V I L H O S O, quem vem de fora é visita, tem que voltar, sem levar nada, se ficar, adaptem-se. aceite e respeite!

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 1:07 — Responder

      …é verdade…da forma que estamos vivendo adaptem-se, aceitem e respeitem que vos ordenas……exatamente por isso que não queremos mais viver em um antro de bandidos…porque não aceitamos, e pessoas como você e a esmagadora maioria dos brasileiros apoiam a bandidagem descarada….impossível lutar contra a maioria, mesmo que ele esteja errada, completamente doutrinada, seguindo cegamente o que de forma claríssima esta errado….então antes de nos criticar por não sermos iguais a vocês procurem um site que mostre os 9 motivos para se continuar sendo esfolado no Brasil….é mais certo para vocês, estão no site errado….

  38. RUBENS
    7 Novembro, 2015 at 9:00 — Responder

    Quero viver a vida e não viver correndo dela. Dizem: A FELICIDADE É FAZER O QUE VOCÊ GOSTA, se voce deixa de fazer aquilo que gosta por um obstaculo ou motivo, voce sera infeliz, o certo seria voce vencer esses obstaculos e fazer o que gosta. As pesssoas que saem ou que querem sair do Brasil, dizem: Amo o Brasil, mais a corrupçao, a violência, etc, então na verdade a sua vontadade é ficar no Brasil, voce gosta do Brasil, mais devido as dificuldades e obstaculos, voce deixar de morar no Brasil, deixa de fazer o que gosta por algum motivo, a pessoa fica infeliz, passa a racionalizar dizendo o porque da sua decisão para as outras pessoas, quando voce toma alguma decisão por algum motivo, significa que voce não esta tomando a decisão pela sua vontade. SE VOCÊ QUER MORAR FORA DO BRASIL, VÁ, MAIS PORQUE SIMPLESMENTE VOCÊ QUER PELA SUA VONTADE DE IR E NÃO PORQUE ALGUM MOTIVO ESTA TE OBRIGANDO A IR. PARA QUEM ACREDITA EM DEUS, ELE OU VOCE ESCOLHERERAM O BRASIL PARA VOCE NASCER, CRESCER E MORRER, SE FOSSE PARA VOCE MORRAR EM OUTRO PAIS, VOCE TERIA NASCIDO LÁ, CLARO LIVRE ESCOLHA.
    MORO 24 ANOS NO JAPÃO, QUE É VISTO COMO MELHOR LUGAR DO MUNDO, MENOS PARA AQUELES QUE FAZEM PARTE DO ALTO INDICE DE SUICIDIO, COMO QUE NUM LUGAR AONDE TUDO FUNCIONA MILHARES SE SUICIDAM ??, EU SEI, VOCE NÃO SABE ? SAI DO BRASIL E VAI VIVER EM OUTRO PAIS, QUEM VOCE NÃO PRECISE PASSAR 24 ANOS PARA DESCOBRIR ISSO.
    A vítima põe a culpa na economia, no governo, na bolsa de valores, nos seus corretores, no ramo de negócio em que atua, no patrão, nos empregados, no gerente, nos diretores da empresa. no serviço de atendimento ao cliente, no departamento de entregas. no marido ou na sua mulher, no sócio, em Deus e, é claro, nos pais. A culpa é sempre de outra pessoa ou de outra coisa. O problema é invariavelmente alguém ou alguma coisa, nunca ela própria.

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 1:02 — Responder

      …você está de brincadeira?…mora no Japão e quer que agente se F. aqui neste inferno?…kkkkkk….que grande exemplo,hein?…kkkkk….

  39. Henrique Korff
    7 Novembro, 2015 at 9:24 — Responder

    Eu tive o azar de nascer nessa terra cleptocrata e à 40 anos sou torturado, lesado e explorado nesse lugar infernal. Infelizmente não tive oportunidade de ir embora e morrerei nessa colônia de exploração.

  40. Norma
    7 Novembro, 2015 at 10:15 — Responder

    O povo brasileiro, merecia ser estudado, porque mesmo com tanto sofrimento, e descaso, continua feliz e indiferente com a situação.

  41. Geysa
    7 Novembro, 2015 at 12:19 — Responder

    Na parte que falaram de alimentos tenho que discordar de um
    Comentário que diz que o Brasil segue o exemplo americano. No USA tem muito consumo de açúcar, farinha, gordura e se come muito. Mas agrotóxico não. Toda fruta e legume bom,bem cultivado é exportado para cá. Moro na Flórida e o controle de química na lavoura e o que se importa é enorme. Inclusive técnicos americanos param embarque de produtos estrangeiros sempre caso haja qualquer desconfiança. A Europa não possui este rigor todo… Ou seja, produção boa vem pra cá, a ruim fica.

    • Lilianne
      27 Janeiro, 2016 at 5:29 — Responder

      Eh ai que voce se engana Geysa. A Montsanto, maior fabricante de pesticidas e produtos geneticamente modificados eh americana. Nos EUA os produtos nao sao obrigados a terem uma identificacao GM, enquanto na Franca onde moro produtos GM sao proibidos. Como voce sabe que ha mais rigor nos EUA que na Europa, trabalha na area? Vai achando que as frutas e legumes nos EUA sao livre de agrotoxico…

  42. 7 Novembro, 2015 at 12:54 — Responder

    Comentário : os motivos são incontestáveis em seus fundamentos! Mas, o mais importante não são os detalhes de cada um dos itens e sim o DES – GOVERNO ATUAL ! Inerte, em estado de pré-coma! O desmanche do país é cada vez mais acelerado e a corrupção , a desfaçatez , a falta de caráter dos políticos que estão desfrutando dessa canhestra situação é inadmissível ! Estamos num bêco sem saída ! Sem uma liderança confiável que comande a tão desejada ressucitação , pelo menos com um viés de esperança a médio prazo ! Só o DR. INESPERADO ” DE ALMEIDA” para nos SALVAR dessa ! VIVA O PT ! VIVA OS IDEÓLOGOS DO PARTIDO ! VIVA OS APÁTRIDAS QUE SE APODERARAM DESSA NAÇÃO ! Somos os responsáveis pelo futuro das próximas gerações !

  43. vera
    7 Novembro, 2015 at 13:00 — Responder

    Uma Pena e uma perca de tempo colocar informacoes como essa. Podemos mudar e a mudanca comeca em cada um. John F Kennedy disse”nao pergunte o que seu Pais faz para voce e sim o que voce pode fazer por seu PAIS. Agorde Brasileiro podemos mudar fazendo o melhor que podemos e nao reclamando. Isso é entrar no papel de vitimas papel de fracos. PODEMOS MUDAR a MUDANCA COMECA NA CABECA DE CADA UM… todos podemos,,,,,

  44. Robson
    7 Novembro, 2015 at 14:02 — Responder

    A respeito dos alimentos GM , podem não ser 100% seguros no momento mas há muita pesquisa envolvida para melhora-los, agora bani-los, não será possível com uma crescente população mundial e áreas cultiváveis diminuindo o desafio mundial é aumentar a produção de alimentos, uma vez que o alimento já está escasso em algumas regiões do mundo, é claro que não vemos isso pois em nossas mesas o alimento ainda farto, mas até quando? Ninguém quer que faltem alimentos em suas mesas porém não vêem que muitas pessoas ao redor do mundo não tem o que comer.
    Deixar de produzir alimentos GM diminuirá a quantidade de alimentos produzidos no mundo levando a fome além. Não gosto de alimentos GMs, mas também não quero ver milhares de pessoas ao redor do mundo sem ter o que comer, é um risco, porém necessário…vale a pena refletir a respeito…

  45. ale
    7 Novembro, 2015 at 14:05 — Responder

    CABEZAS SE DE BRASIL ,SI QUEDAN MAS DIPLOMADOS ,se queda mafia en el poder politico,economico,poder constirucional

  46. Romulo
    7 Novembro, 2015 at 14:34 — Responder

    Acho que para quem quer sair de um país não precisa de motivos. Há milhões de europeus e norte americanos vivendo fora de seus países. Mas apenas o brasileiro detona seu próprio país para dar uma desculpa para sair. O Brasil é uma país com muitos defeitos (alguns deles eu não incluiria nessa lista, como educação, que mesmo nos países ricos é precária), mas seu maior defeito é a falta de consciência histórica, herança, claro, de Portugal. Mas também de quem comanda esse país, que ganha milhões aqui para gastar no exterior.

  47. henrique
    7 Novembro, 2015 at 14:44 — Responder

    Tem uns comentarios aqui que eu queria viver no pais que eles vivem !

  48. Eduardo Mariano
    7 Novembro, 2015 at 16:00 — Responder

    A solução que vejo é TODOS nós incluirmos Deus em nossas vidas. Mas não religiosamente falando sabe, ou seja, só pra um desencargo de mente, mas, de verdade como estilo de vida e regra para TUDO que for fazer, isto é necessário porque a natureza humana sem Deus é uma desgraça e por consequência acaba por desgraçar tudo ao seu redor e até um país inteiro. A forma como nos comportamos nas simples atividades do dia a dia revela quem de fato nós somos, é simples, olhe com sinceridade para dentro de você e responda sobre sua honestidade, caráter e senso de justiça, se você for verdadeiro com você mesmo irá notar o quanto ainda precisa melhorar e ensinar a geração que está vindo a ser diferente também. Assim eu seria um melhor político, um melhor policial, melhor vendedor, médico, advogado ou em QUALQUER coisa que for fazer, até mesmo quando absolutamente NINGUÉM estiver me vendo. Mas no fundo sabemos que de um olhar não podemos escapar. Forte abraço e vamos iniciar essa trajetória em busca de sermos pessoas honestas e de um caráter invejável.

  49. 7 Novembro, 2015 at 17:11 — Responder

    Esse país realmente é uma vergonha. Quando penso nessas coisas me causa revolta.

    Um país que tinha tudo para ser um exemplo e uma potência não é nada disso e sim o contrário principalmente por causa dessa maldita corrupção.

  50. Gilmar Iendrick
    7 Novembro, 2015 at 22:26 — Responder

    Eu tenho 63 anos e sempre fui patriota até o pescoço, acontece que a minha pátria não é recíproca com seus cidadãos, então refleti: se somos filhos de Deus e Deus nos colocou neste mundo, em qualquer lugar poderá ser o meu lugar, passei a pensar que não temos raízes como as plantas, temos pernas, nossas raízes são apenas afetivas e culturais, moro no Rio de Janeiro e sempre vi vários bandos de aves passando pelo litoral em determinados períodos do ano, até descobrir que são aves migratórias que atravessam do hemisfério norte para o hemisfério e vice-versa. Estou pensando nisso, mas são necessárias várias etapas, só discordo de uma coisa, porque só os países de língua portuguesa ?

    • Jaliff
      21 Janeiro, 2016 at 19:51 — Responder

      Meus parabéns, Gilmar. Em uma idade em que a maioria há muito já deixou de questionar seus conceitos e convicções (se é que em alguma idade o fizeram), você dá o exemplo de que, se algo lhe parece absurdo, nunca é tarde para questionar.
      Fronteiras políticas são arbitrárias e impostas pelo homem, nós nascemos na Terra e somos cidadãos dela. Lutemos para eliminar esse mal chamado nacionalismo, que só divide a humanidade: faz com que se despreze o irmão humano nascido em lugar diferente, e lhe dá motivos vazios para “se orgulhar” de coisas das quais você não teve participação nenhuma em criar ou melhorar.

