Cabo VerdePaísesPolítica

Cantora cabo-verdiana é vítima de racismo e tortura nos Estados Unidos

(Imagem: Reprodução Praia de Bote)

 

A cantora cabo-verdiana Isa Pereira esteve sete dias presa na Suffolk House of Correction, em Boston, nos Estados Unidos da América.

Em causa estava a sua detenção, por, alegadamente, estar no país sem visto de entrava válido, algo que se revelou não ser verdade. A intérprete encontrava-se em solo americano a convite das Nações Unidas, uma vez que ia cantar no encerramento da Semana da Juventude de verão, como forma de promover a candidatura da Morna a património imaterial da humanidade.

A artista considera que foi vítima de racismo e acusa as autoridades norte-americanas de tratamento desumano durante os dias em que esteve presa.

Entretanto, Donald Heflin, o embaixador americano em Cabo Verde, já lamentou toda a situação, mas o que é certo, é que no passado dia 6 de fevereiro foi negada uma autorização para Isa regressar ao país, onde foi selecionada para ingressar no Studio New York Vocal Coaching.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.