AngolaPolíticaSociedade

Ativistas presos em Angola: Luaty regressa à cadeia uma semana depois do fim da greve de fome

O rapper angolano Luaty Beirão regressou ao hospital-prisão de São Paulo, em Luanda, onde permanecem os restantes 14 colegas ativistas, depois de ter terminado há uma semana uma greve de fome que durou 36 dias.

 

Conheça na íntegra o processo judicial e as acusações das autoridades angolanas aos jovens ativistas

 

A transferência foi informada à Agência Lusa, em Luanda, pela mulher, Mónica Almeida, e pelo advogado, Luís Nascimento. Luaty esteve em greve de fome, que iniciou dia 21 de setembro, em protesto contra o excesso de prisão preventiva. Ele estava numa clínica privada da capital, sob detenção, desde 15 de outubro, devido ao seu estado de saúde.

 

Luaty Beirão anuncia fim de greve de fome

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.