  51. Jamerson
    7 Novembro, 2015 at 22:34 — Responder

    O maior problema do Brasil (na minha opinião) é nossa cultura. Nossos políticos são apenas uma amostragem de nossa população, o que significa que o todo é corrupto, veja o motorista que paga para não ser multado, aquele que fura a fila, levar vantagem no troco, são as pessoas que se um dia forem políticos, com toda a certeza serão tão corruptos quanto os atuais. Sinceramente, não creio que um dia nosso país será sério, e também não vou esperar para ver…

    • Marco Santos
      8 Novembro, 2015 at 19:42 — Responder

      Falou bem, Jamerson. Noto vários comentários aqui de pessoas “na defensiva”. Muitos dos que defendem o indefensável nunca moraram em outro país e não descobriram a diferença. Se acostumaram com mediocridade nos nossos, produtos, serviços, infraestrutura, nosso governo e até no nosso comportamento. Infelizmente o que precisa mudar primeira não são nossos políticos mas sim nossa mentalidade. Temos que enfrentar as falácias de uma mentalidade permeada de enganos: os estrangeiros nos exploram, a culpa é dos ricos, tenho direito a serviços gratuitos embora não tenha contribuído nada, sempre se dá um jeitinho, toda solução vem do governo, etc. Enquanto não estivermos dispostos a enxergar que o problema SOMOS NÓS, não haverá solução.

  52. Cido Brasil
    7 Novembro, 2015 at 23:33 — Responder

    A saida sabe qual…? Aeroporto. Londres me espera…

  53. edgard leme
    8 Novembro, 2015 at 0:33 — Responder

    é o autor do texto não está errado, quem for contra, não vive a realidade do país, não importa onde ele vive… o que há de diferente são os comparativos; claro que outros países tem seus problemas, mas comparar com o Brasil é “piada” não tem como. Estamos no fim do túnel e sem luz, só discordo quanto ao sair do país, pq não somos preparados, sair daqui pra ser trabalhador de “qualquercoisa” nada contra, prefiro ficar por aqui, embora se tivesse oportunidade e certeza de bom trabalho, claro que já tinha metido a perna… não vejo futuro e nem solução pra este Brasil que estamos vivendo !!!!

  54. Sarah
    8 Novembro, 2015 at 0:35 — Responder

    O comentário do Andre é otimo: “Tenho casa, carro, mulher, dinheiro 4 armas e muita munição”. É exatamente o que todo mundo precisa no Brasil! Só que devia caber no nosso salário mínimo, não? Kkkkk

  55. Michelle
    8 Novembro, 2015 at 1:04 — Responder

    O pior é que com o dolár e o euro nesse valor, se você for começar a vida em outro país é que não dá, vamos ter que ficar a espera de um milagre, mas não podemos desistir, fugir não é a solução nesse momento

  56. Helena
    8 Novembro, 2015 at 3:14 — Responder

    Então a única solução genial é fugir? Êxodo em massa pra onde? Cara,vc é um individualista e a situação esta de mal a pior em boa parte por pessoas que só pensam no próprio umbigo. pessoas como vc não contribuem em nada para a construção de uma nova perspetiva.

  57. Frederico
    8 Novembro, 2015 at 3:47 — Responder

    Bem, esse assunto rende muita discussão, mas, uma coisa é certa, o Brasil precisa de uma reforma estrutural profunda, para surtir efeitos a longo/médio prazo, abrangendo seu governo, sua administração sua função jurisdicional e legislativa…concomitantemente a tudo isso, buscar estimular e implementar noções de cidadania e política para a população…enfim…o caminho eh longo…mas não intransponível…abç
    .

  58. Pierre
    8 Novembro, 2015 at 12:00 — Responder

    Não se abandona a pátria mãe, sua casa, sua terra, nem metaforicamente. Nós a corrigimos, fazemos dela um lugar melhor. Por isso o título do seu artigo, mesmo que não seja literal, foi infeliz. Eu poderia elencar uma série de motivos para ficar e brigar, da cultura exuberante aos avanços sociais dos últimos anos. Mas há algo que na minha opinião é fundamental, fora do Brasil você será sempre um visitante, um imigrante, por mais tempo que viva fora será sempre o “brasileiro”. Tanto do ponto de vista dos nativos, quanto do seu coração, no fundo, por melhores condições que encontre lá fora o sentimento de não viver na sua terra nunca se aplacará e hora ou outra olhará para cá com saudade e ter fugido não fará da sua pátria um lugar melhor de se visitar eventualmente.

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 3:53 — Responder

      …pátria mãe?…só se for mãe desnaturada!…além disso não existe o esteriótipo do brasileiro , Brasil é cosmopolita…..minha família saiu da Europa para o Brasil, porque eu não posso fazer o contrário?….porque vocês acham feio?….kkkkkkk….não só deixo de me identificar com esse governo, como não posso compactuar com as loucuras do mesmo que esta afundando o pais a olho nu!… infelizmente, se fosse ficar e lutar teria de lutar contra as pessoas que muitas vezes eu gosto, doutrinadas pela mentira da pseudoigualdade tropicalista, que até o presente momento só dividiu o povo (basta ler o que estamos discutindo no site)…..então qual o problema de deixar o povo ser feliz com que ele gosta (péssimo gosto não se discute), e ir atras de coisa melhor….se você não concorda com as regras impostas no Brasil o melhor é sair, porque não vai mudar, o povo tem essa mentalidade…errados somos nós que não atemos mais voz ativa e ficamos brigando com o vizinho a toa….agora se você esta gostando aproveite, curta ao máximo, mas não enche o saco em um site que se dirige aos que querem ir embora desse inferno……..

  59. 8 Novembro, 2015 at 14:52 — Responder

    A gente luta todo dia para, aos poucos, mudar essa realidade. Mas tem tanta, mais tanta coisa errada, principalmente nas altas esferas do poder, que confesso já ter perdido quase totalmente a esperança…

  60. Sarah
    8 Novembro, 2015 at 18:29 — Responder

    Cara enquanto existirem brasileiros que pensem como você, o nosso pais realmente não vai melhorar. O EUA não e a nação que é hoje porque os américanos ficaram reclamando do seu país e o abandonaram, muito pelo contrário o povo amricano aprendeu a votar e a lutar pelos seus direitis e por sua liberdade . Diferente do brasileiro que nao procura se informar, não entende nada de política, fica defendendo o socialismo e votando sempre nas mesmas bestas corruptas e ainda aceitam uma acusação de formação de quadrilha quando protestam por algo. Para mim a sociedade é uma consciência coletiva e o povo tem o governo que merece ter. Se o povo muda o modo de pensar, consequentemente o governo e o pais tambem mudam. E muito facil ficar reclamando e não fazer nada para as coisas melhorarem.

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 4:14 — Responder

      …você me pareceu uma pessoa com mais discernimento…então use suas células cinzentas e pense que se o povo não quer mudar como pode-se mudar um país?…a grande massa doutrinada não que mudar, eles apoiam esse governo até o fim, inclusive montando um exército irregular, forças revolucionárias, que treinam o mst….é o fim do poço….agora, tantos defendem o Chico Buarque, por exemplo, ele veio , ajudou no treinamento dos “combatentes”(detalhe:que combatem os próprios brasileiros opositores, algo que os mesmos agressores reclamavam na ditadura) e aí o Sr. Chico volta pra França…isso mesmo, o bonitão mora na França, mas fica agitando no Brasil….e o povo em geral não vê problema algum nisso!!!!…é de se espantar…mas é a realidade….então, se a maioria nos vê como “coxinhas”, classe média branca de olhos azuis, etc…não resta muito mais do que ir embora, afinal tenho amigos que estão completamente cegos e doutrinados, muitas vezes agressivos em sua defesa a um idealismo completamente defasado e absurdo…..por isso não é legal questionar quem se sente hostilizado e quer ir embora….aliás, não imaginava que teria tanto alarde assim quando combinávamos pra onde íamos morar, mas esse direito ninguém nos tira….esse não!

  61. 8 Novembro, 2015 at 23:40 — Responder

    Parabéns pelo artigo!

    Só não concordo com a parte em que voce cita que
    “Na prática, isso significa afastar da realidade de muitos, abrir o seu próprio negócio.”

    Pois na internet é possível qualquer pessoa iniciar um empreendimento digital, de maneira gratuita, trabalhando com programas de afiliados por exemplo(eu vivo disso à 3 anos) sem nem mesmo ter de pagar por um domínio para deixar um site no ar, faturar muito e legalizar o negócio futuramente com o MEI (Micro Empreendedorisno individual)

    Abs.

    • 9 Novembro, 2015 at 23:22 — Responder

      Interessante .Fale mais sobre isso e ajude outros brazucas a ficarem por aqui. rs rsrs

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 3:41 — Responder

      ..triste engano…o tal Governão brasileiro já vai aumentar o ICMS que vai bater de frente com o e-commerce tupiniquim….continuem defendendo quem explora o povo…e manda os ricos pra bem longe, junto, obviamente com seus respectivos empregos….e ainda dizem que tem que lutar …contra quem, contra vocês que defendem isso?…prefiro sair do país e deixar que quem inventou e quem apoio ferrenhamente resolva o problema…

  62. Ronei
    8 Novembro, 2015 at 23:43 — Responder

    Aos que moram fora, falem à respeito da sua percepção da xenofobia. Sejam sinceros por favor. Tenho muito interesse em emigrar com minha família, mas não gostaria de me sentir um cidadão de segunda classe em outro país…

  63. Lao
    9 Novembro, 2015 at 1:00 — Responder

    Tem muito comentário de gente que realmente acredita no Brasil. Eu respeito isso, mas os fatos são claros. Não há salvação a curto prazo. Quem quiser realmente criar seus filhos num bom país e ter seus impostos bem empregados, dever ir embora enquanto isso aqui não virar uma Venezuela. Eh muito triste, mas dessa vez conseguiram falir o Brasil…

    • Anne
      24 Janeiro, 2016 at 20:11 — Responder

      Mas para ir embora do Brasil, o primeiro passo é aprender ingles. Que ninguém quer….Portugal está de mal a pior. Quer emigrar, váo para países desenvolvidos.

  64. Camille
    9 Novembro, 2015 at 1:55 — Responder

    Amigo, matéria muito bem escrita, só acho que precisa ter cuidado quando falar de alimentos transgênicos, devido ao fato de não existirem provas sobre seus males e, assim, não poder ser considerados “venenos”. Também vale ressaltar que os Estados Unidos possui cerca de 70% de sua produção agrícola transgênica, fator de relevância na reflexão acerca desse tema. Abraços!

  65. 9 Novembro, 2015 at 1:56 — Responder

    Muito bom, mas fico muito aborrecido que as pessoas querem as consequências mas não as causas, por isso quando brasileiro muda para país de primeiro mundo leva a mentalidade de terceiro e vira eleitor do Lula deles, arruinando o país em que estão.

    Países de 1° mundo não chegaram ao lugar em que estão sem uma ética de resiliência, e ousa até afirmar, uma cultura cristã de cultivo de valores como família, trabalho duro, vida sem vícios etc.. os EUA já passaram por várias fases de miséria e não apelaram à políticas de welfare em nenhuma delas. Sabiam que uma vez no welfare, nunca mais sairiam dessa mentalidade.

    O Brasil tem muita capacidade, mas enquanto o país continuar se sabotando não vai para frente. Vai continuar plantando e colhendo sabugo chamando as pessoas que estão dando o melhor de si para o bem do país, de coxinhas.

    Se você tem algum dinheiro e está lendo essa mensagem, faça um favor ao Brasil, saia em protesto. Nenhum governo de esquerda resiste sem parasitar o dinheiro dos outros. Confie, se você é rico aqui será rico lá também.

    • Humberto Maia
      10 Novembro, 2015 at 19:28 — Responder

      O senhor não conhece sequer a história dos Estados Unidos!

  66. Eduardo
    9 Novembro, 2015 at 3:26 — Responder

    Eu também desconfio de algumas informações deste artigo, mas de uma forma geral, está sim difícil continuar vivendo no Brasil. É simples: aqui você rala e nem sempre (quase nunca) consegue o que quer, lá fora você rala mas tem mais chance de viver bem. É um fato que dispensa argumentos! Todos esses problemas existem realmente no Brasil e são passíveis de serem solucionados, se quisessem, porque acredito que não querem solucionar. Querem uma população ignorante e com uma educação e cultura distorcida, pois assim não têm opinião própria e são mais fáceis de manipular, e por aí vai. Isso me faz concluir algo que é a gota dágua para se pensar em embora daqui: não há esperança em curto prazo! E só para constar, não acho que neste caso sentiria algum remorso por ter deixado minha pátria, pois apesar de ser muito patriota, o bem estar meu e da minha família é o mais importante.

