EconomiaPaísesPortugalSociedade

A primeira Aldeia do Futuro já existe e localiza-se no Porto

(Imagem: Reprodução Novos Rurais)

 

A primeira “Aldeia do Futuro” está localizada em Portugal, mais precisamente em Baião, no Porto. O projeto pretende “valorizar o que Portugal tem de melhor” e impedir a fuga de talentos através da agricultura. Na prática, a ideia está em recuperar aldeias nacionais para que sirvam de incubadoras de projetos ligados à terra, atuando como um espaço dedicado à formação de jovens, ao apoio na procura de terrenos e à criação de negócios na área.

O projeto “é dirigido a jovens que querem abraçar novos desafios, um projeto de futuro e com futuro para os que não querem ser ‘obrigados’ a deixar o seu país ou a abraçar profissões que não os realizem”, explicou António de Souza-Cardoso, Presidente da Associação para a Promoção da Gastronomia e Vinhos – AGAVI, ao Canal Superior.

A iniciativa teve um investimento inicial de 500 mil euros para recuperar a primeira aldeia que vai acolher os novos empreendedores e os casos de sucesso que possam servir como inspiração. Estão ainda a ser preparadas candidaturas a fundos comunitários para a criação de um centro de investigação e formação, bem como um centro de design, valorização e distribuição dos produtos obtidos.

Entre os parceiros da iniciativa estão a Universidade Católica Portuguesa, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a ANJE, a AEP, a Câmara Municipal de Baião e o Turismo do Porto e Norte.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.