EconomiaNotícias

Argentina quer ser membro observador da CPLP

Com o objectivo de se aproximar de África, a Argentina será o próximo membro associado observador da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). O pedido formal argentino será apresentado em breve, mas já tem aval informal entre os nove estados-membros. A carta formal com o pedido argentino de integrar a CPLP como membro observador associado será entregue ao Secretariado Executivo, com sede em Lisboa, antes do dia 30 de Junho, segundo a RFI.

 

Principal aliada do Brasil e com relações históricas com Portugal, a dimensão africana faz parte dessa estratégia de aproximação com novos países.  Além dos nove estados-membros da CPLP, actualmente são dez os observadores associados: Geórgia, Hungria, Japão, República Checa, República Eslovaca, República da Maurícia, Namíbia, Senegal, Turquia e o único latino-americano: o Uruguai.

 

Com a Argentina, a CPLP ganha, além de projecção pela América Latina, um membro com liderança mundial em tecnologia de alimentos e em técnicas de produção agropecuária. Com África, a Argentina ganha uma nova fronteira para a cooperação internacional. A cooperação argentina já começou com Moçambique ainda no esquema triangular no qual a Argentina se soma a países com experiência em África como Holanda e Portugal na modalidade público-privada.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.