  67. Pedrão do Brasil
    9 Novembro, 2015 at 7:26 — Responder

    Concordo plenamente, mas desistir da luta é demais. Ir para fora do Brasil é como abandonar o barco. Vive lá fora como clandestino, pois não se tem casa e se vive com a cabeça insegura, pois é tratado com latino. Trabalha muito e vive as escondidas.

  68. Sonia
    9 Novembro, 2015 at 11:15 — Responder

    Um lixo, o artigo.

  69. Cesar
    9 Novembro, 2015 at 13:31 — Responder

    O Brasil so ira melhorar com o povo brasileiro. Mas tera de usar o seu careter e nao so olhar o lado mal do BRASIL.

  70. Mano
    9 Novembro, 2015 at 13:51 — Responder

    Boa essa. Sem nexo

  71. Seb
    9 Novembro, 2015 at 14:34 — Responder

    you Brazilians are impossible to understand. I’ve been living in Brazil for the last 5 years, and ever since I came here I started pointing out some of the things mentioned in this list, perhaps with even more detail and with a lot more examples.
    Don’t get me wrong, I still believe that Brazil is a very interesting country to visit… but one thing is to visit a country, another, very different is to LIVE in that country.
    Everybody compares to what they know or what they think they know about a place.
    Everytime I criticize something about this country people hate me for it. I would say that the vast majority of brazilians have a very hard time with accepting criticism.
    Hopefully I’ll be out of this country soon. And what makes all this even more ironic is that the person who shared this on facebook was one of the many that started hating me for saying that I didn’t like living here.

    • Ana Costa
      10 Novembro, 2015 at 23:37 — Responder

      Tem certeza que inglês é sua língua materna? Então porque você constrói frases em português, com palavras em inglês? Te manca sujeito, você nem estrangeiro não é. Vira latice pura. Se um estrangeiro disser é digno de se ouvir.

      • Seb
        11 Novembro, 2015 at 17:14 — Responder

        Well, you can think whatever you want to think. I really don’t give a shit. I speak four (4) languages, and for your information…NO, I’M NOT BRAZILIAN.
        Your country is a cesspool.
        And you are probably fat and tacky.

        • Ana Costa
          11 Novembro, 2015 at 22:29 — Responder

          Que inglês macarrônico! Parabéns!

    • schelson
      15 Fevereiro, 2016 at 16:29 — Responder

      olá Carla concordo plenamente com você, esta coberta de razão, mas com relação aos nossos amigos que comentaram anteriormente, estão certos em alguns pontos mas não tão certo em outros. E mais se este país é tão ruim porque tantos países estão querendo a amazônia brasileira, porque o estados unidos (EUA) já nos primeiros anos escolares ensinam seu alunos que a amazônia é território que pertence a eles, o país com grande potencial, país com grande áreas de terras agricultáveis e muito produtivas, com o pre-sal e sem falara que este é o país que concentra 12% de toda a água doce do mundo. Já param pra pensar poque que se tem guerras? Quem são os financiadores das guerras, quem vendem aramas e porque proíbem os outros países de produzir armas, estes mesmos são capazes de até forjar ataques para promover guerras. É isso que eles querem que o povo deixe o país, lutem e briguem entre si, e um povo sem cultura sem união sem patriotismo, sem educação de qualidade fica mais fácil de ser dominado. Termino concluindo oque vocês estão fazendo para mudar isso? É eu já imaginava, nada!

    • schelson
      15 Fevereiro, 2016 at 16:56 — Responder

      olá Sr. SEB, não sei qual sua nacionalidade mas acredito que de onde você vem as pessoas são orgulhosas por serem deste país, acredito que em seu país não tenha escândalos corrupções como aqui no Brasil. O povo de seu país deve ser patriota muito diferente dos brasileiros, onde a informação é todas destorcida e manipulada pelos meios de comunicação, e a população não tem conhecimento algum sobre as questões mais criticas enfrentadas pelo país, as pessoas não tem opinião nenhuma e são facilmente manipuladas e convencidas. Sem falar nas pessoas das quais o Sr. se refere em seu comentário que ficam tentado manipular dados e tentando mais chamar a atenção do que realmente fazer alguma coisa para o país. Se não fossemos tão liberais com os estrangeiros, que tal se o Brasil fosse igual a França, ou a outro país que só permite a entrada de estrangeiros que venham a contribuir com o país e não se apropriar de nossas riquezas, ou se tratassem estrangeiros como os brasileiros são tratados em cada país.

  72. Eduardo
    9 Novembro, 2015 at 15:36 — Responder

    PEDRÃO, li seu comentário, entendo seu ponto de vista, mas penso de outra forma. Abandonar o barco nem sempre é ruim, as vezes é necessário. Analise comigo: você está num barco, em que tudo indica que irá afundar, e não há muita esperança, a tendência é só piorar, você sabe que a qualquer momento algo trágico pode acontecer. Já tentaram fazer de tudo para recuperar este barco, o por um momento todos acharam que ia dar certo, mas não deu, continuou do mesmo jeito, a mesma frustração, o mesmo temor. O que você vai fazer? Ficar olhando e esperando o pior, ou vai tomar uma atitude e procurar um barco vizinho onde você estará mais seguro? Pensar em um ato heróico é difícil, porque já tentaram, e qualquer tentativa é quase inútil. Daí você chega à conclusão que este barco não está afundando por acaso, e sim porque o capitão colocou suas ambições acima de tudo, colocando todos em risco , ou seja, a tripulação em geral está sendo manipulada. Este barco é o Brasil caro amigo, e não precisa dizer quem é o capitão e a tripulação não é mesmo? Outra coisa, conheço brasileiros que foram morar fora e se deram muito bem, e cada vez que falam como é lá, só dá vontade ir, lógico que alguns tiveram problemas, é um risco que não vai fazer muita diferença já que o risco maior está aqui.

  73. 9 Novembro, 2015 at 21:56 — Responder

    Segundo muitas Constituições por aí, “somos livres” para escolher o que é melhor para nós.
    Chegar ao mundo em condições desprivilegiadas é realidade de muitos brazucas, mas também é verdade que cada um pode escolher o seu próprio destino, segundo o seu livre arbítrio.
    Cada um tem um potencial pessoal, uma capacitação e infinitas possibilidades . Não podemos ficar só reclamando, de braços cruzados sem fazer nada para mudar os fatos.
    Se fizerem um senso de quantos brasileiros tem um celular, smartphone ou outro objeto de acesso á mídias, verão que está muito acima da média o nº de pessoas que podem optar por estudar e ter informação.
    A responsabilidade de educar, para além da família e dos governos, também pode partir de cada um.Escolher o que é melhor para si é direito de todos. Mas nem todos aprenderam a fazer escolhas e é muito cômodo deixar que os outros escolham por nós, daí a atual situação crítica em nosso país.
    A “Lei do Gérson” norteia as práticas politicas e cotidianas e os interesses públicos são banalizados.
    Não se fomenta educação e cultura , não se reflete sobre o impacto da falta disso em nossas vidas.Talvez essa alienação seja um trauma dos “anos de chumbo” – os adultos de nossa geração cresceram sob o crivo da ditadura… quando não existia essa liberdade de comunicação que há hoje em dia. Até hoje não se fala sobre isso, ninguém gosta de comentar.Sim, somos um país politicamente “imaturo”, não sabemos votar e escolher nossos representantes , mas não significa que isso não possa mudar.
    Sabemos que a realidade muda aos olhos do observador, somos co-criadores e podemos criar e transformar realidades em qualquer nível: micro, pessoal e macro.
    Podemos aprender com nossos erros e permitir que a transformação ocorra em nossas vidas, em nossa família e em nosso país.
    Responsabilizar o status quo político não muda nada. Fomentar o derrotismo e o vitimismo também não. Temos de ser a diferença que queremos ver ao nosso redor.
    Se todos os críticos e insatisfeitos quiserem “pedir para sair”, quem ficará para fazer acontecer a mudança?
    Aqueles que se vão saibam que a última ligação de alguém á sua pátria é o idioma,a língua pátria. Jamais a esquecerão,levarão-na consigo.
    Amo o Brasil e não o troco por outro lugar. Tá dito!

  74. Rebecca
    9 Novembro, 2015 at 22:32 — Responder

    Prove que alimentos transgênicos são um “veneno” e ganharás um nobel.

    Att

  75. 9 Novembro, 2015 at 23:45 — Responder

    O que mais doeu foi quando o texto falou em analfabeto funcional, um fiasco quase na totalidade o texto…(: (:

  76. Sonia
    10 Novembro, 2015 at 0:21 — Responder

    Tenho parentes e amigos em alguns países que conheço bem, mas digo quem não gosta vai embora, é melhor, pq cruz credo manter esse tipo de gente fura olho aqui …. mas é bom ir e ficar lá mesmo, seja lá onde for, pq reclamar e nunca ter mexido uma palha p/ mudar alguma coisa não adianta .
    O que estraga aqui, é que tem uma classe que qdo tá na boa, só existem eles, e pensam que estão vivendo num país ficticio, e que não existe gente pobre, não existe periferia, pobreza, nada …só eles em seus mundos encantados americanizado .
    Todo mundo sempre percebeu que essa politica que comanda a economia,sempre foi escravocrata, mas ninguem faz nada,p/ mudar esse sistema de governo , vota e vota errado e de qq jeito,….e mantém aqueles urubus psicopatas que enriquecem e morrem lá no poder ….E esses somos nós ?…Brasileiros, seja lá onde for, é assim que somos chamados ….Brasileiros , e temos sim obrigação de fazer o possível p/ mudar isso aqui como qualquer habitante decente de outro país faz … por pior que seja ainda temos um país, e com muita coisa boa, apesar dessa escuridão que estamos atravessando ….mas muitos nem isso tem . Sair daqui, dar um tempo, tentar fazer uma grana, é uma coisa, mas esculhambar com a terra onde nasceu , mostra que nenhum lugar será o seu lugar.

  77. Alessandro Costa
    10 Novembro, 2015 at 6:52 — Responder

    Arthur,

    Achei a matéria clara, embasada e esclarecedora. A conclusão perfeita de um país que tem tudo para dar certo, mas com acúmulo de problemas para que realmente vá adiante. Um desses motivos me fez mudar para a Europa e com pesar, daqui ainda vejo pior que dentro dele, claro. Carioca e apaixonado pelo Brasil, estou com você Na luta por estar mudanças.

    Parabéns!
    Alessandro Costa

  78. Oseias
    10 Novembro, 2015 at 13:47 — Responder

    Mesmo com tudo isso eu não deixo esse país por nada!
    Ja tive a oportunidade de viajar por alguns cantos do mundo e todos países tem seus problemas. Deixar o país não ajuda em nada, é como os ratos que abandonam o barco primeiro!
    Infelizmente é um país que começou se dando mal no ano de 1500 com todo o saque e barbárie de colonizadores Europeus e que por conta da sua grandiosidade geográfica e populacional não é tão simples corrigir o que começou errado. Talvez a solução seria voltar no tempo e apagar essa triste historia!

  79. gri lo
    10 Novembro, 2015 at 14:18 — Responder

    Se boa parte destes entreguistas nos deixassem a coisa já melhoraria muito.

