Cultura

A história do Carnaval

A criação da festa que hoje mobiliza milhares de pessoas através do mundo inteiro é ainda indefinida. Alguns dizem que seu início se deu nas sociedades greco-romanas e egípicias, já outros remetem sua origem à época da idade média, com o intuito da quaresma, que é o intervalo de 40 dias utilizado para reaproximação a Deus – um tempo criado pela igreja católica onde o indivíduo dedica-se somente a questões espirituais, abidicando-se da bebida, da carne vermelha, do sexo e das festas.

 

Como resultado, os dias que antecediam a quaresma começaram a ter um imenso consumo de carne vermelha, bebida alcóolica e claro: muita festa! A esse período deu-se o nome de ‘adeus à carne’, ou ‘carne vale’ em italiano, que, depois, passou a ser “carnevale”.

 

O carnaval no Brasil recém colonizado era comemorado à maneira portuguesa através de brincadeiras que se chamavam “entrudo”, tal brincadeira era muito violenta, chegando inclusive a deixar alguns mortos pelo país.

 

No século XIX, devido também à independência brasileira, os festejos mudaram. O novo governo acabou de vez com os “entrudos”, por serem muito violentos e também por estarem relacionados a ex-metrópole. Logo, a burguesia brasileira se antecipou e decidiu aderir à forma do carnaval francês, que era mais sofisticada, regada a bailes de máscaras e desfiles de carruagem.

 

Porém, devido ao facto de a cultura brasileira ser formada por um conjunto de culturas de diversas etnias, a maioria delas de matriz africana, África contribuiu enormemente em vários aspectos da cultura brasileira que logo remodelaram a forma de se festejar o carnaval brasileiro.

 

(Imagem: Reprodução Viaje a Brasil)

 

Na dança e na música, generos africanos, como Lundu, Batuque, Ijexá, Capoeira, Coco, Congadas e Jongo estão na origem do Samba, Choro, Maxixe, Bossa Nova, Axé e outros. . Hoje em dia, os dois maiores ritmos que embalam o carnaval brasileiro são o Samba* e o Axé*. Claro que ainda temos o Frevo, o Maracatú entre outros, porém, os dois primeiros influenciam quase que o país inteiro. O Axé principalmete na Bahia, com seus trios elétricos e blocos que arrastam multidões, e o samba que tem bastante influencia no Rio de Janeiro, cidade das famosas escolas de samba, com suas fabulosas fantasias, carros alegóricos e sambas enredo, que trazem para a passarela temas variados, que abordam diversos aspectos da arte, história, sociedade e cultura em geral.

 

(Imagem: Reprodução Quadrado Brasilia)

 

Hoje, o carnaval no Brasil se tornou o carnaval mais conhecido no mundo e é festejado por milhões de pessoas!

Eu, não perco nenhum 😉

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.