Cultura

Dia da mulher: 10 filmes para assistir no dia 8 de março

Algumas pessoas passam horas a tentar encontrar filmes, documentários ou séries aplicadas a uma data festiva. Neste dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, resolvemos esse problema para você! Que tal ver um filme sobre a poeta portuguesa Florbela Espanca? E ver (ou rever) Central do Brasil, um clássico do cinema brasileiro? Essas e outras 8 dicas estão abaixo, veja o que separamos para você:

Central do Brasil

Um clássico filme brasileiro é Central do Brasil (1998), de Walter Salles. Estrelado por Fernanda Montenegro e Vinícius de Oliveira, conta a história de uma professora aposentada que ajuda um menino a encontrar o seu pai no nordeste do Brasil.

 

Virou o jogo: a história de Pintadas

Virou o Jogo (2012) é um curta-metragem que mostra como um grupo de mulheres de uma região seca da Bahia se organizou para enfrentar o machismo da região.

Fátima


O drama de João Canijo é de 2017 e mostra um grupo de 11 mulheres que saem do Norte de Portugal em peregrinação até chegar a Fátima. Com a atriz Rita Blanco, o filme mostra os problemas pessoais, emocionais e físicos que envolvem a decisão de peregrinar.

Um Filme Falado (2003)

Um filme falado (2003), de Manoel de Oliveira, conta sobre uma viagem de cruzeiro que mãe e filha decidem fazer em direção à Índia. Maria Joana e Rosa passam por uma série de cidades europeias até que um problema no navio coloca todos em perigo.

Florbela

A grande poetisa portuguesa Florbela Espanca é retratada biograficamente neste filme de 8 de março de 2012. Florbela, em crise, não se sente bem na região afastada em que vivia e decide ir para Lisboa. A decisão inspira profundamente a sua poesia.

Nise: o coração da loucura

O filme Nise (2016), de Roberto Berliner, é baseado em fatos reais. Estrelado por Glória Pires, conta um pouco da história da psiquiatra brasileira – aluna de Carl Jung – Nise da Silveira, que na década de 1930 se recusou a aplicar tratamentos de eletrochoque, lobotomia e internações violentas, se tornando uma referência no tratamento humanizado.

Olga

Olga (2004) é realizado por Jayme Monjardim e conta a história da revolucionária Olga Benário, uma judia alemã e comunista que é enviada para ajudar Luís Carlos Prestes, um líder comunista brasileiro, a implementar esse sistema político no Brasil. O filme passa-se durante o período da Alemanha nazista e é estrelado por Camila Morgado.

Mulheres do meu país – Raquel Freire

Mulheres do meu país (2019) é um documentário que retrata a variedade das portuguesas do século XXI – resistentes, fortes, com consequências da luta de combate ao machismo que muitas outras portuguesas enfrentaram.

Clandestinas

Clandestinas (2014), de Fadhia Salomão, é um documentário que retrata a realidade do aborto no Brasil por meio de entrevistas. Mesmo sendo considerado crime, a realidade do país é de mulheres que são obrigadas a abortar pelos mais diferentes motivos e não encontram apoio no sistema público.

 

A severa

A severa (1931) é o primeiro filme sonoro feito em Portugal, considerado como uma das grandes joias do cinema português.  A história passa-se no século XIX, destacando os costumes da época e sendo um retrato da sociedade e cultura portuguesas do século.

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião

O seu endereço de email não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.