    • fgdestro
      7 Dezembro, 2015 at 14:06 — Responder

      …mas porque a sua preocupação conosco?….talvez porque os que estão saindo são os empregadores da grande massa, industrias e mantenedores da economia?…isso prova a mentalidade adquirida de forma doutrinário por grande parte do povo brasileiro…qualquer povo com discernimento tentaria segurar seus investidores…é triste…

  80. Marco Araújo
    10 Novembro, 2015 at 14:41 — Responder

    Arthur, elencou com propriedade dados que muitos não querem enxergar. Um dos nossos maiores problemas: o povo brasileiro em sua maioria. Uns preferem a TV e seus programas fúteis, outros são omissos “funcionais” não participam de nada, da vida pública, dos assuntos que envolvem a comunidade, outros são os que chamo de ETERNOS JULGADORES, loucos para julgar quem se posiciona, patriotas de conveniencia, quando so precisa teclar, mas jamais foram às ruas numa manifestação, jamais fizeram algo para o bem comum. Estes são os piores, pois dão sustentação à atual situação periclitante do nosso país. Enquanto houver essas vozes defendendo o indefensável, continuaremos na mesma merda em que estamos. Defendo sim quem tem coragem de se posicionar, e até de procurar outro país para viver. Afinal somos um país errado; povo pobre; com combustível mais caro do mundo, juros mais caros, carros mais caros e não prestam, corrupção absurda, estudo sofrível (aí vem um iluminado e diz que uma escola em Pernambuco, acho, ganhou prêmio. .afff), tenho funcionários com 2°grau e são semianalfabetos, estradas abandonadas, SP maior cidade do país tem metade da extensão de metrô do que tinha que ter, estações de metrô megalomaníacas, pedagios dos mais caros do mundo, apesar do enorme imposto cobrado para tal (Ipva), pagamos salário para família de presidiários, custo dos políticos e toda maquina pública altíssimos, transporte barato é fluvial ou férreo e investimos no rodoviário, turismo incipiente, apesar das riquezas naturais, etc etc….etc…. difícil dizer o que está bom. O que reflete em nossa qualidade de vida EFETIVAMENTE??? Gostaria de uma resposta SEM FILOSOFAR, SEM IDEALISMO BARATO, SEM CONOTAÇÃO IMATURA. ..aí deixo de ver com bons olhos o arrumar das malas…

  81. Lena
    10 Novembro, 2015 at 16:19 — Responder

    Não aceitaram meu comentário por que eu disse umas boas verdades sobre nosso querido(sqn) Brasil e a minha querida(sqn) cidade e segunda mais violenta do país, Fortaleza!!!!
    E viva a “democracia” brasileira!!!

  82. Humberto Maia
    10 Novembro, 2015 at 19:24 — Responder

    Suas opiniões apenas retratam a hipocrisia das credenciais que apresenta. Se você tivesse realmente as qualidades que apregoa, estes seriam justamente os 9 motivos para não se eximir de suas responsabilidades e, com maturidade, discernimento, competência, compromisso e ética, consigo próprio e com os seus próximos, construir um futuro promissor, com multiculturalidade, mais oportunidades e relações construtivas. Como estamos fazendo todos que aqui permanecemos de cabeça erguida com o destino na mão. Esses que fogem, por evidente complexo de vira-lata, só nos envergonham!

  83. Humberto Maia
    10 Novembro, 2015 at 19:27 — Responder

    Em tempo: adoro Portugal! Melhor do que uma temporada em Portugal, só voltar para o Brasil morrendo de saudade.

  84. Eric
    11 Novembro, 2015 at 10:35 — Responder

    1. Concordo plenamente que a violência está crescendo e fora de controle;
    2. Esse índice BigMac é questionável. E dizer que “quase sempre” os produtos e serviços são mais caros que a média mundial é forçar a barra. E boa parte dos preços extremamente altos que temos aqui se deve ao comportamento do brasileiro que aceita, por exemplo, pagar uma fortuna por um carro com padrões de qualidade muito inferior ao de outros países para ostentar que tem o carro que foi recém lançado;
    3. O salário mínimo ainda tem de aumentar e muito para chegar a um nível apenas razoável;
    4. Os bancos investem nas campanhas políticas. Queria o que? Logicamente esse é um retorno para eles;
    5. Corrupção existe no mundo todo, mas aqui é endêmico. E o problema é que o povo brasileiro, em sua maioria, é corrupto. Quem está no poder é apenas um brasileiro que tem maior possibilidade de se “dar bem”, o famoso jeitinho brasileiro;
    6. A educação não pode melhorar para que as pessoas não consigam ter pensamento crítico. É a maneira de os políticos que estão no poder continuarem lá;
    7. Alimentos transgênicos são produzidos no mundo todo, mas tem preço de venda menor. E não foi liberado para que não seja identificado, a legislação sobre transgênicos é rígida no Brasil;
    8. O maior problema nem é a carga tributária. Em outros paíse também é alta, porém aqui não temos retorno dessa grana;
    9. A tendência é piorar? De onde tirou isso? Grandes eventos esportivos não geram tanta renda quanto você acha. Para fazer uma análise dessas é necessário ter mais conhecimento. A tendência é ter uma boa melhora assim que a crise (mundial, se você não sabe) abrandar.

  85. Valmir B.
    11 Novembro, 2015 at 11:40 — Responder

    Povo do meu Brasil, devagar com o andor que o santo é de barro. Vamos valorizar este espaço e respeitar todas as opiniões.Não é pq minha opção seja permanecer no Brasil, pelos motivos expostos abaixo, que tenho o direito de condenar quem pensa diferente. Qdo emito minha opinião ela chega aqui carregada dos meus valores familiares, sociais, psicológicos, culturais, de saúde, emocionais e intelectuais. Sendo assim, é evidente que teremos reações diferentes às variáveis de cada país, tipo : clima, idioma, comportamento, nivel sócio/econômico e cultural, hábito alimentar, relacionamento, mercado de trabalho, religiosidade, apelos turísticos, enfim… enumerem quantos quiserem. O fato é que o desconhecimento dessas variáveis pode ser motivo de decepção pra muita gente. Os valores de uma pessoa solteira podem não servir para os casados, os casados sem filho pensam diferente daqueles com filhos, a opção sexual interfere na opinião aqui emitida… creio que não preciso me alongar para alertar que a tomada de decisões radicais, demanda tranquilidade, pesquisa, avaliações, comparações, até atingir a auto convicção de que ficar ou partir não foi resultado de influências externas passageiras, que poderão lhe render arrependimento, prejuízos e depressões. O Brasil tá mal sim, e não basta uma mudança de lideranças para melhorar. Entramos numa das piores crises que pode sofrer uma familia, uma empresa ou um país, que é a crise existencial, perdemos a identidade, a moral e a capacidade de reagir. A minha esperança não sucumbiu porque nos meus 62 anos de uma vida bem resolvida, ativa e reflexiva, consigo ver além dessa cortina de ilusões. Por pior que sejam os governantes, o Brasil continua grande, bem maior que qq crise, e vamos virar essa página, não falo só com patriotismo e otimismo que me são peculiares, mas com a certeza de quem já conheceu e viveu muitas outras crises. Vamos vencer e eu aguardarei este dia…quem viver verá!

  86. Ubiratan
    11 Novembro, 2015 at 21:52 — Responder

    Concordo. Mas você vive em um país que é exceção, juntamente com alguns outros.
    Quanto a afirmação de que o brasileiro não gosta de estudar, não concordo, e não pretendo listar aqui as razões do porque afirmo isso.
    Não pretendo “fugir” do Brasil, apesar de todos os problemas que temos (sempre tivemos, mas a tendência de aumento dos mesmos se explica pela complexidade da vida “moderna”, pelo embrutecimento do ser humano, sem eximir, é claro, a indiferença das autoridades municipais, estaduais e federais). Enquanto isso, batemos palmas (eu, não!) para os assassinos americanos e seus aliados europeus (com raras exceções), supostamente de uma honestidade inquestionável.
    Fico por aqui, com esperança.
    Seja feliz onde estiver.
    Um abraço.

  87. ROSANA WATANABE
    12 Novembro, 2015 at 1:11 — Responder

    Pura verdade, Diego Pereira. Os jovens precisam enxergar esses 9 motivos !! e Ziguifridi, falou e está falado, concordo com todos os topicos que voce relacionou, mas estes dois me chamou a atenção:
    -Os jovens tem preguiça de ler e estudar.
    -brincam com coisas seria, ou seja como o Tiririca foi parar em Brasilia ?????
    GENTE !!! VOTAR É COISA SERIA !!!

  88. Giovani
    12 Novembro, 2015 at 8:42 — Responder

    A matéria é verídica… Isso é um fato real!! O Brasil está afundando, por mais que tenham pessoas que pensam ao contrário.

  89. Luis Felipe Medeiros
    12 Novembro, 2015 at 18:23 — Responder

    Uma tristeza… um país que teria tudo para tornar-se um lugar especial pois a natureza aqui é pródiga… mas não, em quase todos os índices do que não presta nosso Brasil é campeão. Eu já entreguei os pontos, nosso país jamais terá um futuro digno e próspero, pois o nosso povo não deseja isso, não de verdade. Nosso povo sonha com um futuro melhor, mas prefere esperar por um milagre, que as conquistas caiam do céu… seremos eternamente o país do futuro que nunca chega, o eterno país subdesenvolvido. Espero não estar mais aqui para ver a decadência total e plena.

  90. Gilberto
    13 Novembro, 2015 at 0:19 — Responder

    O item 7 é ridiculo, pois em QUALQUER lugar do mundo o envenenamento da comida esta acontecendo, não é apenas aqui.

  91. Carol
    13 Novembro, 2015 at 0:47 — Responder

    Esqueceu de dizer que a saúde pública é deplorável e a privada é um roubo. Tb que o transporte público é indecente (e c número alarmante de estupros no metrô!!!). O transito é um dos piores do mundo além do índice de poluição escandalizante. Tb que o país está destruindo com a maior floresta do mundo e já destruiu c as demais menores do território, como a Mata Atlântica. Tb não preserva a fauna e flora e muito menos cuida do lixo e da água! Água!!! o país c o maior bacia hidrográfica do mundo não tem água potável p beber. Ah claro, esgotos p todo lado… crianças passando fome e a maior frota de helicopteros do mundo no mesmo país. Tb esqueceu de citar a situação das estradas caóticas e/ou inexistentes em todo a região norte! Turismo? Mais barato ir p Disney do que p Beach Park! Preconceito e discriminações p todo lado inclusive rivalidades entre estados e cidades o que regionaliza de forma ridícula…índios sendo varridos do território como se fossem intrusos, oi?? não há respeito entre as pessoas, todo mundo acha que tem razão, acabou o bom senso! é, são muito mais q 50 motivos p mudar do Brasil!! E sim, vai piorar, inflação voltou boniiiiita, repaginada e atualizada na melhor versão “salve-se quem puder”!! Foi o que eu fiz, tô longe…

  92. 13 Novembro, 2015 at 9:37 — Responder

    Otimo artigo …o prieiro passo e saber a verdade.
    Estou de acordo com tudo ,experimentei eu mesma cada um dos 9 items do artigo. Tive que fazer uma prova importante e tinha que estudar e percebi que nao sabia estudar ,chorei e sofri muito…lembrava de uma.amiga alema q tinha sido educada para estudar vi a enorme diferença entre ela e eu. Reconheci imediatamente que nao sabia estudar pq sou brasileira,eu vi que ela tinha tecnicas que no brasil nem sabemos que existe… decidi comparar o ensino na Italia (Florencia )com o meu (interior de Sao Paulo). Devo precisar que eu na escola fui uma otima aluna ,eu estudava matematica em casa ate sozinha e tinha uma grande capacidade de entender tudo ,ia mal só em portugues,mas eu falo 4 linguas. Vi q a diferença é um abismo…uma crinça de escola publica estuda coisas super dificeis ,estudam como estudar ,estudam latim nas aulas de matematica…fiquei de boca aberta e pensei:ahhh por isso q eu nao sei as coisas…estudei no Brasil…nao tinha nada disso !
    Tenho certeza de uma coisa..a mentalidade do povo brasileiro precisa mudar só assim as pessoas vão abrir is olhos e sair da frente da tv e lutar…precisa educacao…informação.

  93. Fabio Passos
    13 Novembro, 2015 at 10:02 — Responder

    Sou realista mas otimista. Aos covardes… Já vão tarde! É fácil criticar e fazer nada para mudar. Conheco varios lugares no mundo e posso dizer que apesar dos pesares Brasil é maravilhoso e não troco por nada, faço questão de ficar e tentar fazer a diferença e não correr do problema que também é meu. Sugiro que vão para a Síria, Grécia, Iraque, Argentina, Gabão, India, etc… Parem de mimimi ou então vão logo. #FicaADica

  94. Demetrius Vasconcelos
    13 Novembro, 2015 at 20:50 — Responder

    Brasileiro de verdade luta bravamente, e acreditamos em nossa pátria, nosso lar. É melhor morrer lutando que viver fugindo.

  95. 14 Novembro, 2015 at 17:36 — Responder

    toda e qualquer mudança começa por nos mesmos.
    E NUNCA E TARDE PRA MUDAR.

  96. Mirian
    14 Novembro, 2015 at 20:52 — Responder

    Fala sério… quem deveria ler esse texto são os turistas loucos de medo querendo voltar para casa e não conseguem porque a França está com as fronteiras fechadas.

  97. cris
    25 Novembro, 2015 at 6:50 — Responder

    artigo de coxinha ! PODEM IR EMBORA VÃO LAVAR PRIVADA DOS AMERICANOS E EUROPEUS PRIVADA CHEIA DE COCO!

    • fgdestro
      8 Dezembro, 2015 at 1:20 — Responder

      …é…só que eu comprei um imóvel fora e não sei lavar privada, nem no Brasil….agora quando você estiver desempregada talvez consigamos alguma coisa semelhante nas gringas…..sem inveja…mas sou “coxinha”….

  98. Claudia
    30 Novembro, 2015 at 12:03 — Responder

    Esta CRIS, é mesmo preconceituosa… deve ser “daquelas tipas” que lêem só manchete, como todo brasileiro – principalmente os de esquerda. Não é todo brasileiro que vai para europa ou America do Norte limpar cocô, só os que tem preguiça de estudar ou os esquerdopatas, como você, doninha! Os que tem “meio dedo de testa” vão embora porque estão de saco cheio de tanta malandragem, de ver que a vida é possível e por causa do “povinho” e dos governantes corruptos deste país, fica impossível a vida neste antro de gente burra que vota em mimimis!
    Quem defende este país é porque nunca morou fora. Se morou, e continua defendendo, é porque merece estar aqui mesmo!

  99. Luis
    7 Dezembro, 2015 at 13:03 — Responder

    A grande prova de que essa zorra chamada Brasil jamais vai melhorar são os comentários deixados aqui por “defensores” do país . Nenhum deles rebate as constatações deprimentes do articulista, QUE TODOS SABEM SEREM VERDADEIRAS. Preferem utilizar a falácia lógica “ad hominem”, tão a gosto dos que não têm argumentos, de atacar a pessoa que escreve ou o site que as publica e não as declarações dadas. Um estrangeiro disse certa vez na TV que a característica marcante dos brasileiros é que “eles se ofendem com a verdade”. Corretíssimo. Nenhum dos “defensores” deu sua opinião sobre algum dos 9 motivos do artigo ou os adicionais relatados pelos comentaristas. Como calaram-se a respeito, deduzimos que consentem com eles. Vcs estão satisfeitos em pagar a mais alta carga tributária do mundo, e ver o dinheiro sendo roubado pelos corruptos? Em trabalhar seis meses para um governo larápio? Estão satisfeitos com a criminalidade? Vão esperar que algum parente morra para acordar? Concordam com as centenas de outras mazelas desse país bananeiro? Vcs têm a mentalidade tacanha; se ofendem com a verdade; são analfabetos funcionais, acreditam que sabem tudo, quando todo o seu conhecimento se origina da propaganda da TV; acham que são os melhores do mundo, quando apenas são usuários de tecnologia estrangeira, uns meros apertadores de botão; são guiados pelo emocional deixando de lado a razão; desprezam os fatos verdadeiros quando eles vão de encontro às suas crenças, enfim, são uma das causas do porquê o país não tem jeito. Descobrir que as condições do país são as piores do mundo deveria gerar em vcs um sentimento de trabalho para tentar resolvê-las, depois de aceitarem a verdade. Tentar diminuir o impacto dessa verdade em nome de um patriotismo capenga ou crenças fanáticas sem fundamento, somente piora a situação de um lugar que foi definido de forma admirável por Regina Casé (uma líder de vcs): “somos um país festeiro”. Reconheçamos, façamos um mea culpa: a terra, o local geográfico é realmente o melhor do mundo. Inversamente proporcional ao povo que aqui vive.

    • Marcos Valverde
      22 Janeiro, 2016 at 19:12 — Responder

      Eu rebati. Leia se quiser.

  100. fgdestro
    7 Dezembro, 2015 at 13:41 — Responder

    …na história do mundo diversos povos tiveram foram vitimas de desacordos entre os seus…alguém tem que deixar o pais, afinal esta sendo hostilizado diariamente, inclusive chamado de “coxinha”…o detalhe, e extremamente burro da parte de quem cria tal situação, é de que os tais coxinhas são s mantenedores de impostos, empresas, industrias e de toda a economia do pais…burro quem pensa que combatendo os ricos estara bem, com um governo que no máximo lhe dara uma bolsa familia de fome…ir contra os mantenedores da economia é a maior estupidez do brasileiro…por isso acredito que devamos sair do pais, sem nenhum remorso, afinal quem constrói aqui também constrói lá….agora quem vive às custas de outrem vai ter que aprender a se virar sozinho….o brasileiro que tiver o mínimo de discernimento vai entender o que digo….

  101. fgdestro
    7 Dezembro, 2015 at 13:54 — Responder

    …Demetrius, não é fugir, senão os nordestinos que vem para Sampa também estão fugindo???….é começar uma vida nova, em algum lugar onde você tem o mínimo para subsistência, começando pelo respeito democrático, de poder expor suas opiniões sem ser taxado como coxinha…..que aliás até nisso é demostrada a total ignorância do povo, coxinha é sinônimo de um indivíduo correto, decente….gostei do apelido…
    …agora quem ficar vai ter de superar uma crise esmagadora, pois muitas, muitas empresas ja estão inclusive produzindo no Paraguay onde até a energia elétrica e de longe mais barata do que aqui…é questão de sobrevivência….lutar por nada é burrice, quando se sabe que demoraríamos mais 5 séculos lutando para resgatar os valores perdidos….Brasil tem de se preparar para ser um Haiti da vida, com criminalidade absurda e sem estrutura…basta ver a que ponto chegamos no que se refere aos serviços primários necessários para sobrevivência….é alarmante e na minha opinião sem volta, afinal a questão maior é a mentalidade formada pela esmagadora maioria do povo, e isso é irremediável a curto e médio prazo….não quero filho meu sofrendo por conta de uma falsa ideologia de que temos de morrer peala pátria que nos esfola diariamente…eu não….agora se quiserem dizer que estamos fugindo, fazer um churras para comemorar e bla,bla ,bla, que não passem vontade…resta saber se vão ter condições de comprar carne pra tanto….

  102. fgdestro
    8 Dezembro, 2015 at 4:20 — Responder
  103. MAGDA
    16 Dezembro, 2015 at 12:46 — Responder

    Por gentileza aqueles que não querem lutar, e que querem encontrar as coisa prontas em outro lugar, que vão embora mesmo, parasitarem em outros países, pois já vão pegar coisa pronta , porque brasileiro não gosta de botar a mão na massa. Os brasileiros que estavam em PT e Espanha por exemplo nesta crise dos últimos tempos pela qual esses países passaram e ainda passam, muitos brasileiros que lá estavam , abandonaram o navio, que nem ratos, a maioria quando viu o bicho pegar , fizeram as malas e não ficaram lá para ajudar a erguer o país. Que país sério e sã consciência vão querer gente tão “oportunistas”em suas terras é o que o imigrante brasileiro de fato é. Não é atoa que brasileiro não é bem vindo em lugar nenhum verdadeiros sangue sugas , que só querem usufruir das conquistas dos outros.Nunca aqui no Brasil mostrou alguma história de brasileiros bem sucedidos em outros países porque será heinnnn? As noticias de imigrantes brasileiros em outros países são as piores possíveis, sempre ligados a bandidagem, prostituição,serviços de baixa qualificação.Até as brasileiras descentes quando vão passear em outros países são constrangidas por causas de umas e outras(brasileiras/os safados) que vão fazer coisa errada em países dos outros,( sem vergonhas).A ultima noticia que mostrou aqui de brasileiro imigrante foram de traficantes sendo executados na indonézia, outro imigrante sendo assassinado por policia australiana por roubar biscoito em super mercados.É só isso que este povo sabe fazer , envergonhar gente do bem. Aparece aqui noticias do tipo o maior número de prostitutas na europa são de origem brasileira. QUE VERGONHA, vocês causam vergonha onde quer que vá,Oportunistas,parasitas,sangue sugas. pelo menos quando sairem de suas terras , procurem emprego descente,e dê pelo menos bons exemplos aís fora .PRONTO FALEI.

  104. Magda
    16 Dezembro, 2015 at 16:21 — Responder

    Coitados destes “EX BRASILEIROS” saem do Brasil , mas o Brasil não sai deles. Acham que porque mudaram de país , são alguma coisa. Onde vocês forem vocês serão apenas , mais um imigrado, ou refugiado um intruso ,um forasteiro em terras estrangeiras querendo usufruir de cOisas que nem lutaram para conStruiR(PARASITAS). As pessoas locais jamais considerarão vocês um deles. Vocês só causam vergonha onde quer que vão, todos os paÍses põe restrições para entrada de brasileiros, porque vocês não sÃO bem vindos em lugar nenhum, nem a turismo, vide noticias de deportações principalmEnte na EUROPA. Vocês são piadas em qualquer lugar do mundo.FUIIIIIIIII

  105. MAGDA
    16 Dezembro, 2015 at 16:43 — Responder

    E digo mais , eu tenho certeza que estes que estão ai no exterior,estão fazendo coisa erradas ou envolvidos em alguma atividade falcatrua (pelo menos são as noticias que temos de vocês aqui), existem aproximadamente uns 5000.000 de brasileiros imigrados, numa população de 203.000.000, vocês não fazem falta nenhuma. Coitados do países para onde vcs escolhem ir, serão contaminados pelo jeitinho brasileiro de ser.Cruzes

    • Marcelo
      12 Janeiro, 2016 at 3:51 — Responder

      Portugal paisinho lixo, ninguem nem sabe onde fica, todo mundo pensa que pertence a Espanha, país que não faz falta ao mundo… existem 900.000 portugueses imigrados no mundo (sendo que 300.000 tão no Brasil) em um país de só 10 milhões, fracasso total.

      • Paulo
        3 Fevereiro, 2016 at 18:21 — Responder

        Nasceste idiota ou tiraste um curso?

  106. Carol
    21 Janeiro, 2016 at 14:46 — Responder

    Queria apenas pedir a todos que criticaram e apontaram o dedo para falar mal de tudo e sobre tudo. Me digam…o que fazem para tornar o país melhor, o que fazem para que exista uma transformação, é tão simples falar mal. Mas a pessoa não levanta o rabo para mover uma pedra, ou se quer faz algo pra ajudar o próximo. Vejo muitos de braços cruzados, pq? Pq somente vão a luta quando a água bate na bunda. Que tal reclamar menos e cooperar mais?????

  107. 22 Janeiro, 2016 at 19:09 — Responder

    Quanta besteira junta. Só escreveu merda.

    1. O Brasil é o maior número de assassinatos no mundo em termos absolutos. Só q este é um dado pouco útil, pois o que interessa mesmo é a lista relativa, e esta mostra que no Brasil se mata menos do que em diversos países, inclusive África do Sul, Colômbia, Bahamas e Porto Rico.
    Honduras mata proporcionalmente mais de 3 vezes. No ranking mundial o Brasil é só o 18º, mas o autor prefere fazer alarmismo.

    2. Se o Índice Big Mac significasse alguma coisa, eu me mudaria pra Venezuela ou Ucrânia, pois lá os Mac’s são os mais baratos do mundo. Pra se ter uma ideia de como este índice é uma bosta, com 50 dólares se compra a mesma quantidade de Big Macs nos Estados Unidos e na Colômbia (11 sandubas), ou ainda o Reino Unido com o Peru (13 sandubas). E ainda termina com incitando o leitor a achar que o Big Mac index é algo q é estático, pois não é mesmo. Cada variação do dólar afeta drasticamente o valor. Hoje o valor do big no Uruguay é maior do que no Brasil.

    O dado que interessa mesmo é o de Paridade de poder de compra per capita. Ou seja, é o “dinheirin” de fato vale em cada bolso brasileiro. Neste quesito nós estamos na média mundial e latino americana. Não somos uma Suíça e nem uma Somália. Não somos um Chile, mas ainda somos melhores do que a Colômbia. Ser o 87º de uma lista que vai até 201º não é algo pra sair correndo pela rua batendo panela.
    Fonte:
    http://www.nationmaster.com/country-info/stats/Economy/GDP/Purchasing-power-parity-per-capita

    3. O custo de aluguel em uma cidade é algo que varia absurdamente conforme diversos fatores. Não se pode estimar nada a respeito de um país com base no aluguel. Os Estados Unidos, por exemplo, tem o maior e o menor valor de aluguel do mundo (na verdade, há pequenos municípios nos States onde sobram casas vazias até hoje). Ok, o Rio de Janeiro é caro pra caramba, mas mesmo assim é mais barato do que TelAviv, Oslo, Dublin… São Paulo é mais barata do que a Cidade do México e Santiago do Chile.
    Fonte:
    http://ceoworld.biz/2015/10/19/top-50-most-expensive-cities-in-the-world-to-rent-an-apartment-2015-report
    a.

  108. Marcos Valverde
    22 Janeiro, 2016 at 19:10 — Responder

    4. Ok, no Brasil as taxas de juros são absurdas. Mas na Argentina são ainda piores (quase o dobro). E ainda tem mais, há 17 países que possuem taxas mais altas.

    5. Com relação à corrupção, ok no Brasil há muita mesmo, mas ainda está longe de ser o pior. Um dos mais conceituados índices é o Corruption Perception da Transparência Internacional e neste ranking o Brasil(69º) aparece melhor do que países como a Itália, Romênia, Grécia e Bulgária. Já a Argentina só aparece em 107º e o México em 103º. Quem conhece a corrupção de Angola sabe do que falo…

    OBS: O “jornalista” não tem fonte alguma que permita afirmar que o Brasil é a casa dos maiores escândalos de corrupção do mundo. Pra se ter uma ideia, o pior escândalo da história brasileira pode ter sido o da Petrobrás, mas mesmo assim ele não supera diversos outros escândalos como o do Bernie Madoff, Parmalat, etc.

    6. Com relação a educação. O autor usa dados absolutos, quando deveria usar dados relativos. Fora isto, o autor leva a crer q a educação no Brasil é uma das piores do mundo com base no The Learning Curve 2014. De fato, o índice aponta isto, o problema é que este índex só aponta as 40 maiores economias da OCDE! Este ano superamos o México. E tem mais, nós superamos a Argentina, Colômbia e Peru no PISA 2012 (a Argentina só venceu em ciências por 1 ponto). Será mesmo que a Argentina, Colômbia e Peru são tãooo horríveis de se viver? Tem horas q mimimi tem limite!

    7. Quanto aos alimentos, essa dai chega dói! PURA MERDA! A Oxfam (uma ONG inglesa) fez um índice de qualidade de comida levando em consideração diversos fatores. Em termos de qualidade da comida, nós estamos no mesmo patamar do Japão, Irlanda e Israel. E na contagem geral, nós estamos no mesmo nível do Canadá e Coréia do Sul. Na boa, PQ DIABOS TEM TANTOS BRASILEIROS SE ACHANDO O PIOR POVO DO MUNDO???!!!! É sério, estão reclamando até da comida! Nem faz sentido a reclamação, o Brasil é um dos maiores e melhores exportadores de comida do mundo, se os gêneros alimentícios daqui são tão ruins, então pq há tantos países desenvolvidos comprando aqui? Vcs acham q é qualquer país de merda q tem competência logística e industrial pra encher o copo dos americanos com suco de laranja todos os dias e sem haver reclamação? Será q um russo iria pagar e dar aos seus filhos um produto qualquer?

    Ele tb não tem condições de dizer q o Brasil é o país q mais usa agrotóxicos pq a FAOSTAT não tem mais dados sobre o Brasil a este respeito. Há outras referências que indicam q os Estados Unidos é q usam mais agrotóxicos.
    Fonte:
    http://ourworldindata.org/data/food-agriculture/fertilizer-and-pesticides/

    8. O Doing Business do Banco mundial analiza os impostos pagos. Ok, no Brasil os impostos são realmente criminosos, mas a história acaba aqui? Não.

    O Brasil está situado na posição 178º de 189º países, massss a Argentina está em 170º, a Venezuela em 188º e a Bolívia em 189º. A América Latina é a região onde mais se gasta horas para se pagar impostos. E pq?

    As razões são simples: ineficiência, pobreza e gasto público elevado. Nos países ricos as pessoas são tão ricas q não enchem o saco do Estado, na África os governos nem tem de onde tirar da população, mas por aqui a história é diferente… As pessoas querem ter assistência social, faculdade grátis, emprego público e uma série de vantagens que diversos países desenvolvidos não dariam tão facilmente.

    fonte: http://www.doingbusiness.org/data/exploretopics/paying-taxes

    OBS: Novamente o artigo falha ao não citar a fonte de alguns dados.

  109. Marcos Valverde
    22 Janeiro, 2016 at 19:11 — Responder

    9. Se a tendência é piorar, pq as projeções do Citibank indicam o Brasil como a 5ª maior economia do mundo? A frente inclusive do Japão.

    Duvidam? Leiam o que diz o Citibank:
    Brazil’s sustainable growth rate of real GDP per capita is estimated by us to be no more than 3.5 percent pa between 2010 and 2050. Its initial level of real per capita GDP, US$10,980 in 2010, puts it in 37th place. The growth rate of productivity we forecast for Brazil is respectable, but does not amount to a LatAm Tiger rate.

    Fonte:
    http://www.willembuiter.com/Citi20.pdf

    Se os neuróticos especialistas do Citibank não preveem um apocalipse no Brasil, pq RAIOS eu deveria confiar em um autor que não tem formação alguma em economia?

    Faça um favor: caia fora ou continue fora, tanto faz. Ah, e avise teus amigos lusitanos a não virem tb, já q o Brasil não serve. Só achei engraçado uma coisa: O sujeito cria uma ONG chamada conexão lusófona, esculhamba o Brasil e noutro artigo recomenda às pessoas a viverem nos Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Austrália… E Portugal não serve?

    Certamente q não deve servir, já que em 2012, o fluxo migratório Brasil-Portugal se inverteu a favor do Brasil (chupa essa!).

    Passar bem pseudo-portuga.

  110. Elaine
    23 Janeiro, 2016 at 17:23 — Responder

    Matéria muito sensacionalista. Como se o resto do mundo fosse um paraíso. Não mesmo!!! Para começar, falando de alimentação, os EUA, tem a pior alimentação do mundo, comida plastificada, tudo deles é artificial, eles não cozinham comida natural como aqui no Brasil, tudo lá leva uma tonelada de conservantes, aromatizantes e todo tipo de aditivos químicos; e vem falar mal da comida brasileira, me poupe!!!
    Arroz e feijão é uma combinação perfeita em termos nutricionais.Eu não vou ficar aqui falando o que tem de ruim em outros países, porque gastaria o dia inteiro. Mas só quero falar que apesar de tudo, temos muita coisa boa neste país, o clima, as paisagens naturais, a liberdade, e muitas coisas.

  111. Mara Donnabella
    24 Janeiro, 2016 at 1:24 — Responder

    Melhor artigo e comentários de todos os tempos, deveria ser amplamente divulgado. Criei meus filhos para irem embora do Brasil desde sempre e um já foi há 10 anos, o outro já está se preparando pra ir também. Um país lindo e riquíssimo nas mãos de oportunistas, pq o povo também é assim, infelizmente. Parabéns por ter perdido seu tempo escrevendo, mas penso que os jovens precisam ler e mudar a mentalidade, sair fora desse país que não oferece nada.

  112. Beth
    24 Janeiro, 2016 at 2:28 — Responder

    Caraca, tudo verdade,
    E o povo já banalizou, acredito em educação e mudar o sistema.Mas tbm tenho vontade de ir embora.

  113. Geraldo dos Anjos
    24 Janeiro, 2016 at 13:43 — Responder

    Prezado Diego,

    Seu artigo é perfeito. Aponta problemas conhecidos de todos nós e apresenta uma solução definitiva.
    Eu já saí do país uma vez, morei fora por dez anos e voltei a 5 acreditando que alguma coisa tinha mudado. Não mudou.
    O único defeito do seu artigo é que ele é direcionado para uma minoria, talvez 5% da população que pode realmente fazer as malas e partir.
    Os outros 95% vão continuar sem esses brasileiros emigrantes, que têm consciência do que está errado, sabem como é bom viver num país onde a cidadania é levada a sério e optam por não fazer nada. Optam por não exigir o mínimo de cidadania. Optam por abandonar os outros 95% que precisam que alguma coisa seja feita.
    Eu espero que você escreva outro artigo direcionado a esses 95% dizendo o que é que nós cidadãos não desistentes devemos fazer para mudar essa situação?
    Para exigirmos nossos direitos.
    Para pagarmos menos impostos.
    Para termos mais e melhores saúde, segurança e educação, como nos países a que se destinarão os futuros cidadãos de outros países.
    Como fazer com a nossa herança e o nosso futuro para que aprendamos a ser cidadãos, e comecemos a nos importar com a nossa casa, a nossa rua, o nosso bairro, a nossa cidade, nosso estado e nosso país?
    Quando teremos consciência de que o governo, os partidos, a escola, a saúde, os políticos, a corrupção são responsabilidades nossas assim como somos nós que podemos escolher acabar com a corrupção, ou políticos e governos corruptos.
    Somos nós que temos que querer o melhor para nossas casas, nossas ruas, nossos bairros, nossas cidades, nossos estados e nossos país e se começarmos a nos importar nessa ordem, como os cidadãos de outros países, nós conseguiremos mudar o a qualidade das pessoas responsáveis pela nossa casa e depois pelos que cuidam de nossas ruas e depois por aqueles que podem melhorar o nosso bairro e podemos eleger gente mais interessante para cuidar da nossa cidade, depois os do estado e todos os outros. Se começarmos a entender o que é cidadania nós e nossos vizinhos de casa, bairros, cidade, estados poderão mudar o país.
    Portanto espero ler um artigo que ao invés de uma fuga do barco naufragando proponha uma solução de como vamos interagir com nossos vizinhos, nossos representantes na escola, na saúde na assembleia legislativa da cidade, no estado etc…
    Sabendo que em ultima análise estamos buscando uma casa mais segura, uma rua tranquila em um bairro seguro, numa cidade com hospitais, escolas e a segurança que esperamos, com os impostos justos e que retornam para a população. Que isso se repita no estado e no país.
    Talvez em poucos, alguns ou muitos anos consigamos dizer que o Brasil é um grande país para se viver.
    Vamos mudar nossos hábitos, começar a interagir com os nossos vizinhos de rua, vamos participar das comissões e organizações do nosso bairro, escolas, etc . Vamos conhecer e cobrar do vereador da nossa região, que é aquele pode e irá lutar pelo que queremos e , assim, quando conseguirmos fazer isso o resto é só consequência.
    Os outros países não são melhores que o Brazil. Talvez os outros países tenham cidadãos melhores que o Brasil.
    A mudança que é necessária é a de mentalidade mas os que podem entender isso e podem ser agentes dessa mudança preferem se acomodar, fugirem abandonando essa realidade e ir embora para imigrantes em um “país melhor”. Afinal se você não estiver envolvido com o problema, ele não existe e nem é seu.

    Geraldo dos Anjos

  114. Carlos
    24 Janeiro, 2016 at 20:37 — Responder

    Pior do que concordar com tudo e querer me mandar daqui com a familia… Eh saber que todo mundo veh isso e mesmo aasim nao vai mudar !
    Issoeh mais que escandaloso !

  115. Adilson Moraes
    24 Janeiro, 2016 at 21:18 — Responder

    Boa tarde a todos!
    O artigo é importante para nossa reflexão. Nos ajuda a verificar erros do nosso país e tentar corrigi-los.

    Quantos aos brasileiros que decidiram morar no exterior, é um direito que todos devem respeitar. Migrar como as aves ( disse um comentário). Tudo isso é importante. Deus abençoe a sua viagem e faça prosperar o seu caminho além mar. Nao vejo nada de mal nisso, buscar qualidade melhor de vida, ou mesmo conhecer outras culturas. Eu já estive em vários países ( USA, Israel, UK, Angola, Colômbia, Espanha, Portugal…), e cada lugar é uma bênção de Deus.
    Só fiquei triste com comentários que chamam as pessoas de “merda”, covarde… Não façamos isso nem que vai , nem quem fica. Todos somos irmãos.

    Vou sentir saudades dos meus irmãos que partem, e lutarei com os que ficarem.

    Verdade que tem muita corrupção, salários injustos, educação precária, egoísmo… Mas, em nome de Jesus, e com muita oração e luta vamos vencer essa etapa.

    Não falem mal dos Americanos, europeus, africanos…todos são criaturas de Deus e merecem respeito.

    Eu peço perdão para alguns, mas ainda sou brasileiro.

  116. Adilson Moraes
    24 Janeiro, 2016 at 21:20 — Responder

    O artigo é importante para nossa reflexão. Nos ajuda a verificar erros do nosso país e tentar corrigi-los.

    Quantos aos brasileiros que decidiram morar no exterior, é um direito que todos devem respeitar. Migrar como as aves ( disse um comentário). Tudo isso é importante. Deus abençoe a sua viagem e faça prosperar o seu caminho além mar. Nao vejo nada de mal nisso, buscar qualidade melhor de vida, ou mesmo conhecer outras culturas. Eu já estive em vários países ( USA, Israel, UK, Angola, Colômbia, Espanha, Portugal…), e cada lugar é uma bênção de Deus.
    Só fiquei triste com comentários que chamam as pessoas de “merda”, covarde… Não façamos isso nem que vai , nem quem fica. Todos somos irmãos.

    Vou sentir saudades dos meus irmãos que partem, e lutarei com os que ficarem.

    Verdade que tem muita corrupção, salários injustos, educação precária, egoísmo… Mas, em nome de Jesus, e com muita oração e luta vamos vencer essa etapa.

    Não falem mal dos Americanos, europeus, africanos…todos são criaturas de Deus e merecem respeito.

    Eu peço perdão para alguns, mas ainda sou brasileiro.

  117. NADIR TOMASINI JUNIOR
    24 Janeiro, 2016 at 22:28 — Responder

    O texto vinha bem até defecar a respeito dos transgênicos. Mas são idiotas hein? Caem nas mentiras e farsas da esquerda? Haja ingenuidade e falta de conhecimento.
    Antes de discorrer sobre um assunto se informem e estudem. Tivessem feito isso, não teriam passado atestado público de burrice. Lamentável!!!
    Transgênicos, além de seguros, seus babacas, é a solução para erradicar a fome no mundo. Bando de zonzos!
    Só podia ser aqui no Brasil. Onde a ignorância e aarrogância florescem feito mato e capim.

  118. Luan
    25 Janeiro, 2016 at 13:27 — Responder

    Sim minha gente e aí?! O país vai ser assim pra sempre? Concordo que boa parte dos Brasileiros se comporta das formas que foram citadas acima mas se todo mundo sabe quais os problemas porque ainda assim não há mudanças? 2 coisas:
    1- Um grupo sabe, aceita e não faz nada. Por que é bom reclamar. fazer mudar nem tanto.
    2- O outro grupo simplesmente abandona a casa e vai morar fora. Aprecia o que é conveniente e deprecia o resto das coisas boas de longe.
    E agora eu repito… o que eu e vc precisamos fazer?

  119. Raul Cornejo
    26 Janeiro, 2016 at 20:08 — Responder

    Acho que a melhor precondição para crer em diagnósticos fatalistas é esse crença punheteira de que reclamar online e ficar recebendo tapinha nas costas de gente que concorda são índices de efetividade das “propostas” colocadas adiante (ah é, não teve nenhuma…). E eu disse punheteira porque é bem típico dessa faixa que se pensa esclarecida da população e que possui o privilégio de poder despender tempo choramingando em fóruns públicos achar que essa cantilena por si mesma vai mudar algo. Masturbação, salvo engano, não gera vida nova.
    Ah, e a incapacidade lidar com dissenso (que vai se revelar assim que conseguirem compreender meu post) também é algo que atrapaia, viu…
    Acho que o melhor deste post todo é pensar que todos vocês já estão de malas feitas… ou nem isso ainda? Como disse, masturbatória… mas até que é bão, né?

  120. 27 Janeiro, 2016 at 10:24 — Responder

    Realmente, em prol da lusofonia o melhor é emigrar, notadamente a um país anglófono. Lógica brilhante.

  121. Setembrino
    28 Janeiro, 2016 at 14:47 — Responder

    Os terríveis problemas aqui apresentados na sociedade brasileira somente refletem as consequencias do perfil biológico do brasileiro. Somente a hipocrisia e o medo impedem as pessoas de dizer abertamente o que todos no fundo sabem: Miscigenação sem critérios vai sempre gerar extremos, com o número de indivíduos no lado inferior do espectro tendendo a aumentar exponencialmente.
    Portanto, o brasileiro tem que primeiro assumir a sua falta de qualidade enquanto ser humano, e a seguir buscar a criação de uma cultura de esforço, visando superar seus defeitos de caráter. A grosso modo, qualquer fazendeiro ou criador consegue prever o comportamento de seus animais pela escolha de suas matrizes. É exatamente isto que existe entre nós, humanos. Somos brasileiros, e temos que mudar a nossa mentalidade, ou simplesmente assumir o nosso lado atrasado, terceiro mundista e tornar esta terra uma nova África. Apenas estas duas soluções. Esta é a verdade nua e crua, sem afirmações bonitas ou ódio racista ou supremacista de nenhum tipo. Algum tipo de código de valores necessitamos criar, seja qual for. Deste jeito atual, com todos pretendendo apenas o hedonismo, sem a humildade de conhecer o que somos, nunca nos entenderemos, continuaremos um povo cheio de desprezo e ódio como temos sido. A culpa é dos brancos, dos negros, dos pardos, de todos. Dos ricos e dos pobres. Temos de nos reconstruir, ou náo. Ficar no meio é ver esta degradação constante.

  122. Alvaro Sousa
    28 Janeiro, 2016 at 22:54 — Responder

    Aos descontentes com seu país só tenho a dizer tchau e que já vão tarde.

  123. Lucia
    29 Janeiro, 2016 at 22:22 — Responder

    A porta do aeroporto é a serventia da casa. Adios

  124. Izabel
    30 Janeiro, 2016 at 14:32 — Responder

    Acho ótimo que queiram sair. Devem mesmo ir passar uns tempos num país civilizado. Lá vão fazer tudo certinho. Se lá podem porque aqui não podem. Caráter, honestidade, não têm pátria. São da índole de cada um.

  125. Clazildo Mahadev
    1 Fevereiro, 2016 at 12:20 — Responder

    …enquanto isso no brazil…..vem aí o carnaval da zika…..uma geração perdida e contaminada.

  126. Amanda
    4 Fevereiro, 2016 at 19:06 — Responder

    Tchau lixo vagabundo tomado por estes patriotas estúpidos que se contentam e escutar sertanejo e viver nesta merda. Tem que ir embora deste lugar podre sim. Os que querem ficar.. que morram aqui com a sua ignorância.

  127. Ivo
    6 Fevereiro, 2016 at 18:43 — Responder

    Triste realidade! O brasileiro vive a ilusão do futebol, do carnaval, enche as ruas, se sacrifica, até mata e morre, pelo seu time, pela sua escola. Tão lírico !!! Mas na vida real se cala se acovarda, não une forças por um ideal comum. Perdemos batalha, atrás de batalhas para os políticos astutos do nosso país. O crime no “brasil” compensa. As leis incentivam os criminosos, porque elas foram feitas pelos próprios. Não fazemos nada, vamos perder a guerra, vamos virar escravos.

  128. Caio M Rodrigues
    8 Fevereiro, 2016 at 10:29 — Responder

    Eu bem que poderia ter evitado de ler tamanha superficialidade destrutiva. Essa descrição do que todo mundo sabe não é análise.
    E os “motivos” servem, no máximo, para suscitar insurreição e não para “sair do Brasil”.
    Finalmente, um sujeito que pretende abandona o jogo sem começar a lutar para vencer, terá dificuldade de encontrar outro país onde ele seria acolhido de boa vontade. Eles o quererão longe.

  129. Luis Haas
    11 Fevereiro, 2016 at 2:10 — Responder

    Diego Pereira, agora você também sabe os motivos pelos quais o Brasil pode e deve ser o início de um novo paradigma. Não ha outro lugar no mundo com o nosso potencial territorial e humano. Se você procura-se, saberia que nossa riqueza é apropriada diariamente por uma infinidade de pagamentos por direitos a outros países (e vivem muito bem a estas custas), mas de coisas nossas (caso: acaí – patenteado no Japão – ridículo mas real). Todos os nossos bem minerais são sub-pagos (preço de banana). O ouro que sai ilegalmente do nosso território paga muitas Ferraris, Lamburginis, etc. para outros. E é triste, ao mesmo tempo ver aí muitos concordando em número com as razões propostas. Solução então obvia: mudem-se. Mas vão lá para viverem e notarão que o dinheiro vem dos trabalhadores simples mundo a fora. Se tem alguma moral e ética saberão que o conforto vem de apropriações e negociações obscuras, de pressões feitas por paramilitares, de patentes de idéias de terceiros (roubo que é acobertado por leis dúbias e pontuais). O brasil dos anos 40 e 30 apontavam para uma nação gigante, com a construção de Brasília, o mundo tremeu e ai foi feito o jogo que agora você joga – fizeram tanto que nem os brasileiros acreditam nos próprios brasileiros. E você , Diego Pereira está jogando contra e fazendo gol. Triste assim….

  130. mirian
    17 Fevereiro, 2016 at 19:01 — Responder

    Ai, ai…o povo se dói porque é verdade.

  131. Joao
    20 Fevereiro, 2016 at 1:56 — Responder

    Ainda implorando para que fiquemos????
    É eu sei, vai faltar quem mais paga imposto (classe m´deia branca, não é assim que nos chamam?), quem mais gera emprego com pequenas e médias empresas (de novo somos nós!)…mas infelizmente não aceitamos trabalham em regime de semi-escravidão para o governo…ate´porque nem a Petrobrás vamos ter em breve!

  132. Flávio
    20 Fevereiro, 2016 at 2:15 — Responder
  133. joao c f oliveia
    20 Fevereiro, 2016 at 22:30 — Responder

    Toda esta campanha é para nos fazerem pagar altos juros no sagrado mercado internacional

  134. Nadir Tomasini Junior
    14 Março, 2016 at 16:36 — Responder

    Precisa se informar melhor sobre os transgênicos. Qualquer pessoa que se aprofunda no assunto sabe perfeitamente da segurança dos mesmos. Dinamarca? Um país daquele continente que deliberadamente se deixou invadir por hordas de terroristas? Ahh tá… rsssssss

  135. José de Albuquerque
    19 Abril, 2016 at 12:43 — Responder

    Li com bastante atenção todos os tópicos listados, e afirmo sem pestanejar, que um brasileiro menos atento, cairia direto em um dos tópicos citados…” facilmente manipulado “. Concordo com algumas coisas que foram ditas pelo autor, mas pergunto, há quantas décadas ou séculos o Brasil vem perpetuando um modelo econômico que só tende a aprofundar às mazelas do país ? E pior, quando parecia que teríamos um governo que parecia que iria diminuir essas mazelas, as aprofundou ! Não quero aqui entrar aqui no mérito da política especificamente, pois discussões bestas e intermináveis entre os chamados ” coxinhas ” e ” neo-comunistas “, a nossa internet já está repleta.
    Voltando às questões básicas. Com uma elite político-econômica-religiosa nefasta ( existe sim raras exceções ), que tratou seus negros, imigrantes etc., de maneira cruel, não poderíamos esperar outra coisa que não a situação atual do país. Um dia fatalmente chegaríamos a isso, pois os homens que regem nossas leis, não tem consciência das necessidades da população- concordo, facilmente manipulável -. Mesquinhos, preconceituosos, sínicos e acima de tudo, adeptos do dilema ” se não pode vencê-los , junte-se a eles “, tal povo não poderia ter melhor sorte. Por fim, creio que não é ” abandonando o barco ” e indo morar ” confortavelmente ” no exterior, que vamos ajudar a mudar a tragédia instalada. Tragédia essa, que cada qual a seu contexto, vários outros países também apresentam a sua. Só para finalizar, não vejo qualquer problema em um colega de trabalho se tornar um amigo. Se tem alguma dúvida, observe a situação de uma ótica contrária, ou seja, se um amigo seu fosse trabalhar na mesmo local que você, este deixaria de ser seu amigo ?

  136. Rogério Souza
    31 Maio, 2016 at 14:34 — Responder

    Fugir do Brasil é a solução? Só se for pra vocês, bando de covardes! O Brasil está assim exatamente por causa de individualistas iguais a vocês. Pessoas que só pensam em si mesmo. Tomara que fujam mesmo, e que no Brasil só fiquem as pessoas que tem coragem de lutar pelo seu direitos e não se conformar com a roubalheira e covardia de vocês.

  137. Ricardo Vilas Boas
    25 Junho, 2016 at 1:26 — Responder

    Blogueiro britânico escreve sobre o Brasil e afirma que os brasileiros sofrem síndrome de “vira-lata” perante os EUA
    Hoje vim falar de um blogueiro londrino que decidiu escrever de forma um tanto quanto indignada sobre como os brasileiros insistem em não reconhecer o quão maravilhoso o Brasil é, apesar dos problemas. Confere só:
    ” Pouco depois de chegar a São Paulo, fui a uma loja na Vila Madalena comprar um violão. O atendente, notando meu sotaque, perguntou de onde eu era. Quando respondi “de Londres”, veio um grande sorriso de aprovação. Devolvi a pergunta e ele respondeu: ‘sou deste país sofrido aqui’. Fiquei surpreso. Eu – como vários gringos que conheço que ficaram um tempo no Brasil – adoro o país pela cultura e pelo povo, apesar dos problemas. E que país não tem problemas?
    O Brasil tem uma reputação invejável no exterior, mas os brasileiros, às vezes, parecem ser cegos para tudo exceto o lado negativo. Frustração e ódio da própria cultura foram coisas que senti bastante e me surpreenderam durante meus 6 meses no Brasil. Sei que há problemas, mas será que não há também exagero (no sentido apartidário da discussão)? Tem uma expressão brasileira, frequentemente mencionada, que parece resumir essa questão: complexo de vira-lata. A frase tem origem na derrota desastrosa do Brasil nas mãos da seleção uruguaia no Maracanã, na final da Copa de 1950. Foi usada por Nelson Rodrigues para descrever “a inferioridade em que o brasileiro se coloca, voluntariamente, em face do resto do mundo”.
    E, por todo lado, percebi o que gradualmente comecei a enxergar como o aspecto mais ‘sofrido’ deste país: a combinação do abandono de tudo brasileiro, e veneração, principalmente, de tudo americano. É um processo que parece estrangular a identidade brasileira. Sei que é complicado generalizar e que minha estada no Brasil não me torna um especialista, mas isso pode ser visto nos shoppings, clones dos ‘malls’ dos Estados Unidos, com aquele microclima de consumismo frígido e lojas com nomes em inglês e onde mesmo liquidação vira ‘sale’. Pode ser sentido na comida.
    Neste “país tropical” tão fértil e com tantos produtos maravilhosos, é mais fácil achar hot dog e hambúrguer do que tapioca nas ruas. Pode ser ouvido na música americana que toca nos carros, lojas e bares no berço do Samba e da Bossa Nova. Pode ser visto também no estilo das pessoas na rua. Para mim, uma das coisas mais lindas do Brasil é a mistura das raças. Mas, em Sampa, vi brasileiras com cabelo loiro descolorido por toda a parte. Para mim (aliás, tenho orgulho de ser mulato e afro-britânico), dá pena ver o esforço das brasileiras em criar uma aparência caucasiana.
    Acabei concluindo que, na metrópole financeira que é São Paulo, onde o status depende do tamanho da carteira e da versão de iPhone que se exibe, a importância do dinheiro é simplesmente mais uma, embora a mais perniciosa, importação americana. As duas irmãs chamadas Exclusividade e Desigualdade caminham de mãos dadas pelas ruas paulistanas. E o Brasil tem tantas outras formas de riqueza que parece não exaltar… Um dos meus alunos de inglês, que trabalha em uma grande empresa brasileira, não parava de falar sobre a América do Norte.
    Idealizou os Estados Unidos e Canadá de tal forma que os olhos dele brilhavam cada vez que mencionava algo desses países. Sempre que eu falava de algo que curti no Brasil, ele retrucava depreciando o país e dando algum exemplo (subjetivo) de como a América do Norte era muito melhor. O Brasil está passando por um período difícil e, para muitos brasileiros com quem falei sobre os problemas, a solução ideal seria ir embora, abandonar este país para viver um idealizado sonho americano. Acho esta solução deprimente.
    Não tenho remédio para os problemas do Brasil, obviamente, mas não consigo me desfazer da impressão de que, talvez, se os brasileiros tivessem um pouco mais orgulho da própria identidade, este país ficaria ainda mais incrível. Se há insatisfação, não faz mais sentido tentar melhorar o sistema?
    Destaco aqui o que vejo como um uma segunda colonização do Brasil, a colonização cultural pelos Estados Unidos, ao lado do complexo de vira-latas porque, na minha opinião, além de andarem juntos, ao mesmo tempo em que existe um exagero na idealização dos americanos, existe um exagero na rejeição ao Brasil pelos próprios brasileiros. É preciso lutar contra o complexo de vira-latas. Uma divertida, porém inspiradora, lição veio de um vendedor em Ipanema. Quando pedi para ele botar um pouco mais de ‘pinga’ na caipirinha, ele respondeu: “Claro, (mermão) meu irmão. A miséria tá aqui não!”
    Viva a alma brasileira! Adam Smith – Do blog “Para inglês ver”.

  138. Felipe
    20 Julho, 2016 at 18:51 — Responder

    Apenas o item 9, já teria me convencido…

  139. Fernanda
    22 Julho, 2016 at 16:31 — Responder

    Se você desistiu do seu país vá embora e não fique tentando convencer você mesmo através de outras pessoas. TCHAU QUERIDO, VAZA!

  140. vicent
    21 Setembro, 2016 at 16:58 — Responder

    Não precisa de dados pra me convencer que o autor do texto tem razão, ande pelo Brasil e verá que o post diz a verdade, enfim o Brasil tem muitos problemas mesmo mas resolvi me mudar de país não só por isso, simplesmente também por odiar a cultura do brasil, não me indentifico com nada que venha do Brasil e nem com os brasileiros.

  141. Marcos
    25 Setembro, 2016 at 1:42 — Responder

    Muito perspicaz o que foi relatado pelo ingles sobre suas impressões em são Paulo e a cultura brasileira. Agradeço ao Ricardo vilas boas por compartilhar isto conosco. Moro em SP e minha esposa é estrangeira. Dias atrás assistimos a um programa tipo x factor, com calouros, e minha esposa percebeu que ninguém havia cantado uma música brasileira. Todas eram americanas ou inglesas! Minha esposa se espantou e disse: como num país com músicas tão ricas e bonitas as pessoas escolhem música pop estrangeira para se apresentar? Isso demonstra um pouco a nossa condição como povo e o que fazemos a respeito disso. Certa vez, viajei ao sul do país, naquelas cidades de imigração alemã e italiana. Uma turista paulista achou a cidade linda e disse que gostaria de morar lá, pois se tratava de um lugar quase perfeito. Um morador da cidade logo a retrucou, esbravejando: voces paulistas não cuidam de suas cidades e depois querem vir pra cá, onde nos já cuidamos. Querem os benefícios mas não trabalham pra isso, não querem o ônus.

  142. papsicodelico
    13 Outubro, 2016 at 19:52 — Responder

    Concordei com todos os tópicos e gostaria de sair do Brasil também. Amo meu país, mas o mesmo não me da condições de viver, apenas sobreviver. Para lutar pelo seu país, você precisa morrer por ele, e quem aqui está disposto a morrer pela sua pátria? Pois os países de 1 mundo, para ser o que são hoje, assim fizeram! Muitos querem mudança, mas você acham que algum político vai querer isso? Quem fizer alguma revolução, com certeza estará pronto para morrer? Alguém vai morrer pela pátria que não te da condições mínimas de viver bem? Eu duvido. Por isso, muitos estão indo embora porque não querem que seus filhos fiquem dançando funk na frente da tv, falando errado como os artistas fazem e se matando por causa de times de futebol como vejo hoje em dia. A nossa cultura está indo por agua abaixo, a ponto de falarem que uma musica como o funk (cheio de palavrões) pode ser considerado como cultura. Fico triste e tenho que concordar que nós temos mais motivos para sair do que para ficar neste lindo país, infelizmente!!!

  143. vorcei jesus de oliveira
    30 Novembro, 2016 at 18:42 — Responder

    Isso é uma grande vergonha para todos nós Brasileiros…….ter que conviver com tantas falcatruas praticadas por estes maus gestores Brasileiros,que se dizem politicos….mas na verdade não passam criminosos e bandidos disfarçados de bonzinhos…… pergunta? até quando teremos que conviver com todas essas aberrações….

  144. Ana Flavia
    6 Abril, 2017 at 15:58 — Responder

    Pra quem acha que o Brasil é tão maravilhoso assim tire sua bunda da cadeira e comece visitar os bairros pobres de nossas cidades, se voce for uma pessoa com bom senso vai ter vergonha e dó de ver tantos sofrendo na miseria e violencia. Eu só moro aqui porque preciso cuidar do meu pai que esta idoso e tem problemas de saude mas no dia que Deus leva-lo eu me mando pra fora. É degradante viver nesse país, o povo ignorante que acha que as coisas ruins tem que continuar como são porque é vontade de Deus e onde pessoas corruptas são parabenizadas e incentivadas…Eu definitivamente não me sinto brasileira, me sinto um peixe fora dágua.

  145. Marcos
    5 Julho, 2017 at 4:29 — Responder

    Quem tiver dúvida se ainda continua no Brasil é só dar uma passada no consulado americano no RJ e ver a fila que dá voltas como um caracol. Quem tem um dinheirinho guardado tá metendo o pé! Nunca se tirou tantas cidadania européias como aqui e a tendência é só piorar. O último que sair fecha a porta!

  146. André dias
    25 Julho, 2017 at 6:41 — Responder

    Muito boa a colocação do autor, já faz 2 anos e parece que piorou, vamos ver ano que vem nas eleições , esses políticos que estão no poder nos roubando nada mais é que verdade pura e crua do povo brasileiro, aquele nos comentários aqui dizendo vai embora tchau que não se importa com nada gosta de pão e circo e festa bem típico república bananeira, povo do jeitinho, povo corrupto, povo que não gosta de trabalhar e quer levar vantagem sobre todos, enquanto tiver mentalidade dessa na sociedade a tendência é só piorar

  147. Leonardo
    3 Agosto, 2017 at 14:39 — Responder

    Ainda bem que hoje vivo no Canadá, o Brasil já deu muito desgosto a mim.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *